Strada Volcano deve atrair um novo público e Land Rover Defender une tradição à modernidade. Veja os mais vendidos do ano no Brasil.

Fiat Strada Volcano 2021

Fiat Strada Volcano 2021

Por Fernando Calmon

Fiat Strada Volcano vai atrair novo público

A espera foi longa, mas a Strada tinha que mudar depois de duas décadas na liderança. Mesmo sem ameaças à vista, a nova versão topo de linha Volcano de cabine dupla, quatro portas e cinco lugares vai seduzir um comprador que não cogitava utilizar uma picape no dia a dia sem levar carga. A geração anterior de cabine dupla, além de levar um passageiro a menos, representava apenas 5% das vendas e a dirigibilidade não era tão boa. Continuar lendo

Duelo “cruel”: Nissan Kicks S 1.6 CVT x Hyundai Creta Action 1.6 AT6

Comparativo: Hyundai Creta Action X Nissan Kicks S

Comparativo: Hyundai Creta Action X Nissan Kicks S

Depois de golear o Jeep Renegade e de suar para vencer o Honda HR-V, agora é a vez do Nissan Kicks enfrentar, talvez, o seu adversário mais “cruel”: Hyundai Creta. O coreano ataca, num ponto em que o japonês joga muito bem, com uma surpresa, a novíssima versão Action, que traz um custo/benefício quase imbatível. Pegando as duas versões mais acessíveis com câmbio automático, quem leva a melhor nesse comparativo: Nissan Kicks S 1.6 CVT ou Hyundai Creta Action 1.6 AT6?

Continuar lendo

Renault Alaskan e Peugeot Landtrek agitam mercado de picapes médias. Hyundai projeta mundo pós-pandemia

Por Fernando Calmon

Renault Alaskan

Renault Alaskan

O mercado de picapes médias tradicionais, de cabine dupla e quatro portas, é um dos mais disputados tanto no Brasil quanto na Argentina. E ficará ainda mais interessante depois da confirmação de dois novos concorrentes: Peugeot Landtrek e Renault Alaskan.

Continuar lendo

Indústria automobilística nacional tem maior tombo da história

Por Fernando Calmon

A situação da indústria automobilística é uma das mais difíceis entre todos os setores da economia brasileira. A paralisação em abril de 63 das 65 empresas instaladas aqui (incluindo tratores e máquinas rodoviárias) levou a números incrivelmente baixos: apenas 1.847 veículos leves e pesados produzidos.

Um número próximo a fevereiro de 1957 (63 anos atrás) quando o parque produtor mal tinha sido montado e contava apenas com sete fabricantes: Vemag (DKW), FNM, Ford, General Motors, Mercedes-Benz, Scania e Willys. Havia ainda a Romi (Isetta), fora dos números da Anfavea, por não ser filiada.

Mercado nacional de automóveis, caminhões e maquinas agrícolas em 2020

Mercado nacional de automóveis, caminhões e maquinas agrícolas em 2020 – Fonte: Anfavea

Continuar lendo

Veja qual dos 25 SUVs tem o maior porta-malas do Brasil e a curiosa história do porta-malas do Jeep Renegade

Novo Chevrolet Tracker Premier 2021

Novo Chevrolet Tracker 2021 já está na lista abaixo, que compara os porta-malas dos SUVs no Brasil

Para quem ainda não reparou, os SUVs lembram muito as peruas, só que mais altos e com, pelo menos, alguma capacidade off-road. E, seguindo duas das principais características que toda station wagon deveria ter, os SUVs tentam se destacar no coração do consumidor com bom espaço interno e para bagagem – foco aqui do post. A partir disso, pesquisei 33 modelos da categoria e 25 foram selecionados, de 16 marcas diferentes. Veja qual SUV tem o maior porta-malas do Brasil!

Continuar lendo

Nissan Kicks tem seguro mais barato e os melhores custos de uso do segmento

SUV Nissan Kicks SL CVT 2020

Nissan Kicks SL 2020

O Nissan Kicks 2020 foi indicado como o modelo com o seguro mais barato e o menor custo de uso entre todos os utilitários esportivos do seu segmento. Os levantamentos foram feitos por duas das principais publicações especializadas em automóveis do país.

Continuar lendo

Vencedores e vencidos nas vendas de veículos no Brasil em 2019

Por Fernando Calmon

No ano passado as vendas de veículos (automóveis e comerciais) leves cresceram 7,7% sobre 2018, um pouco abaixo das expectativas. O segmento de maior expansão (27%) foi o de SUVs compactos, porém os hatches subcompactos e compactos (incluídas versões “aventureiras”) continuam de longe o mais importante. Em números absolutos, somaram 1,027 milhão contra 421.000 unidades. Somados, todos os SUVs venderam 577.000 unidades.

Feirão de carros no Brasil

Continuar lendo

Com vendas abaixo do esperado, Volkswagen T-Cross recebe alterações na linha e descontos nas concessionárias

Volkswagen T-Cross Comfortline 2020

Volkswagen T-Cross Comfortline 2020

O Volkswagen T-Cross é um dos SUVs mais legais que dirigi nos últimos tempos. Rodei, no mesmo dia, nas versões com motores 1.0 TSI e 1.4 TSI. Embora seu interior decepcione em relação à concorrência, seu conjunto mecânico deveria fazer toda a diferença na “hora H” da escolha do interessado. Mas não é isso que está acontecendo. Por isso, suas vendas estão abaixo do esperado e a Volks já se movimenta para elevá-las.

Continuar lendo

Os vencedores e vencidos do mercado brasileiro de veículos no 1º semestre de 2019

Por Fernando Calmon

Jeep Renegade Limited 1.8 flex 2019O mercado brasileiro de veículos cresceu 12% neste primeiro semestre em relação ao mesmo período de 2018. No entanto, a categoria de SUVs e assemelhados continua a aumentar sua participação nas vendas, atingindo o recorde de 21% com tendência a aumentar. Esse é um fenômeno mundial que começou nos EUA (lá representam quase 55% do total de veículos) e se espalhou para a Europa com cerca de 30% de tudo que lá se comercializa.

Continuar lendo

Fernando Calmon – Eletrificação automotiva com os pés no chão

Next Gen: BMW moto and car eletric - próxima geração dos BMW moto e carro

BMW Next Gen

A eletrificação automotiva veio para ficar, mas se trata de um equívoco pensar que os problemas estão solucionados ou já é possível marcar uma data para este tipo de propulsão aposentar totalmente os motores a combustão. Como as vendas atuais são muito baixas (à exceção da China), é fácil de crescer com percentuais elevados. Em termos absolutos, porém, vão acrescentar muito pouco em termos de participação na comercialização de veículos novos. E o reflexo na frota total rodante no mundo será limitado nas próximas duas décadas.

Continuar lendo