Alta Roda – Convergência necessária para automóveis e comerciais leves

Nissan Kicks na fábrica do Rio de Janeiro

Se alguém ainda duvidava, os resultados da indústria nos três principais indicadores – vendas internas, produção e exportação – ao final de agosto apontaram recuperação sem qualquer viés de baixa ou reversão das expectativas. Em comparação aos sete primeiros meses do ano passado, os percentuais são positivos: 5,3%, 25,5% e 56,1%, respectivamente. Os números se referem a automóveis e comerciais leves e pesados.

Continuar lendo

Alta Roda – Novo Renault Kwid amplia alternativas

Renault Kwid Intense 2018

Renault Kwid Intense 2018

Se o comprador brasileiro demorou um pouco a entender – e principalmente a aceitar – o conceito de subcompacto, a estreia do novo Renault Kwid veio para colocar ordem na casa. Faz mais até do que isso porque seus preços são bastante competitivos, além de fácil memorização: R$ 30.000, R$ 35.000 e R$ 40.000 para versões de entrada, intermediária e superior, respectivamente.

Continuar lendo

Alta Roda – Novo EcoSport saindo da anestesia

Novo Ford EcoSport 2018

O EcoSport teve fase de ouro desde seu lançamento em 2003. Os concorrentes ficaram anestesiados, vendo a banda passar, e só em 2011 surgiu o Renault Duster. Em 2013, foi lançada a segunda geração do modelo que havia inaugurado o mercado mundial de SUV compactos, segmento que só existia aqui. Nesses últimos quatro anos a concorrência se acirrou e desta vez anestesiou a Ford, que só agora reagiu com o novo EcoSport.

Continuar lendo

Alta Roda – Automóveis líderes de vendas no Brasil no primeiro semestre

Chevrolet Onix e Prisma nas versões LTZ 2017

Foi uma surpreendente recuperação do mercado brasileiro, acima do esperado. Nos primeiros seis meses de 2017 as vendas cresceram quase 4% em relação ao mesmo período de 2016. A média diária de comercialização no mês passado superou 9.000 unidades pela primeira vez este ano. Por enquanto os bons resultados concentraram-se nas vendas corporativas, mas o segundo semestre historicamente costuma ser melhor que o primeiro. Confira quais são os automóveis líderes de vendas no Brasil no primeiros semestre.

Continuar lendo

Alta Roda – Novo Argo redime a Fiat

Fiat Argo 2018

Fiat Argo 2018

Se os hatches compactos ainda representam de longe a preferência dos brasileiros, apesar de todos os avanços dos SUVs e crossovers, o ano de 2017 ficará caracterizado pela renovação e atualização tecnológica dos projetos em nível poucas vezes vistos na história da indústria. O primeiro a chegar é o Fiat Argo, cujas vendas já se iniciaram, enquanto o novo Polo vai demorar um pouco mais (ver abaixo).

Continuar lendo

Sensor de pressão dos pneus é destaque do Fiat Uno 2018. Preços caem depois de subir

Fiat Uno 2018

Fiat Uno 2018

Tentando preencher uma lacuna circunstancialmente criada por falta de opções mais modernas de mercado, uma vez que Bravo e Punto saíram de linha, que o Palio não tem mais condições de se sustentar sem uma atualização, e ainda sem a chegada do esperado Argo, o Fiat Uno 2018 chega com novo sobrenome para uma versão, “novo” câmbio, novo item de tecnologia e fica mais barato – depois de ter ficado mais caro.

Continuar lendo

Alta Roda – Jogo está dado no mercado de carros do Brasil

Espera foi bem longa – nada menos de 26 meses ininterruptos – para finalmente o mercado de carros do Brasil alcançar um número positivo na comparação mensal com o mesmo mês do ano anterior. Isso aconteceu agora em março. As 183.850 unidades de automóveis e comerciais leves em 2017, que representam 95% das vendas totais de veículos, subiram 6,1% em relação a março de 2016. No primeiro trimestre, entretanto, o acumulado este ano ainda é 1,1% inferior ao ano passado.

Continuar lendo

Fiat Mobi 2018 ganha câmbio automatizado GSR, mas perde custo/benefício

Fiat Mobi Drive GSR 2018

Fiat Mobi Drive 2018 conta agora com a opção de câmbio manual automatizado GSR

O Fiat Mobi 2018 deu as caras com a nova oferta do câmbio manual automatizado GSR (ex-Dualogic), mas o pequeno teve uma piora perceptível na sua relação custo benefício. É mais um exemplo de como complicamos as coisas ao invés de simplificar.

Continuar lendo

Alta Roda – Vencedores e vencidos do mercado automotivo brasileiro 2016

Em ano tão difícil para o mercado automotivo brasileiro 2016, as preferências do consumidor não mudaram tanto. Continuou a forte aceitação de utilitários esporte compactos: cresceram 7% em um mercado que recuou 19%. A maior surpresa aconteceu entre picapes médias. A Toro, enquadrada por carregar até uma tonelada, além de garantir liderança, foi a principal razão desse segmento ter subido nada menos de 21% sobre 2015.

Continuar lendo