Alta Roda – Recuperar o mercado de carros brasileiro sem artificialismo

Esse agitado ano de 2017 no âmbito político, que ameaça atrapalhar a fundamental agenda de reformas econômicas do País, pode explicar certa dispersão entre apresentações e conclusões dos palestrantes do VIII Fórum da Indústria Automobilística, organizado pela Automotive Business no último dia 17 em São Paulo.

Deve-se reconhecer que fazer previsões de curto e médio prazo para o mercado de carros brasileiro, em meio a tantas incertezas, é exercício difícil e sujeito a erros. Mas não deixou de atrair uma plateia maior que a do ano passado, ávida por saber se vai demorar a aparecer pelo menos uma luz no fim do túnel. Mesmo tênue.

Continuar lendo

Alta Roda – Futuro da condução autônoma

O avanço da direção semiautônoma e, em futuro não distante, da condução autônoma completamente conectada a outros veículos e à infraestrutura parece mesmo irreversível. Isso a despeito de incidentes graves de percurso, ambos nos Estados Unidos, um fatal ocorrido com um Tesla; outro, mais recente, envolvendo um Volvo XC90 do Uber ao varar um semáforo vermelho (um pedestre aguardava na faixa, sem chegar a atravessar). Em ambos os casos, os motoristas poderiam ter intervindo, mas não o fizeram.

Continuar lendo

Alta Roda – Tempos de reação no mercado brasileiro?

Foto do Jeep Renegade Sport flex 2017

Jeep Renegade Sport flex 2017

Em plena crise de vendas pode parecer que a grande onda de lançamentos em 2016 se deve à atuação imediata dos fabricantes em busca de clientes arredios. Na realidade, as novidades foram decididas há quatro ou cinco anos, nos tempos de bonança, e em razão de metas de eficiência energética. Só neste mês de setembro, chegaram Uno e seus novos motores, reformulações de meia geração no Fusion, motor 1-litro turboflex para o Golf, além do Jeep Compass produzido no Brasil (a ser analisado na Coluna da próxima semana).

Continuar lendo

Punto 2017 puxa o aumento de preços dos modelos Fiat. Volkswagen também eleva valores

Fiat-Punto-Essence-2017

Fiat Punto Essence 2017

O tiro no pé escancarado continua! Com a continuidade da recessão do mercado nacional de automóveis, as montadoras seguem firme e forte na estratégia de ter margens mais altas de lucro por unidade vendida. Como? Simples: elevando os preços de seus modelos! A Fiat, por exemplo, aplicou aumentos que podem superar os R$ 4.000 (!!!!). Quem puxou o aumento da marca italiana foi o Punto 2017 que, antes da sua próxima geração, perdeu versões, ganhou equipamentos e ficou mais cara. A Volkswagen também não ficou atrás e aumentou seus valores – estratégia que já havia sido adotada por outras marcas nesse ano.

Continuar lendo

Impressões – O potente e econômico Volkswagen Move up! TSI

Volkswagen-Move-Up-TSI-flex

Volkswagen Move up! TSI

O Leônidas já é um colaborador honorário do De 0 a 100! Suas Impressões são sempre muito bem-vindas e colaboram bastante com os leitores. Ele agora fala da sua empreitada urbana com um Volkswagen Move up! TSI, que se destaca pela agilidade e economia de combustível! Confira!

Quem quiser participar do Impressões, como o Leônidas, o Rafael, o Jow, o Hugo, o Bruno, o Joathan, o Leônidas (de novo!), o Hugo Leite, o Pedro, o Piauí Jr., o Renato Dantas, o Mário Cesar, o Mário Cesar (de novo!), o Renato Dantas (de novo!), o Joathan (de novo!), o José Barbosa Júnior, o Jefferson de Oliveira, eu mesmo (Volvo XC60Astra e Lincoln Town Car), o Leonardo Vilela, o Mário César (mais uma vez!), o Pedro (de novo!), o Wladimir Pereira, o Wladimir Pereira (de novo!), o Pedro (de novo!), o Éder Sibilin, o Pedro (de novo!) e o Pedro (mais uma vez), basta enviar um e-mail para renatoparizzi@gmail.com. Fale um pouco sobre o seu carro. Descreva os pontos positivos, negativos e conte alguma coisa curiosa! E não se esqueça de mandar fotos do veículo (só serão publicados posts com fotos). Fique tranquilo porque a placa (ou algum outro detalhe) não será mostrada. Mas se quiser mandar sem foto, não tem problema.

