Fernando Calmon – Torcer para o setor automobilístico dar certo

Fábrica da Ford na Bahia

Fábrica da Ford na Bahia poderia ter sido no Rio Grande do Sul

Na primeira quarta-feira de maio de 1999, esta coluna estreou em 12 jornais brasileiros. Agora, duas décadas depois, mais de 80 jornais, revistas, portais, sites e blogs espalhados pelo País a reproduzem.

Entre os assuntos daquele primeiro artigo estava a guerra fiscal. O estado do Rio Grande do Sul tinha resolvido romper unilateralmente o contrato para construção, com incentivos, de uma nova fábrica de automóveis da Ford em Guaíba. A Bahia, no entanto, aceitou as condições e a empresa se instalou em Camaçari. Vinte anos se passaram e é fácil concluir quem saiu ganhando nessa história do setor automobilístico, inclusive nas contas públicas e no nível de emprego industrial.

Continuar lendo

Fernando Calmon – Animação geral na indústria automobilística

O ano começou bem para a indústria automobilística. Em janeiro venderam-se quase 200.000 unidades, entre veículos leves e pesados, resultado 10,2% superior ao mesmo mês de 2018. O ritmo diário, em torno de 9.100 emplacamentos, ficou abaixo do patamar instigante de cinco dígitos (10.000/dia). Tudo dentro do esperado pela Fenabrave (associação das concessionárias) para o primeiro mês do ano, quando o consumidor enfrenta despesas extras. Sua previsão de crescimento para 2019 é de 11,2%, quase igual à da Anfavea, de 11,4%, embora as metodologias de cálculo não sejam coincidentes.

Carros novos

Continuar lendo

Fernando Calmon – Rota 2030 no rumo certo

Michel Temer durante o Salão do Automóvel de São Paulo

Pode parecer exagero, mas não é. O programa Rota 2030, depois de quase 20 meses de estudos, propostas e aprovação no Congresso Nacional, torna-se o acontecimento mais importante desde que a indústria automobilística foi regulamentada, em 1956.

Antes de tudo, torna-se necessário frisar que se trata de um programa estruturante, sem nenhum benefício fiscal à venda de veículos. Outro viés importante é se estender por três períodos de cinco anos – portanto, até 2032 – e dessa forma estabelecer previsibilidade, algo que faz muita falta em projetos econômicos no Brasil. Isso sem contar um nível razoável de segurança jurídica, aparentemente garantido em lei.

Continuar lendo

Nissan Versa 1.6 SL Direct 2019 é a novidade da marca para o público PcD

Nissan Versa SL Direct 2019 PcD

Nissan Versa SL Direct 2019 PcD

Durante a Mobility & Show SP 2018, feira direcionada ao público PcD em São Paulo (SP), o Nissan Versa 1.6 SL Direct 2019 foi apresentado focado especialmente para esses consumidores. Com preço de tabela de R$ 68.840 para a pintura sólida, a novidade pode ser comprada por R$ 53.237 com as isenções legais de IPI e ICMS.

Continuar lendo

Jeep finalmente disponibiliza o Renegade para pessoas com necessidades especiais. Conheça outras opções

Jeep-Renegade-Sport-2016

Jeep Renegade Sport 2016

Com esse tiro no pé das montadoras (por que será que as vendas caíram de novo por aqui em janeiro de 2016???), que elevam seus preços cada vez mais, com “benção” da Anfavea, um público importante das marcas está ficando cada vez mais de lado: as pessoas com necessidades especiais. Agora, pelo menos, elas contam com mais uma opção, pois a Jeep, finalmente, começará a disponibilizar o Renegade automático abaixo de R$ 70.000 a partir de março.

Continuar lendo

Alta Roda – Duas taças mundiais e IPI reduzido

Está bastante difícil este começo de ano para a indústria de veículos. E vai piorar no primeiro trimestre porque em igual período de 2015 ainda havia em estoque unidades produzidas em 2014 com IPI reduzido. Produção, porém, apresentou o pior janeiro desde 2003 e isso tem impacto direto nos empregos do setor (14,7 demissões no ano passado e mais que o dobro disso na área de autopeças). Todavia a grande desvalorização do real frente ao dólar abre uma janela de oportunidade para exportações.

Continuar lendo

Alta Roda – oportunidade perdida

A 2ª Conferência Global de Alto Nível sobre Segurança no Trânsito, realizada semana passada em Brasília, foi meritória por reunir experiências nesse tema tão complicado ao redor do mundo. Acima de tudo, ficaram registradas assimetrias por todos os lados dadas as diferenças culturais, de mentalidade e de desenvolvimento econômico entre os países.

2 Conferência Global de Alto Nivel sobre Segurança no Transito

Continuar lendo