Alta Roda – Convergência necessária para automóveis e comerciais leves

Nissan Kicks na fábrica do Rio de Janeiro

Se alguém ainda duvidava, os resultados da indústria nos três principais indicadores – vendas internas, produção e exportação – ao final de agosto apontaram recuperação sem qualquer viés de baixa ou reversão das expectativas. Em comparação aos sete primeiros meses do ano passado, os percentuais são positivos: 5,3%, 25,5% e 56,1%, respectivamente. Os números se referem a automóveis e comerciais leves e pesados.

Continuar lendo

Alta Roda – Força do querer para os carros elétricos

Electric car Nissan Leaf - carro elétrico

Exemplo de carro elétrico: Nissan Leaf

Pode parecer estranho o título desta coluna coincidir com o de uma novela televisiva atual. Foi proposital porque neste mês de julho as notícias eletrizantes sobre a invasão de carros elétricos no mundo se sucederam, como os capítulos dos populares folhetins noturnos de TV.

Continuar lendo

Audi apela com o seu segundo carro elétrico

Audi e-tron Sportback conceito

Audi e-tron Sportback

A Audi apelou com o seu segundo carro elétrico: ele ficou demais, com o visual bonito e moderno. O novo e-tron Sportback será fabricado em Bruxelas, na Bélgica, a partir de 2019. A planta será responsável também pela produção do primeiro modelo totalmente elétrico da marca, o SUV e-tron, que começa a sair da linha de montagem no ano que vem.

Continuar lendo

Alta Roda – Empurrão para os carros elétricos

Quatro grandes nomes da indústria automobilística mundial acabam de anunciar um acordo sobre a criação de uma rede própria de abastecimento de carros elétricos, em estradas e autoestradas europeias. Audi, BMW, Daimler (Mercedes-Benz), Ford e Porsche decidiram adotar a tecnologia CCS (Sistema de Carregamento Combinado, na sigla em inglês) de alta potência: até 350 kW. O acordo envolve todas as marcas dos grupos e é uma plataforma aberta para adesão de qualquer outro fabricante.

Continuar lendo

Alta Roda – Pés no chão para o futuro do carro elétrico

Que o futuro nos reserva o carro elétrico, poucos duvidam. O problema é saber quando e como isso deve acontecer. Há dois meses um dos países mais engajados nos incentivos para a substituição dos motores a combustão, a Noruega, desmentiu haver algum prazo ou obrigatoriedade. No país nórdico carros elétricos são isentos de impostos de compra, de circulação e de pedágio urbano. Podem transitar nos corredores de ônibus, e recebem recarga e estacionamento gratuitos.

Toyota-Prius-2017

Toyota Prius é um carro híbrido

Continuar lendo

Alta Roda – Salão do Automóvel de Paris, entre o futuro e a realidade

O Salão do Automóvel de Paris, o mais longo entre as exposições internacionais e que se encerra no próximo dia 16, evidenciou a aposta da maioria dos fabricantes em modelos híbridos, híbridos plugáveis e elétricos. Embora a indústria veja esse cenário como oportuno, ainda não se tem certeza de como os consumidores dos mercados maduros do Hemisfério Norte vão “abraçar a causa”. Nos elétricos, a autonomia tem aumentado, mas não há a segurança de recarga rápida e capilar. E por ainda demandar subsídios governamentais para trazer os preços a uma realidade aceitável, mesmo para compradores de alto poder aquisitivo, sobram dúvidas.

Continuar lendo

Renault e Waze agora são parceiros por um trânsito melhor

Painel de um carro da Renault mostrando o Waze

Renault e Waze agora são parceiros

A Renault anunciou uma parceria com os desenvolvedores do Waze com o objetivo de melhorar a navegação e a experiência no trânsito dos clientes e condutores de veículos da marca. Mas, na prática, como esse acordo será diferente do uso normal do aplicativo?

Continuar lendo

Alta Roda – Inspeção ambiental veicular precisa voltar

carro-automovel-poluicao-meio-ambiente-fumacaA proximidade das eleições municipais em todo o País leva os candidatos a prefeito a apresentar suas propostas para ao menos mitigar, entre outros problemas graves, o de poluição atmosférica nos grandes centros urbanos. São Paulo, cidade mais populosa e com maior frota de veículos (cerca de 5,5 milhões, incluídas as motocicletas), conseguiu implantar entre 2008 e 2013 uma polêmica inspeção ambiental veicular (IAV). Houve mais erros do que acertos, porém nada justifica a falta de ação ao longo de quatro anos, além de simples encerramento do programa.

Continuar lendo

Audi tem resultados interessantes no primeiro trimestre de 2016

Audi-A3-Sedan-Flex-2017

Audi A3 Sedan flex

O cenário de baixa do mercado de automóveis não é exclusivo do Brasil e afeta vários outros países do mundo. Nesses casos, os carros mais acessíveis são os mais prejudicados, uma vez que a crise atinge primeiro quem tem menor poder aquisitivo.

Mas, como aconteceu no ano passado, apesar do cenário desafiador, as marcas premium continuam bem. A Audi é um exemplo disso e encerrou o primeiro trimestre de 2016 com resultados interessantes, reportando uma receita de €14,511 milhões, com lucro operacional de €1,202 milhões, que inclui despesas com itens extraordinários, que somam valor de €100 milhões. A margem de lucro operacional foi de 8,3%, mantendo-se dentro da meta estratégica de 8 a 10%, apesar dos itens extraordinários.

Continuar lendo

Alta Roda – País do futuro, de novo

Frases como essas não costumam partir de altos dirigentes da indústria automobilística sobre o cenário desolador atual: “O Brasil precisa de um plano, como uma empresa. Não temos um plano”; “A crise está ligada fundamentalmente à questão política, uma doença degenerativa, uma cirrose, que corrói a economia”; “Brasil precisa de um ajuste ético e político. Enquanto isso não acontecer, a economia e o mercado automotivo não voltarão a crescer.”

Continuar lendo