Continuar lendo

Alta Roda – Visão centenária

Maserati-logo

O grupo restrito de fabricantes de veículos que estão no mercado há 100 anos ou mais, de forma contínua, aumentou neste mês de março com a entrada da BMW. Este clube, em ordem alfabética, é formado por Alfa Romeo, Aston Martin, Audi, Buick, Cadillac, Chevrolet, Dodge, Fiat, Ford, Lancia, Maserati, Mercedes-Benz, Opel, Peugeot, Renault, Rolls-Royce, Skoda e Vauxhall. A seleção da Coluna tem critérios próprios, pois considera marcas que apresentaram desde o início algum vínculo com a mobilidade.

Continuar lendo

Alta Roda – Segurança com mais força

Uma das complicadas e desgastantes situações para fabricantes de veículos e seus clientes, em qualquer parte do mundo, são os recalls sempre ligados a riscos de segurança. Apenas em 2015 nos EUA – maior frota mundial, 255 milhões de veículos e o segundo maior mercado, 17,5 milhões unidades/ano – ocorreram 868 campanhas envolvendo o recorde de 51 milhões de veículos. Aqui, no mesmo período foram 114 recalls e 2,8 milhões de unidades convocadas para uma frota total de 41 milhões. Nos números frios das estatísticas proporcionais o Brasil não ficou tão mal na foto.

Continuar lendo

Volkswagen Jetta agora é nacional e tem motor 1.4 turbo, que só bebe gasolina. Preços assustam

Volkswagen-Jetta-1.4-turbo-Brasil-nacional

Volkswagen Jetta Comfortline agora é nacional e tem motor 1.4 turbo a gasolina

[POST ATUALIZADO COM OS PREÇOS DO VEÍCULO] Já vimos esse filme antes. O Volkswagen Jetta acaba de ser nacionalizado e ganhou motor 1.4 turbo, mas que só bebe gasolina! Será que é um mico investir nesse modelo sem que ele seja flex (algo que não deve demorar a acontecer, uma fez que o Golf 1.4 TSI agora é bicombustível)? Mico ou não, o novo propulsor dá mais vida ao sedã, que penava com a ultrapassada motorização 2.0 flex – essa, finalmente, se aposenta por aqui.

Continuar lendo

Alta Roda – Ano para esquecer

Fazer o balanço de um ano tão difícil para a indústria automobilística, como o de 2015, é tarefa nada agradável. Afinal, em dezembro de 2014 se imaginava pequena queda de vendas este ano porque o Produto Interno Bruto (PIB) iria cair 1%. As últimas previsões apontam para recuo do PIB no mínimo de 3,5% e isso explica parte do mergulho, sem ser a única nem a principal razão.

Continuar lendo

Volkswagen Passat, Passat Variant, CC e Fusca 2015 tem poucas novidades. Golf sobe de preço de novo nesse ano

Volkswagen-Fusca-2015

Volkswagen Fusca 2015

A linha 2015 dos veículos importados da Volkswagen está chegando às concessionárias da marca em todo Brasil. Touareg, Tiguan, Passat, Passat Variant, CC e Golf, fabricados na Europa, já podem ser encontrados, enquanto o Fusca, importado do México, só estará disponível no início de agosto. Entre os modelos, apenas Passat, Passat Variant, CC e Fusca 2015 receberam alguma novidade. Touareg e Tiguan não mudaram, enquanto o Golf, também sem alterações, subiu de preço de novo nesse ano, ficando ainda mais caro.

Continuar lendo