Fernando Calmon – Poder de sedução dos carros no Salão do Automóvel

Porsche no Salão do Automóvel de São Paulo

Salão do Automóvel de São Paulo

Até o próximo dia 18, o poder de sedução dos carros continuará conquistando  multidões no Salão do Automóvel de São Paulo, que completa 30 edições. As pessoas permanecem fortemente atraídas por automóveis. Entre as razões estão comodidade, liberdade, agilidade e taxa de motorização ainda baixa, se comparada a de outros países, inclusive vizinhos, como Argentina. Este ano ficará marcado pela sanção presidencial do programa Rota 2030, no dia da inauguração oficial. Sua importância será analisada na Coluna da próxima semana.

Continuar lendo

Fernando Calmon – Olhar sobre o futuro do mercado automotivo brasileiro

Volkswagen T-Cross Brasil

Volkswagen T-Cross

Uma jornada e tanto. Desde 5 de maio de 1999 esta coluna completa agora 1.000 edições semanais consecutivas. Para seguir a tendência das mídias impressas e digitais, o nome do colunista passa a encimar a coluna. Alta Roda a partir de agora identifica notícias curtas e relevantes que seguem abaixo. Para essa edição comemorativa foi feito um estudo sobre lançamentos até 2022 do mercado automotivo brasileiro.

Continuar lendo

Alta Roda – Vencedores e vencidos no mercado de automóveis do Brasil

carros estacionados na rua no BrasilEm meio à recuperação do combalido mercado de automóveis do Brasil, que cresceu pouco mais de 9% em 2017, nosso ranking tradicional dos modelos mais vendidos sofreu alterações técnicas. Com pesar, caiu o segmento de peruas em razão de pouca oferta e vendas baixíssimas. O avanço dos SUVs levou ao quase desaparecimento dessa opção familiar em todos os grandes mercados mundiais (à exceção da Alemanha). De roldão, monovolumes e hatches médios também foram atingidos, porém ainda resistem. Crossovers verdadeiros serão as próximas vítimas.

Continuar lendo

Alta Roda – Salão do otimismo

Ford-GT-2016-all-new-novo

Novo Ford GT 2016

Há apenas cinco anos o Salão do Automóvel de Detroit experimentou uma crise com espaços vazios entre estandes de construção mais modesta. Mas graças à reação do mercado americano que alcançou no ano passado 16,5 milhões de automóveis e comerciais leves (recuperação incrível de quase 60% sobre 2009), o clima na exposição é outro, até seu encerramento neste dia 25. Em 2015 se esperam 17 milhões de unidades, próximo ao recorde de todos os tempos.

Continuar lendo