Fernando Calmon – Animação geral na indústria automobilística

O ano começou bem para a indústria automobilística. Em janeiro venderam-se quase 200.000 unidades, entre veículos leves e pesados, resultado 10,2% superior ao mesmo mês de 2018. O ritmo diário, em torno de 9.100 emplacamentos, ficou abaixo do patamar instigante de cinco dígitos (10.000/dia). Tudo dentro do esperado pela Fenabrave (associação das concessionárias) para o primeiro mês do ano, quando o consumidor enfrenta despesas extras. Sua previsão de crescimento para 2019 é de 11,2%, quase igual à da Anfavea, de 11,4%, embora as metodologias de cálculo não sejam coincidentes.

Carros novos

Continuar lendo

Fernando Calmon – De fatos a boatos: General Motors fora do Brasil?

Sede da General Motores em Detroit, nos EUA

Começo de ano dos mais movimentados, tanto no Brasil quanto no exterior. Entre as notícias que chamaram atenção, um comunicado interno da General Motors interpretado como possibilidade da empresa se retirar do País. Não há sustentação nos fatos. Depois de anunciar, em 2018, 20 novos produtos, de 2019 a 2022, além de 10 “séries especiais”, fica claro que este risco é remotíssimo.

Continuar lendo

Fernando Calmon – Aposta otimista para as vendas de veículos no mercado brasileiro

Showroom de carros usados

As vendas de veículos no mercado brasileiro foram maiores do que todas as previsões feitas ao longo de 2018. Os dados revelados pelo Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores), logo no primeiro dia útil do ano, indicam isso. No entanto, os percentuais de crescimento de um ano contra o outro são mal explicados.

Continuar lendo

Fernando Calmon – Brasil pode avançar na indústria automobilística

carros conectados

Carros conectados

Dos quatro grandes desafios impostos à indústria automobilística mundial, apenas dois chamarão mais atenção no Brasil em 2019 e nos próximos anos. Veículos autônomos estarão muito longe do mercado local e sem nenhuma previsão de efetiva introdução por problemas de alto custo, infraestrutura e regulamentação jurídica, entre outros.

Continuar lendo

60 anos – Conheça detalhes da história da Toyota no Brasil

Linha de montagem do Toyota Corolla, em Indaiatuba (SP), em 2018

Linha de montagem do Toyota Corolla, em Indaiatuba (SP), em 2018

O ano de 2018 está chegando ao fim e, sem dúvida, foi muito especial para a Toyota no Brasil, pois a marca comemorou 60 anos de história no País.

Continuar lendo

Fernando Calmon – 2019 repleto de novidades com carros híbridos flex

Toyota Corolla híbrido

A transformação em lei do programa Rota 2030 e a regulamentação de alguns dos seus itens principais vão impactar as estratégias de lançamentos de produtos fabricados no Brasil ou na Argentina, já a partir do próximo ano. Um dos pontos sensíveis foi o enquadramento de carros híbridos flex, em uma nova categoria fiscal. Eles não estavam contemplados com nenhuma diferenciação de imposto sobre os que utilizam apenas gasolina.

Continuar lendo

Fernando Calmon – Mundo automobilístico de pernas para o ar

carro elétrico

Se o mundo automobilístico tem passado por fortes turbulências, acontecimentos recentes no exterior colocaram mais coisas de pernas para o ar. Há um primeiro episódio, em abril último, quando a Ford desistiu de produzir sedãs nos EUA para se concentrar em SUVs e picapes. Pouco adiante, em junho, Sergio Marchionne, CEO da FCA falecido um mês depois, admitiu encolher drasticamente a presença da marca Fiat em toda a Europa.

Continuar lendo

Aposentado há 15 anos no Brasil, Ford Escort ainda coleciona fãs apaixonados

Foto do Ford Escort XR3 do BookAclassic

Ford Escort XR3 1992

O Ford Escort, carro que marcou época por aqui especialmente nos anos 1980, completou, recentemente, 35 anos de lançamento no Brasil. É verdade que ele está aposentado do nosso mercado há 15 anos. Mas, mesmo assim, o modelo ainda coleciona fãs apaixonados.

Continuar lendo

Fernando Calmon – O carro e o jovem

Tela de um celular com Uber

O carro e o jovem: uma vertente entre analistas de mercado vem, nos últimos tempos, colocando em xeque o desejo natural e verdadeiro de utilizar o automóvel como meio de locomoção tanto em cidades quanto para viajar.

Há quem “decrete” que este meio de deslocamento já iniciou o seu declínio e, dentro de uma a duas décadas, já não atrairá em nada os mais jovens. Apesar de nem no exterior existir consenso, isso tem sido comentado também no Brasil depois que estatísticas apontaram uma queda na emissão de novas carteiras de habilitação.

Continuar lendo

Fernando Calmon – Rota 2030 no rumo certo

Michel Temer durante o Salão do Automóvel de São Paulo

Pode parecer exagero, mas não é. O programa Rota 2030, depois de quase 20 meses de estudos, propostas e aprovação no Congresso Nacional, torna-se o acontecimento mais importante desde que a indústria automobilística foi regulamentada, em 1956.

Antes de tudo, torna-se necessário frisar que se trata de um programa estruturante, sem nenhum benefício fiscal à venda de veículos. Outro viés importante é se estender por três períodos de cinco anos – portanto, até 2032 – e dessa forma estabelecer previsibilidade, algo que faz muita falta em projetos econômicos no Brasil. Isso sem contar um nível razoável de segurança jurídica, aparentemente garantido em lei.

Continuar lendo