Fernando Calmon – Torcer para o setor automobilístico dar certo

Fábrica da Ford na Bahia

Fábrica da Ford na Bahia poderia ter sido no Rio Grande do Sul

Na primeira quarta-feira de maio de 1999, esta coluna estreou em 12 jornais brasileiros. Agora, duas décadas depois, mais de 80 jornais, revistas, portais, sites e blogs espalhados pelo País a reproduzem.

Entre os assuntos daquele primeiro artigo estava a guerra fiscal. O estado do Rio Grande do Sul tinha resolvido romper unilateralmente o contrato para construção, com incentivos, de uma nova fábrica de automóveis da Ford em Guaíba. A Bahia, no entanto, aceitou as condições e a empresa se instalou em Camaçari. Vinte anos se passaram e é fácil concluir quem saiu ganhando nessa história do setor automobilístico, inclusive nas contas públicas e no nível de emprego industrial.

Continuar lendo

Fernando Calmon – Compartilhar carro é para valer?

Carros elétricos e para compartilhar

Maior parte do mundo corre para diminuir emissões de gás carbônico (CO2) no intuito de limitar o aquecimento da atmosfera e consequentes mudanças climáticas. Ritmo e intensidade não são os mesmos em todos os países. Automóveis respondem por até 20% do efeito estufa, da produção primária do combustível ao que sai pelos escapamentos. Países europeus querem impor solução elétrica a um custo demasiadamente alto e cercado de incertezas. Mas e compartilhar carro?

Continuar lendo

Como dono de um Ford Ka, devo me preocupar com a saída da Ford do Brasil?

Ford New Fiesta Titanium Plus 2018

Ford New Fiesta dá adeus ao mercado brasileiro

A Ford pegou todo mundo de surpresa nos últimos dias com um impactante anúncio no Brasil. A partir dele e como dono de um Ka, fiquei pensando: será que devo me preocupar com uma possível saída total da Ford do Brasil?

Continuar lendo

Fernando Calmom – Dúvidas eletrizantes para o futuro elétrico dos automóveis

Car charging station in San Francisco

Otimismo é a palavra de ordem quando se fala em futuro elétrico para os automóveis. Praticamente todas as fabricantes despejam agora bilhões de dólares em desenvolvimento, apresentam planos de uma linha completa de carros elétricos – dos pequenos, de entrada até SUVs de vários portes –, alguns países estabelecem prazos para “banir” veículos com motores a combustão, redes de abastecimento de recarga rápida e ultrarrápida vem sendo instaladas.

Continuar lendo

Fernando Calmon – De fatos a boatos: General Motors fora do Brasil?

Sede da General Motores em Detroit, nos EUA

Começo de ano dos mais movimentados, tanto no Brasil quanto no exterior. Entre as notícias que chamaram atenção, um comunicado interno da General Motors interpretado como possibilidade da empresa se retirar do País. Não há sustentação nos fatos. Depois de anunciar, em 2018, 20 novos produtos, de 2019 a 2022, além de 10 “séries especiais”, fica claro que este risco é remotíssimo.

Continuar lendo

Fernando Calmon – Uma tese audaciosa para a indústria automobilística mundial

BMW iNext

O ano de 2018 termina e 2019 começa ainda sob influência das maiores incertezas que já se abateram sobre o futuro da indústria automobilística mundial. Não existem dúvidas em relação à importância dos quatro temas principais repetidos a toda hora: eletrificação, conectividade, direção autônoma e compartilhamento. Cada um deles, porém, tem seus próprios desafios.

Continuar lendo

Fernando Calmon – Mundo automobilístico de pernas para o ar

carro elétrico

Se o mundo automobilístico tem passado por fortes turbulências, acontecimentos recentes no exterior colocaram mais coisas de pernas para o ar. Há um primeiro episódio, em abril último, quando a Ford desistiu de produzir sedãs nos EUA para se concentrar em SUVs e picapes. Pouco adiante, em junho, Sergio Marchionne, CEO da FCA falecido um mês depois, admitiu encolher drasticamente a presença da marca Fiat em toda a Europa.

Continuar lendo

Fernando Calmon – O carro e o jovem

Tela de um celular com Uber

O carro e o jovem: uma vertente entre analistas de mercado vem, nos últimos tempos, colocando em xeque o desejo natural e verdadeiro de utilizar o automóvel como meio de locomoção tanto em cidades quanto para viajar.

Há quem “decrete” que este meio de deslocamento já iniciou o seu declínio e, dentro de uma a duas décadas, já não atrairá em nada os mais jovens. Apesar de nem no exterior existir consenso, isso tem sido comentado também no Brasil depois que estatísticas apontaram uma queda na emissão de novas carteiras de habilitação.

Continuar lendo

Fernando Calmon – Tempo médio de deslocamento no trânsito muda por causa dos aplicativos de mobilidade

Trânsito de ônibus e carros em São Paulo, Brasil

Foto enviado por Fernando Calmon. Crédito: Gabriela Bilo / ESTADÃO

Um estudo acaba de ser publicado pela organização não governamental (ONG) “Nossa São Paulo” sobre o tempo médio de deslocamento na capital paulista: caiu em torno de 10 minutos entre 2015 e 2018. Não representa muito, mas se trata de algum avanço. O dado reflete uma modificação nos hábitos trazida pelos aplicativos de mobilidade como Uber, 99 e Cabify. Esses serviços já se estendem a mais de 100 cidades brasileiras.

Continuar lendo

Fernando Calmon – Da teoria à prática no mercado brasileiro de veículos

Agosto não costuma ser mês de desgosto em termos de vendas de veículos, entre outras razões por ter maior número de dias úteis. Julho e dezembro são os outros historicamente bons. Mas o comportamento do mercado brasileiro de veículos superou o esperado. No acumulado dos oito primeiros meses, em relação ao mesmo período de 2017, o crescimento chegou a quase 15%. Especificamente no segmento de automóveis e comerciais leves, que representam 94% do total, o salto foi de 14,1%. O resultado geral, incluídos caminhões e ônibus, foi o melhor desde janeiro de 2015.

Mercado de venda de carros

Continuar lendo