Novo Nivus impressiona pela dirigibilidade. Enquanto números de vendas são confusos por causa da crise, ESP completa 25 anos

Traseira do Volkswagen Nivus

Volkswagen Nivus

Por Fernando Calmon

Dirigibilidade do novo Nivus é um ponto marcante

No mês passado a VW assumiu pela primeira vez em 10 anos a liderança no mercado de automóveis e comerciais leves (não no acumulado do ano) e o Nivus reúne tudo para ajudar a marca nessa batalha. Continuar lendo

Volvo Cars celebra 10 anos da surpreendente e inesperada parceria com a Geely

Linha completa de sedãs e SUVs da Volvo

Linha completa de sedãs e SUVs da Volvo

Como passa rápido! Há 10 anos, o mercado foi surpreendido com a notícia de uma empresa chinesa comprar uma das mais tradicionais marcas de carros da Europa, sinônimo de segurança automotiva. Agora, a Volvo Cars celebra 10 anos dessa parceria com a Geely!

Continuar lendo

Fernando Calmon – Quando recall de carros fica ainda mais caro

O histórico de recall de carros no Brasil é longo. O primeiro aconteceu em 1970, envolvendo 50.000 unidades do Ford Corcel. Havia sido lançado no final de 1968 e se corrigiu um defeito que causava instabilidade direcional e consumia pneus dianteiros em demasia. Naquela época não existia um controle rígido sobre segurança. Tanto que a primeira convocação registrada pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) só ocorreu em 1998 e atingiu 23.800 ônibus OF 620 da Mercedes-Benz com problema no suporte da coluna de direção.

Recall de carros Continuar lendo

Fernando Calmon – Percalços da tecnologia da informação

Painel de um carro da Renault mostrando o Waze

Empresas ligadas à tecnologia da informação (TI) estão sob a mira de governos dos dois lados do Atlântico Norte. Apple, Facebook, Google e até a gigante do comércio digital Amazon perderam, nos últimos dias, em conjunto nada menos US$ 131 bilhões de valor de mercado. É 50% superior à capitalização em bolsa de valores do Grupo Volkswagen-Porsche, o maior do mundo em produção e vendas de veículos. Ou quase o valor da Toyota (US$ 166 bi), na cotação em 4 de junho.

Continuar lendo

Fernando Calmon – Torcer para o setor automobilístico dar certo

Fábrica da Ford na Bahia

Fábrica da Ford na Bahia poderia ter sido no Rio Grande do Sul

Na primeira quarta-feira de maio de 1999, esta coluna estreou em 12 jornais brasileiros. Agora, duas décadas depois, mais de 80 jornais, revistas, portais, sites e blogs espalhados pelo País a reproduzem.

Entre os assuntos daquele primeiro artigo estava a guerra fiscal. O estado do Rio Grande do Sul tinha resolvido romper unilateralmente o contrato para construção, com incentivos, de uma nova fábrica de automóveis da Ford em Guaíba. A Bahia, no entanto, aceitou as condições e a empresa se instalou em Camaçari. Vinte anos se passaram e é fácil concluir quem saiu ganhando nessa história do setor automobilístico, inclusive nas contas públicas e no nível de emprego industrial.

Continuar lendo

Fernando Calmon – Compartilhar carro é para valer?

Carros elétricos e para compartilhar

Maior parte do mundo corre para diminuir emissões de gás carbônico (CO2) no intuito de limitar o aquecimento da atmosfera e consequentes mudanças climáticas. Ritmo e intensidade não são os mesmos em todos os países. Automóveis respondem por até 20% do efeito estufa, da produção primária do combustível ao que sai pelos escapamentos. Países europeus querem impor solução elétrica a um custo demasiadamente alto e cercado de incertezas. Mas e compartilhar carro?

Continuar lendo

Fernando Calmon – Exportar carros é crucial

Hyundai-HB20X-Paraguai-exportacao

Como o Brasil poderá se inserir no contexto de abertura de mercado que vem sendo prometida pelo ministro da economia Paulo Guedes? Este foi um dos temas mais debatidos no Congresso Latino-Americano da Indústria Automobilística, que acaba de ser realizado pela Editora Autodata. Há duas frentes imediatas em discussão em relação aos veículos: comércio sem barreiras tarifárias com União Europeia e com o México – exportar carros é crucial.

Continuar lendo

Fernando Calmon – Porsche e a busca por alternativas

Causou impacto no exterior a comunicação, nesta terça-feira, pela Porsche: a próxima geração do Macan, um SUV médio (compacto, no padrão americano), será totalmente elétrica, sem opção por motor a combustão. As primeiras análises indicam decisão de risco, embora a empresa reafirmasse a continuidade de desenvolvimento de soluções híbridas e a gasolina para os demais modelos, pelo menos nos próximos 10 anos. Até 2025, no entanto, a Porsche espera que metade dos seus novos modelos sejam híbridos plugáveis ou elétricos.

Fábrica do Porsche Macan

Fábrica do Porsche Macan

Continuar lendo

Fernando Calmon – De fatos a boatos: General Motors fora do Brasil?

Sede da General Motores em Detroit, nos EUA

Começo de ano dos mais movimentados, tanto no Brasil quanto no exterior. Entre as notícias que chamaram atenção, um comunicado interno da General Motors interpretado como possibilidade da empresa se retirar do País. Não há sustentação nos fatos. Depois de anunciar, em 2018, 20 novos produtos, de 2019 a 2022, além de 10 “séries especiais”, fica claro que este risco é remotíssimo.

Continuar lendo

Fernando Calmon – Mundo automobilístico de pernas para o ar

carro elétrico

Se o mundo automobilístico tem passado por fortes turbulências, acontecimentos recentes no exterior colocaram mais coisas de pernas para o ar. Há um primeiro episódio, em abril último, quando a Ford desistiu de produzir sedãs nos EUA para se concentrar em SUVs e picapes. Pouco adiante, em junho, Sergio Marchionne, CEO da FCA falecido um mês depois, admitiu encolher drasticamente a presença da marca Fiat em toda a Europa.

Continuar lendo