Ótimo carro, Fiat Palio chega à linha 2017 mais equipado, caro e “perdido”

Foto do Fiat Palio Sporting 1.6 2017

Fiat Palio Sporting 1.6 2017

Um dos modelos mais importantes e vendidos da história da Fiat no Brasil, o Palio chega à linha 2017 com mais equipamentos de série e outras poucas novidades. Mas o modelo nunca esteve tão caro e “perdido” como atualmente.

Continuar lendo

Pensa em virar motorista? Atenção para o seguro de carros do Uber, BlaBlaCar e Cabify

Toyota-Corolla-GLi-Upper-Black-Pack-2017

Você já pensou em trabalhar como motorista do Uber, BlaBlaCar ou Cabify? A ideia é atraente, especialmente nesse momento da economia brasileira adversa. Mas fique atento! O seguro dos carros utilizados para esse tipo de serviço teve um aumento considerável.

Continuar lendo

Alta Roda – Líderes do primeiro semestre de 2016

Chevrolet-Onix-2015-LT-LTZ-MyLink-Brasil

Chevrolet Onix: carro mais vendido do primeiro semestre de 2016 no Brasil

As estreias de novos carros levaram ao aumento da competição nas vendas do primeiro semestre. Onix manteve a liderança absoluta (mesmo sem a ajuda do Prisma). Corolla ampliou sua vantagem, pelo menos enquanto os novos Cruze e Civic não começarem a chegar às lojas no segundo semestre. Briga entre os SUVs compactos continua acirrada, mas o HR-V defendeu bem a posição.

Continuar lendo

Punto 2017 puxa o aumento de preços dos modelos Fiat. Volkswagen também eleva valores

Fiat-Punto-Essence-2017

Fiat Punto Essence 2017

O tiro no pé escancarado continua! Com a continuidade da recessão do mercado nacional de automóveis, as montadoras seguem firme e forte na estratégia de ter margens mais altas de lucro por unidade vendida. Como? Simples: elevando os preços de seus modelos! A Fiat, por exemplo, aplicou aumentos que podem superar os R$ 4.000 (!!!!). Quem puxou o aumento da marca italiana foi o Punto 2017 que, antes da sua próxima geração, perdeu versões, ganhou equipamentos e ficou mais cara. A Volkswagen também não ficou atrás e aumentou seus valores – estratégia que já havia sido adotada por outras marcas nesse ano.

Continuar lendo

Fiat Mobi Easy X Fiat Palio Fire X Fiat Uno Vivace

Fiat-Mobi-Easy-On-2017

Fiat Mobi Easy 2017

Sem inovar, mas me agradando, o Fiat Mobi chegou para ser o novo carro de entrada da marca italiana no Brasil. Mas, para isso, ele deve aposentar, primeiro, o Uno Vivace, versão que não foi atualizada com a chegada do “novo” Uno; e, depois, o Palio Fire, representante da velha guarda que ainda tem um publico cativo e, provavelmente, proporciona ainda uma boa margem de lucro para a montadora. Mas será que a novidade tem qualidades para vencer os consagrados veteranos? Confira um pequeno comparativo entre eles. Continuar lendo

Alta Roda – Conflito de preços dos carros subcompactos

Fiat-Mobi-Way-On-2017

Fiat Mobi Way 2017

Finalmente, o mercado de subcompactos começa a esquentar no Brasil. Espaços mal planejados nas cidades para circular e estacionar, exigências de menor consumo e emissões e muitos carros rodando com no máximo um passageiro além do motorista, justificariam presença menos tímida no total de hatch compactos, de longe o segmento mais importante em vendas.

Continuar lendo

Com vocações urbanas, Fiat Mobi não inova, mas agrada

Fiat-Mobi-Like-On-2017

Fiat Mobi Like On 2017

É, meus amigos. Escrevi o início desse post, até agora, 9 vezes, mas não consegui chegar a uma conclusão definitiva do que achei do Fiat Mobi. O máximo que consegui foi que ele não inova, mas agrada – como aconteceu no lançamento do Hyundai HB20. A sensação é a de que a marca italiana poderia ter feito mais para a sua novidade, especialmente em termos de motorização e tecnologia – como foi com a picape Toro.

Por outro lado, o que foi feito torna o veículo simples (em termos de mecânica) e confiável – argumentos muito fortes de venda para esse segmento, especialmente para um carro com vocações quase que exclusivamente urbanas. Com certeza isso já é suficiente para a FCA aposentar a dupla Uno Vivace (que deveria ter morrido quando o “novo” Uno chegou) e Palio Fire (esse ficará mais um pouco conosco, pois tem um público cativo).

Continuar lendo

Alta roda – Ciclo de renovação

Ford-Ranger-2017

Ford Ranger 2017

Segmento de picapes médias de cabine dupla é um dos mais rentáveis do mercado por suas dimensões avantajadas, equipamentos oferecidos, motores diesel (muito mais caros) e tração 4×4 com reduzida. Outro “segredo” para esse sucesso é a legislação injusta do IPI. Esses veículos recolhem apenas 8% de imposto simplesmente por terem caçamba, independentemente do motor (diesel ou flex). Um compacto com motor de 1 litro paga 7% de IPI, sem nenhum estímulo por ser flex, como ocorre com motores de 1 a 2 litros (menos 2 p.p.) e acima de 2 litros (menos 5 p.p.).

Continuar lendo

Fiat Toro é o maior lançamento da marca desde a família Palio

Fiat-Toro-Volcano-2017

Fiat Toro Volcano

O maior lançamento da Fiat no Brasil desde a família Palio: assim considero a chegada da picape Toro ao mercado brasileiro. A nova geração do Uno também foi muito importante, mas acredito com tranquilidade no que eu disse antes porque o modelo representa o “próximo passo” da história da marca italiana por aqui. E representa também o primeiro passo vital da Fiat desde o nascimento Fiat Chrysler Automobiles (FCA), há poucos anos.

A companhia pegou um pouco o conceito usado pela Renault com o Duster Oroch e, de certa forma, o ampliou, uma vez que os ítalo-brasileiros-mineiros-pernambucanos-norte-americanos dizem que o Toro é um Sport Utility Pick-up (SUP), pois “reúne o porte, a altura e a ergonomia de um SUV; a robustez de um fora de estrada com o conforto de um automóvel; e a praticidade e espaço de uma picape cabine dupla de quatro portas, com capacidade para acomodar até cinco pessoas com requinte e segurança e levando até uma tonelada”. Será mesmo? Só dá para saber testando, mas potencial para isso o veículo tem.

Continuar lendo

Alta Roda – Duas taças mundiais e IPI reduzido

Está bastante difícil este começo de ano para a indústria de veículos. E vai piorar no primeiro trimestre porque em igual período de 2015 ainda havia em estoque unidades produzidas em 2014 com IPI reduzido. Produção, porém, apresentou o pior janeiro desde 2003 e isso tem impacto direto nos empregos do setor (14,7 demissões no ano passado e mais que o dobro disso na área de autopeças). Todavia a grande desvalorização do real frente ao dólar abre uma janela de oportunidade para exportações.

Continuar lendo