Recall: Citroën convoca 420 unidades do C4 Lounge por problema nos freios

Citroen-C4-Lounge-2015-Tendance-THP

Recall Citroën C4 Lounge – Citroën/Divulgação

A Citroën está convocando os proprietários de 420 unidades do C4 Lounge, não importando a versão, fabricadas entre janeiro e maio de 2016, a comparecerem a uma concessionária da marca em todo o Brasil para verificar um possível problema nos freios.

Continuar lendo

Quando um tapete quase tirou a minha vida. Um “oferecimento” da Localiza

Localiza-quase-acidente-tapete-absurdo

Há alguns dias, passei por uma das piores e mais tensas experiências que já tive como motorista: um tapete quase tirou a minha vida. Antes de explicar o que aconteceu, antecipo que essa quase fatalidade é mais um “oferecimento” da Localiza.

Continuar lendo

Recall: Fiat chama novamente 10.307 unidades do Freemont no Brasil

A Fiat Chrysler Automobiles (FCA), dando continuidade à campanha de chamamento iniciada em 1º de dezembro de 2015, convoca os proprietários de 10.307 unidades do Fiat Freemont, chassi de 3C4PFABB4DT328757 a 3C4PFABB9FT680025, modelos 2013, 2014 e 2015, para sua segunda e última fase de adequação gratuita do sistema de vedação contra infiltração de líquidos no chicote do sistema ABS de seu veículo, e, se necessário, o reparo do chicote e/ou substituição do módulo eletrônico.

Fiat-Freemont-2015

Fiat Freemont

Continuar lendo

Regulagem dos freios de veículos pesados

Iveco-Hi-Way-caminhao-extra-pesado-truck-Brasil

Você sabia? A maioria dos veículos pesados, tanto caminhões quanto ônibus, possui um sistema pneumático para acionamento dos freios e utiliza guarnições (lonas de freio), tambor e cames (eixo) tipo “S” como principais componentes desse conjunto. Como a regulagem desses tipos de freios costuma ser feita manualmente, vale a pena entender a sua importância. É o que vamos fazer agora.

Continuar lendo

Com bastante atraso, Chevrolet Celta ganha airbag e ABS na linha 2014 – só para a versão top

Cromados no entorno da grade dianteira são as principais novidades visuais da linha 2014

Demorou, e muito, mas finalmente o Chevrolet Celta passa a contar com a opção de ser equipado com airbag duplo e freios ABS. A linha 2014 do modelo acaba de chegar às concessionárias da marca de todo país. Com isso, a GM prolonga a vida do compacto, já que, a partir de 1º de janeiro de 2014, todos os carros vendidos no Brasil deverão contar obrigatoriamente com estes dois equipamentos como itens de série, atendendo a uma regulamentação do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Eu me pergunto: por que o Celta não recebeu estes equipamentos antes? Prefiro não arriscar uma resposta e me contentar com o famoso “antes tarde do que nunca”.
Continuar lendo

Alta Roda – Como evoluem os freios

A partir de 1º de janeiro de 2014, nenhum modelo poderá ser comercializado no Brasil sem freios antitravamento (ABS).  A importância desse dispositivo muitas vezes é mal compreendida. Seu funcionamento permite manter o controle do volante em uma frenagem emergencial e encurta a distância de parada, especialmente em piso molhado ou escorregadio. Para o máximo de eficiência o motorista precisa aplicar força total ao pedal de freio. Essa função é exercida de forma automática pelo BAS (Sistema de Assistência aos Freios, em inglês), ainda não obrigatório no País, mas deveria sê-lo.

Há outras tecnologias que nasceram em função de sensores, atuadores e controles do ABS. Bem conhecido é o ESC (Controle Eletrônico de Estabilidade), em processo de obrigatoriedade paulatina nos carros novos nos EUA e na Europa. ESC também evoluiu e inibe situações em que podem ocorrer capotagem ou um reboque ziguezaguear.

Ao lado da sensível evolução da capacidade de processamento, volume, peso e custo do ABS caíram de preço substancialmente, desde sua introdução em 1978. Permitiu que carros mais baratos o adotassem. No entanto, há desafios pela frente. Ampliar o uso de sistemas para evitar acidentes ou mitigar seus efeitos (diminuindo a velocidade de colisão) exige controles eletrônicos que possam gerar enormes pressões hidráulicas de frenagem, em curto período de atuação.

Hoje, bombas de vácuo auxiliam nesse papel. Mas também é necessária a integração crescente entre freios regenerativos (para recarregar baterias) e os convencionais por atrito, de forma amigável ao motorista. Assistência totalmente elétrica seria uma solução, porém há resistências depois que um fabricante de grande prestígio experimentou sérias dificuldades em campo e abandonou a tecnologia.
Assistência elétrica, no entanto, chegará algum dia, até em razão do prometido futuro direcionado aos carros elétricos em cidades. Sem contar que automóveis convencionais serão produzidos ainda por décadas. Enquanto aquele cenário não se concretiza, há uma aplicação parcial, simples e universal. Freio de estacionamento com acionamento elétrico (foto) que já está disponível, por ora, em modelos caros e agrega vantagens.

Para citar algumas: retirada da alavanca ou pedal do freio auxiliar e a consequente liberação de precioso espaço no habitáculo; eliminação de cabos de aço que se desgastam e exigem regulagens constantes; acionamento com eficácia total sem exigir esforço físico, mesmo ao travar e destravar (mulheres, em especial, agradecem); facilidade de instalação nas rodas traseiras ou dianteiras; apenas um botão para acionar.

Benefício secundário, porém bastante útil, é a possível atuação automática em subidas e descidas. Além disso, em câmbios automáticos, na posição D (Drive), dispensa o motorista de pisar no pedal do freio de serviço para anular o pequeno deslocamento do carro em marcha lenta. Quem enfrenta o para-e-anda do trânsito sabe o que incomoda ao longo da jornada.

Por R$ 81.200, Hyundai Elantra tem freio a tambor

Hyundai/Divulgação

O grande internauta Pedro Fialho me chamou a atenção para um detalhe curioso sobre o Hyundai Elantra. Lendo uma matéria dos amigos do Carplace, ele reparou que o recém lançado Hyundai Elantra tem freios traseiros a tambor!

Continuar lendo