Papo Ligeiro – Schumacher e Sauber: uma parceria interessante

Terceiro colocado no GP da Europa desse ano, Michael Schumacher pode transferir-se à Sauber em 2013
“Não faltam oportunidades para Michael Schumacher”.

Barrichello, Massa e a exigência olímpica

Dezessete medalhas: três de ouro, cinco de prata e nove de bronze. Esse foi o desempenho do Brasil na recém-encerrada 30ª edição dos Jogos Olímpicos, em Londres. Marca acima das 15 medalhas esperadas pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), porém abaixo da estimativa da Sports Illustrated. A revista norte-americana, que possui elevado número de acertos em suas previsões olímpicas, havia cravado 23 pódios para brasileiros na competição realizada na capital inglesa.

Continuar lendo

Ainda falando em Ferrari, Schumacher voltou!

Roubando as palavras do Walber do blog Acima de 100, “ele voltou”! Como o afastamento forçado de Felipe Massa, causado pelo acidente sofrido durante os treinos para o GP da Hungria, o heptacampeão mundial, Michael Schumacher, está de volta à Formula 1! O alemão disse adeus às pistas da Fórmula 1 no GP do Brasil, em Interlagos, em 2006 , vencido exatamente por Felipe Massa.

Para ter condições de correr de uma forma bem competitiva no Grande Prêmio da Europa, em Valência, na Espanha, no dia 23 de agosto, Schmacher vai fazer um intenso trabalho de preparação física e passará por um programa de treinamento específico. Ele vai ficar na F1 até a completa recupração do brasileiro. Resta saber quanto tempo isso vai demorar.

Gosto do Massa, mas ter a volta de um heptacampeão mundial às pistas torna tudo mais especial. Aposto que, para o alemão, o carro da Ferrari vai estar ainda mais competitivo, com rendimento superior ao das corridas anteriores (como já estava acontecendo aos poucos). Então, anotem aí: nos dias 21 e 22 têm os treinos e no dia 23 tem a corrida.

Foto: Reprodução

Michael Schumacher acelera um Fiat Linea T-Jet

Fiat-Linea-T-Jet-turbo-Michael-Schumacher

As vendas do Linea estão em baixa. A Fiat tinha a expectativa de vender 2.500 unidades por mês, metade da média do líder da categoria dos sedãs médios, o Honda Civic. Lançado em setembro, o modelo começou a chegar “mesmo” nas concessionárias em outubro, quando foram vendidas 938 unidades. Em novembro, a situação piorou um pouco, com a comercialização de 756 Lineas. Em dezembro, com 819 unidades vendidas, a Fiat também não teve o que comemorar. A situação parece estar um pouco melhor em janeiro: foram comercializados, até o dia 15, 486 unidades – todos os números são da Fenabrave.

Continuar lendo