Montadoras perderam o juízo com os preços dos seus hatches médios no Brasil?

Novo-Ford-Focus-Hatch-2014-Brasil-flex

Nunca tivemos hatches médios tão bons como a atual safra disponível no mercado brasileiro. Mas será que Volkswagen Golf, Ford Focus e Chevrolet Cruze Sport6 precisavam custar tão caro? Parece que as marcas perderam o juízo com os preços! Golf passando dos R$ 130 mil; Focus beijando R$ 90 mil; e Cruze Sport6 ultrapassando R$ 80 mil. Será que eles valem a compra?

Continuar lendo

Para queimar os estoques, Citroën reduz o preço do sedã C4 Pallas para R$ 49.990. Vale a compra?

Citroën C4 Pallas

Superado pelos concorrentes, ultrapassado em design, mas com ótimo espaço interno, excelente porta-malas, bem equipado e agora com preço muito competitivo: assim podemos definir a última fase do Citroën C4 Pallas no Brasil.

Perto da aposentadoria, a marca francesa reduziu, promocionalmente, o valor do sedã para queimar os estoques do modelo antes da chegada da sua nova geração (última foto do post), prevista para o 2º semestre deste ano. Partindo de R$ 49.990, será que ainda vale comprar um C4 Pallas?

Continuar lendo

Impressões – Focus Titanium, o titânio da Ford

No duelo entre 308 e Focus aqui do De 0 a 100, o 308 levou a melhor. Mas, como eu disse, o Focus é um é um ótimo carro. Prova disso são as impressões do Éder. Ele realmente deu um upgrade e tanto ao comprar o Ford Focus Titanium automático, ao invés da opção inicial GLX 1.6 16V manual.

Quem quiser participar do Impressões, como o Leônidas, o Rafael, o Jow, o Hugo, o Bruno, o Joathan, o Leônidas (de novo!), o Hugo Leite, o Pedro, o Piauí Jr., o Renato Dantas, o Mário Cesar, o Mário Cesar (de novo!), o Renato Dantas (de novo!), o Joathan (de novo!), o José Barbosa Júnior, o Jefferson de Oliveira, eu mesmo (Volvo XC60, Astra e Lincoln Town Car), o Leonardo Vilela, o Mário César (mais uma vez!), o Pedro (de novo!), o Wladimir Pereira, o Wladimir Pereira (de novo!), o Pedro (de novo!) e o Éder Sibilin, basta enviar um e-mail para renatoparizzi@gmail.com. Fale um pouco sobre o seu carro. Descreva os pontos positivos, negativos e conte alguma coisa curiosa! E não se esqueça de mandar fotos do veículo (só serão publicados posts com fotos). Fique tranquilo porque a placa (ou algum outro detalhe) não será mostrada.

Continuar lendo

Duelo: Peugeot 308 x Ford Focus

Mal foi lançado e o novo Peugeot 308 já enfrenta seu principal rival com motor 1.6 e um dos principais adversários nas versões com motorização 2.0, o Ford Focus. O duelo é bem interessante e bastante equilibrado, com vitória ao mesmo tempo folgada e apertada de um deles.

Continuar lendo

Qual carro comprar: quarteto de dúvidas

O professor Robson está com uma dúvida sobre qual carro ele deve comprar. De forma bem racional, ele está buscando a “MELHOR relação CUSTO X BENEFÍCIO” esses quatro modelos: C3 Picasso GLX com câmbio automático, Nissan Livina SL 1.6, Nissan Livina 1.8 com câmbio automático ou Chery Tiggo.

Para o Robson, Idea e o Meriva, além de bem menores e mais velhos, quando equipados à altura, ficam muito mais caros, por isso estão totalmente fora do comparativo!

Veja as impressões iniciais do Robson sobre cada um dos quatro carros em questão:

Citroen C3 Picasso GLX: além da novidade, da beleza parece bem resolvido em termos de espaço interno e tecnologia, principalmente com cambio automático.
Nissan Livina 1.6 SL: é o mais barato dos quatro e o espaço interno (inclusive entre-eixos) é maior que o francês, mas não tem câmbio automático.
Nissan Livina 1.8 SL: além do bom espaço bom, é mais completo que o 1.6 e tem um motor mais potente e tão econômico quanto o 1.6, além de ter o câmbio automático.
Chery Tiggo: o Chinês entra por ser o SUV mais barato (regulando em preço com o francês e o japonês), mas é bem maior que os demais, tanto interna quanto em capacidade do porta-malas. Ele também tem um motor maior: 2.0 de 135 cv.

Continuar lendo

Citroën C3 2012 tem poucas e quase inúteis novidades

O Blogger ficou fora do ar por alguns dias, o que me impediu de comentar sobre as grandes “novidades” da linha 2012 do Citroën C3. Tudo bem que o título do post está pegando um pouco pesado, mas o compacto francês recebeu apenas uma alteração que quase posso chamar de melhoria. O resto é balela.

