Fernando Calmon – Lançamentos badalados do Salão de Los Angeles

Salão do Automóvel de Los Angeles

Salão do Automóvel de Los Angeles

Os salões de automóveis nos EUA não são gigantescos como os europeus, a exemplo de Frankfurt (o maior do mundo) e o de Paris. Eles se espalham por algumas cidades americanas, acumulam tradição e até concorrência entre eles. Os de Detroit e Los Angeles, por coincidência, existem desde 1907. As datas eram próximas (novembro e janeiro), mas Detroit passou para junho.

Continuar lendo

Alta Roda – Doença curável para o congestionamento de trânsito

Trânsito de Los Angeles, nos Estados Unidos

Trânsito de Los Angeles, nos Estados Unidos, é um dos piores do mundo

Congestionamento de trânsito é algo que afeta, além da paciência dos motoristas, a qualidade de vida dos habitantes, a arquitetura das cidades e custa muito dinheiro para governos e população. Motores dos veículos sofrem e aumentam os gastos de manutenção. No Brasil começou a alterar hábitos de consumo, a exemplo da súbita ascensão do câmbio automático, antes restrito a modelos grandes. Agora, avançou muito em carros médios e até começou a crescer entre os compactos.

Continuar lendo

Volkswagen Voyage supera 1.500.000 unidades produzidas no Brasil

Volkswagen Voyage Comfortline I-Motion automatizado 2017

Essa é para poucos! O Volkswagen Voyage do Brasil acaba de superar a marca de 1,5 milhão de unidades produzidas no País. O marco produtivo foi representado pelo Voyage Highline na cor azul Lagoon, fabricado na unidade de Taubaté, no interior de São Paulo.

Continuar lendo

Alta Roda – Diferenças sutis do mercado americano

Mercado americano de veículos continua a reservar surpresas, como o impressionante poder de recuperação depois do mergulho para além do fundo do poço com a crise econômica de 2008/2009. Alguns chegaram a vaticinar que nunca mais o recorde anual de 17 milhões de unidades seria repetido. Enganaram-se. Em 2015 foram 17,5 milhões de veículos leves e pesados e este ano caminha para 18 milhões. Relatório do Bank of America Merrill Lynch, da semana passada, prevê que até 2018 sejam 20 milhões, embora outros analistas sustentem que o ponto de saturação esteja iminente.

Continuar lendo