Alta Roda – Superlativos chineses, o maior mercado mundial de veículos

Salão do Automóvel de Pequim, na China

Salão do Automóvel de Pequim, na China

Maior mercado mundial de veículos está na China. Aproxima-se neste ano das 30 milhões de unidades vendidas – volume cerca de dois terços maior que o segundo colocado, os EUA – e continua apostando em crescimento nos próximos anos, mas a um ritmo menor. A frota circulante passou dos 200 milhões de veículos leves e pesados e só perde (por enquanto) para os EUA que se aproximou de 280 milhões no ano passado.

Continuar lendo

Mesmo longe da liderança, Volkswagen Gol é o carro mais buscado 1º bimestre de 2018

Volkswagen-Gol-2017

Volkswagen Gol 2017

Mesmo longe da liderança entre os novos, o Volkswagen Gol foi o carro “popular” mais buscado no Mercado Livre, segundo a área de Classificados da empresa. O levantamento levou em conta os cinco modelos “populares” mais buscados no primeiro bimestre de 2018.

Continuar lendo

Renault reduz valor da revisão de seus carros em cerca de 30%

Foto do Renault Kwid, novo compacto que chega em 2017

Renault Kwid

Notícia boa: a Renault reduziu o valor do custo das revisões de seus carros em cerca de 30% no Brasil – tudo para deixar a marca mais competitiva no pós-venda.

Em 2007, quando o Renault Logan chegou ao Brasil, a marca ofereceu uma condição especial de lançamento: planos de manutenção a menos de R$ 1 por dia. Onze anos depois, em um trabalho conjunto com a rede de concessionárias, essa mesma oferta volta a ser praticada, valendo não apenas para o sedã, mas também para o Sandero e o Kwid – em todos os casos, nas versões equipadas com o motor 1.0 SCe.

Continuar lendo

Alta Roda – Vencedores e vencidos no mercado de automóveis do Brasil

carros estacionados na rua no BrasilEm meio à recuperação do combalido mercado de automóveis do Brasil, que cresceu pouco mais de 9% em 2017, nosso ranking tradicional dos modelos mais vendidos sofreu alterações técnicas. Com pesar, caiu o segmento de peruas em razão de pouca oferta e vendas baixíssimas. O avanço dos SUVs levou ao quase desaparecimento dessa opção familiar em todos os grandes mercados mundiais (à exceção da Alemanha). De roldão, monovolumes e hatches médios também foram atingidos, porém ainda resistem. Crossovers verdadeiros serão as próximas vítimas.

Continuar lendo

Alta Roda – Volta por cima sobre emissões e segurança automotiva

Airbags durante um crash test

Duas boas notícias brindam esse fim de ano e resolvem – ou pelo menos indicam caminhos – algumas pendências legislativas sobre assuntos de alto interesse para os consumidores de veículos, os fabricantes, os três níveis de governo e os cidadãos comuns, incluídos os não motorizados. Os temas são sensíveis: emissões e segurança passiva/ativa.

Continuar lendo

Alta Roda – Convergência necessária para automóveis e comerciais leves

Nissan Kicks na fábrica do Rio de Janeiro

Se alguém ainda duvidava, os resultados da indústria nos três principais indicadores – vendas internas, produção e exportação – ao final de agosto apontaram recuperação sem qualquer viés de baixa ou reversão das expectativas. Em comparação aos sete primeiros meses do ano passado, os percentuais são positivos: 5,3%, 25,5% e 56,1%, respectivamente. Os números se referem a automóveis e comerciais leves e pesados.

Continuar lendo

Alta Roda – Em busca de rumos corretos com o programa Rota 2030

O Brasil parece estar deixando de pensar só no curto prazo e planeja estratégias de crescimento e inserção mundial mais em longo prazo. Embora a instabilidade política atrapalhe, até novembro se esperam as diretrizes governamentais que orientarão para onde e em que ritmo a indústria automobilística instalada no País deve chegar. O programa Rota 2030 estabelece, pela primeira vez, um prazo de 13 anos, incluído o ano de 2018, para que metas de eficiência energética, segurança veicular e novas tecnologias agreguem valor ao veículo brasileiro. Isso sem escalada descontrolada de aumento de custos, que poderia elevar demais o preço final ao consumidor.

Continuar lendo

Renault some e não responde ao desafio do De 0 a 100 em relação ao Kwid. Amarelou?

Renault Kwid amarelo (yellow)

Renault amarelou com o Kwid…

É meus amigos, os tempos mudaram. Antes disposta a novas ideias e conteúdos diferentes, a Renault, infelizmente, sumiu e, pelo visto, resolveu amarelar, não respondendo ao desafio do De 0 a 100 em relação ao Kwid.

Continuar lendo