Continuar lendo

Nissan Tiida X Ford Focus: Round 2

A Nissan realmente conseguiu chamar a atenção de todos com o polêmico anuncio do Tiida envolvendo o Ford Focus. Mesmo que o Focus venda mais, realmente a versão de entrada do Tiida tem melhor desempenho (pelo menos comparando os números oficiais) e preço mais em conta (principal argumento do comercial). Ambos oferecem uma lista de equipamentos de série semelhante.

Resolvi perguntar no De 0 a 100: Entre os hatches médios, qual vale mais comprar? Com um total de 140 votos, vejam o resultado final:

Continuar lendo

Qual carro comprar: hatch médio ou sedã?

Tenho conversado com o internauta Renato há duas semanas e a dúvida dele em relação ao próximo carro é realmente cruel (e interessante). Atualmente ele tem um carro apenas com airbag duplo e sua intenção é comprar um automóvel mais seguro (com airbags, ABS e mais algumas coisas). Ele está pensando em três modelos: Honda Civic LXL, Ford Focus GLX 2.0 e Chevrolet Vectra GT – todos com câmbio manual ou automático.

Continuar lendo

Impressões: Ford New Fiesta – De quarta opção para a escolha certa na garagem

A seção Impressões hoje tem um modelo muito especial, que foi lançado no Brasil (e em outras partes do mundo) com um objetivo estratégico: fazer a Ford crescer e ganhar mercado com um carro moderno, bonito, confortável e seguro. Com vocês o New Fiesta do José Barbosa Júnior.

Quem quiser participar do Impressões, como o Leônidas, o Rafael, o Jow, o Hugo, o Bruno, o Joathan, o Leônidas (de novo!), o Hugo Leite, o Pedro, o Piauí Jr., o Renato Dantas, o Mário Cesar, o Mário Cesar (de novo!), o Renato Dantas (de novo!), o Joathan (de novo!) e o José Barbosa Júnior, basta enviar um e-mail para renatoparizzi@gmail.com. Fale um pouco sobre o seu carro. Descreva os pontos positivos, negativos e conte alguma coisa curiosa! E não se esqueça de mandar fotos do veículo (só serão publicados posts com fotos). Garanto que a placa (ou algum outro detalhe) não será mostrada.

Ford New Fiesta

Em julho resolvi trocar de carro. Tinha um Focus hatch GL 1.6 08/08. Minha primeira opção foi pelo Novo Focus hatch GLX 2.0. Cheguei a encomendar um. Mas recebi a notícia que em outubro seria lançado a versão 2011 e ½, com mais opções. Cancelei a compra. Não queria um carro novo que em três meses estaria ultrapassado!!!

Neste tempo utilizei um Fiesta 1.0 de minha esposa. Mas em setembro, decidi não mais esperar e resolvi escolher meu novo carro. Minhas opções iniciais eram:

Honda City
Kia Cerato
Ford New Fiesta

O City eu descartei de inicio, pelo preço. A versão de entrada estava em 57 mil e não vinha com ABS. Acho que a Honda cobra por griffe, pois o carro não vale isto tudo. Além disto, minha prioridade na compra do novo carro era segurança.

Parti então para a segunda opção. Gostei muito do Cerato. Fiz o teste drive e achei o carro muito confortável, espaço interno muito bom e com preço justo. Confesso que não escolhi o Cerato por dois motivos: falta de encosto e cinto de 3 pontos para o 5º passageiro.

Fui então conhecer o new Fiesta. Achei o carro muito bonito (apesar da traseira não ser tão harmônica – talvez por ser derivado de um hatch). Fiz o teste drive e decidi que seria meu novo carro. É incrível como o carro é macio e o motorista encontra uma posição confortável para dirigir. Na verdade, o que mais me atraiu no carro foi a segurança: ABS + 7 airbags. Inclusive, nos bancos, existem sensores para determinar a posição do banco e o peso do motorista, regulando assim como o airbag vai abrir.

Achei os bancos de couro com costura branca muito interessante. Dá um ar de carro bem acabado.

O carro possui um sistema de som bom e bonito. O volume se adapta com a velocidade do carro. Mas falta entrada USB e bluetooth. O painel central incorpora informações do som e ajustes de configurações do carro, como alarme para avisar qual porta esta aberta; ou, o não uso de cinto de segurança (motorista e passageiro). É possível ajustar também a seta de direção, para que, com um breve toque, a lâmpada pisque 3 vezes.

O sedã está hoje com 3 mil quilômetros e seu uso é praticamente na estrada. Ele esta fazendo aproximadamente 16 km/l (com gasolina e ar-condicionado ligado). O carro apresenta muita segurança nas curvas (não senti muita diferença para o meu antigo Focus, apesar do New Fiesta não possuir amortecedores traseiros independentes), mas, passa todas as imperfeições do solo para o interior. Achei o nível do barulho do motor alto nas arrancadas, mas em velocidade de cruzeiro a cabine é muito silenciosa (os vidros possuem lâminas adicionais para diminuir o barulho externo).

