Fernando Calmon – Vencedores e vencidos no mercado brasileiro de carros no 1º semestre de 2018

Foto para ilustrar o mercado brasileiro de carros

O balanço de vendas por modelos do 1º semestre de 2018 traz novidades. O mercado brasileiro de carros demonstra rápida mutação e assim a coluna reviu alguns critérios, embora mantendo 16 segmentos. Pela baixa procura as stations foram desconsideradas nessa classificação. Hatches médio-compactos também: os três principais modelos juntos só encontraram menos de 10.000 compradores nos primeiros seis meses de 2018.

Continuar lendo

Alta Roda – Ford Mustang 2018 evolui como nunca

Ford Mustang 2018

Ford Mustang 2018

Algumas questões de semântica permeiam o jargão típico do mundo dos automóveis. Uma delas refere-se aos conceitos de carros esporte e esportivo. Qual deles é o Ford Mustang 2018? Muitas vezes usados como sinônimos, não são a mesma coisa.

Continuar lendo

Alta Roda – Acidente com Volvo XC90 autônomo torna tecnologia mais distante

Volvo XC90 autônomo (autonomy) do Uber

Volvo XC90 autônomo do Uber

Logo no início deste mês de março, no Salão do Automóvel de Genebra, esse colunista procurou a Audi para saber se já existia estimativa de preço para o sistema autônomo de nível 3 do seu modelo de topo A8, exibido seis meses antes no Salão de Frankfurt. A resposta foi que o governo alemão ainda não havia liberado o regulamento de homologação, apesar de existir uma legislação prévia desde junho do ano passado. Assim, a precificação continuava pendente. Nível 3 tem limitações como velocidade máxima de 65 km/h e separação física de fluxo e contrafluxo de trânsito.

Continuar lendo

Alta Roda – Carro híbrido e carona poderão ter a sua vez

Mobilidade é um tema quase onipresente nos debates sobre presente e futuro das cidades depois que o mundo acelerou a migração do campo para as megaconcentrações urbanas e seu entorno. Entre as diversas facetas discutidas, pelo menos duas têm chamado atenção. O carro híbrido tem potencial de diminuir emissões de gases sob regulamentação e de efeito estufa, enquanto a carona pode melhorar as condições de trânsito.

Carona solidária

Continuar lendo

Alta Roda – Salão do Automóvel de Genebra e dos sonhos

Foto do Salão de Genebra

Salão de Genebra

Uma das melhores edições nos últimos anos do Salão do Automóvel de Genebra fecha suas portas no próximo domingo (19) com um legado de tirar o fôlego. Foram tantas novidades, carros-conceito e de sonhos, revelação de tendências e veículos especiais, que visitantes terão dificuldades de relatar tudo o que viram.

Na véspera da abertura, a General Motors anunciou a venda de sua subsidiária alemã Opel ao Grupo PSA (Peugeot, Citroën e DS), que passa ser o segundo em vendas no mercado europeu. E no período da mostra o Grupo Volkswagen e a Tata assinaram, na Índia, um memorando de colaboração, em geral primeiro passo para voos mais altos no futuro.

Continuar lendo

Alta Roda – Futuro da condução autônoma

O avanço da direção semiautônoma e, em futuro não distante, da condução autônoma completamente conectada a outros veículos e à infraestrutura parece mesmo irreversível. Isso a despeito de incidentes graves de percurso, ambos nos Estados Unidos, um fatal ocorrido com um Tesla; outro, mais recente, envolvendo um Volvo XC90 do Uber ao varar um semáforo vermelho (um pedestre aguardava na faixa, sem chegar a atravessar). Em ambos os casos, os motoristas poderiam ter intervindo, mas não o fizeram.

Continuar lendo

Alta Roda – Pés no chão para o futuro do carro elétrico

Que o futuro nos reserva o carro elétrico, poucos duvidam. O problema é saber quando e como isso deve acontecer. Há dois meses um dos países mais engajados nos incentivos para a substituição dos motores a combustão, a Noruega, desmentiu haver algum prazo ou obrigatoriedade. No país nórdico carros elétricos são isentos de impostos de compra, de circulação e de pedágio urbano. Podem transitar nos corredores de ônibus, e recebem recarga e estacionamento gratuitos.

Toyota-Prius-2017

Toyota Prius é um carro híbrido

Continuar lendo

Alta Roda – Erros e acertos

Enfim, boas notícias chegam de Brasília. Se não nas áreas política e econômica, pelo menos o otimismo vem de algumas regulamentações que afetam 60 milhões de brasileiros habilitados a dirigir os 40 milhões de veículos (sem incluir motos) que formam a frota real circulante, excluídos os sucateados.

Continuar lendo