O carro é muito confortável para dirigir. Como seu interior é praticamente igual ao do Fiesta Rocam (o entre-eixos é um pouquinho maior que o Fiesta Rocam, mas por ter um banco do motorista mais largo, esta vantagem vai embora), os passageiros atrás não têm muito conforto. Apesar de ter um porte externo grande, o carro não possui espaço dos sedans médios (Civic, Corolla, Cerato).

Outro ponto que me incomoda no New Fiesta são os apêndices abaixo do para-choque dianteiro. Eles raspam com facilidade em rampas de garagem. Mas não raspou em nenhum quebra-molas ou passagens de nível.

Na semana passada, usei o carro da minha esposa. Quando fui manobrá-lo, achei a direção dura. Acostumei com a direção elétrica do New Fiesta. Ela torna o carro extremamente leve para manobrar, mas sem passar insegurança em altas velocidades, pois nestas condições, a direção endurece um pouco.

É interessante dirigir o carro e todos te olharem. Uma vez quando fui abastecer, o frentista pediu para tirar uma foto do carro. Quando deixei o New Fiesta em um lava jato, todos os funcionários pararam o serviço para conhecerem o carro de perto. Um lavador achou que fosse um Corolla. Enquanto for novidade isto vai acontecer.

Apesar do pouco tempo de pós-venda, já tenho uma reclamação contra a Ford. Os vendedores usaram como argumento de venda a segurança do veículo, como a presença de 7 airbags, e de um sistema especial para prender a cadeirinha da criança chamada LATCH. Mas tive uma surpresa quando fui procurar esta cadeirinha. Ela não é vendida no Brasil (somente nos Estados Unidos). Inclusive no manual do carro vem escrito na página 2-54: “Em sua maioria, as cadeiras para crianças voltadas para frente incluem uma cinta de fixação que passa sobre a parte de trás da cadeira e é enganchada em um ponto de ancoragem no encosto do banco.”

Ford, vocês se esqueceram de colocar que são as cadeirinhas norte-americanas e não as brasileiras. Liguei para a Ford para questioná-los sobre este erro. A atendente me disse que a Ford não tem nenhuma responsabilidade sobre isto, que a responsabilidade é somente sobre o carro. Como assim? A Ford esta usando um argumento de vendas de um produto que não pode ser utilizado no Brasil (a não ser que eu importe a cadeirinha).

De qualquer forma, a atendente abriu uma reclamação (nº 4667908), mas disse que a Ford não daria um retorno!!! Fiquei sem entender. A Ford precisa valorizar mais seus consumidores!!

Principais pontos negativos do carro:

. Pouco espaço para quem vai atrás.
. Passa facilmente as imperfeições do solo.

Principais pontos positivos:

. Baixo consumo.
. Extremamente confortável para o motorista (é fácil achar uma posição para dirigir, que te encaixa perfeitamente no carro, inclusive com todos os comandos na mão).
. Direção e embreagem muito macias.
. Muito seguro (7 airbags, ABS, cockpit feito de liga de boro).

CONCLUSÃO

Estou muito satisfeito com o New Fiesta, principalmente pelo que eu procurava em meu novo carro: SEGURANÇA. Acho que o brasileiro precisa valorizar mais a segurança. O Latin NCAP talvez ajude a mostrar para o brasileiro, e principalmente para as MONTADORAS, que a segurança dos carros é um item fundamental. Impressionou-me os vídeos que vi neste blog com os primeiros testes de impacto. Principalmente em relação ao Toyota Corolla, que recebeu somente uma estrela no impacto para crianças (é revoltante ver o boneco bater a cabeça no banco da frente). Não tenho coragem de colocar minha filha em um Corolla.

Enfim, recomendo o New Fiesta para todos que procuram segurança em um carro, que queiram dirigir um carro extremamente macio, mas que não se importam muito com a falta de espaço para os passageiros de trás.

Opinião do blogueiro

Acho o New Fiesta uma das compras mais racionais do segmento no mercado nacional, ainda mais para quem busca segurança, como eu e o Júnior. O modelo da Ford casou muito melhor com o motor 1.6 16V Sigma flex do que o Focus, embora eu considere que o propulsor pudesse ter uns 10 cv a mais de potência. O acabamento e a posição de dirigir também me agradam, diferente do espaço para quem vai no banco traseiro (muito apertado).

O visual também é um dos destaques do New Fiesta. A dianteira foi um tiro certeiro, mas a traseira é polêmica. Ela não é feia, mas é bem grande. Reparem no tamanho da área que existe entre o para-lamas traseiro e o porta-malas.

Para finalizar, foi um completo ABSURDO o que aconteceu com o Júnior em relação à cadeirinha de criança, quando ele foi comprar o New Fiesta dele. Passaram uma informação errada e o atendimento da Ford não foi correto no tratamento com o cliente. Isso não pode ficar “por isso mesmo”. (fotos: José Barbosa Júnior/divulgação)

Qual carro comprar: hatch em ascensão ou sedã líder de mercado?

Recebi um e-mail do internauta Leonardo que está decidindo sobre qual carro comprar. A dúvida dele é interessante e faz sentido, por isso vou reproduzir aqui praticamente o e-mail que ele me enviou.

Continuar lendo