Alta Roda – Oroch acertou o alvo

Renault-Duster-Oroch-2016-picape

Picape Renault Duster Oroch 2016

Há cerca de quatro anos, o executivo-chefe da aliança Renault-Nissan, Carlos Ghosn, afirmou em uma visita ao País que a filial brasileira da marca francesa não tinha planos para produzir uma picape com base na arquitetura do Duster/Logan/Sandero. Na realidade ele queria só despistar e, mais do que isso, esconder os planos para uma picape compacta de quatro portas no mercado nacional – a Oroch.

Continuar lendo

Alta Roda – Enrascada para o diesel

Clima econômico (e da indústria automobilística em particular), além do desânimo com os rumos do País cobraram seu preço no 24º Congresso SAE Brasil de Tecnologia da Mobilidade. A exposição de fabricantes e fornecedores do setor encolheu, porém 9.000 visitantes comprovam o interesse.

Produtividade foi bastante discutida e tem muito a avançar no Brasil. Entre as novidades destaque para o sistema avançado de injeção de combustível indireta, no duto (que ainda está em 60% dos motores atuais de ciclo Otto no mundo), apresentado pela Bosch. São dois injetores por cilindro e pode ser nacionalizado a preço competitivo. Potencialmente, reduz consumo de etanol e gasolina em até 12% em motores aqui produzidos.

Continuar lendo

Alta Roda – Dados incongruentes

Toyota-Etios-Seda-sedan-Platinum-2015

A importância da manutenção e suas despesas não é tão valorada quando se vai comprar um carro novo. À medida que o veículo roda, os custos sobem. Donos de modelos mais velhos tendem a negligenciar os gastos com oficina, até por limitações financeiras. Daí a importância da ITV (Inspeção Técnica Veicular) para a segurança do trânsito, obrigatória há mais de 15 anos. Apenas o Estado do Rio de Janeiro implantou um arremedo de ITV, malfeita e mal controlada. Acham que é melhor que nada…

Continuar lendo

Alta Roda – Não é para esquecer

Jeep-Renegade-Brasil-2015-Pernambuco-fabrica-Fiat

Jeep Renegade será o primeiro veículo feito na fábrica da Fiat em Pernambuco, em 2015

O Salão do Automóvel de São Paulo, que se encerra no dia 9 deste mês, surpreende pelo conjunto da obra. São vários lançamentos, nacionais e importados, mas com diferentes graus de importância que, somados, tornam essa edição uma das melhores da história. A rigor, um modelo se destacou por significar a reestreia de uma marca tradicional, que já produziu no Nordeste brasileiro há mais de cinco décadas, e volta para a mesma região com fábrica muito maior. O Jeep Renegade é nova referência entre os utilitários esporte compactos pela ampla gama prometida que inclui câmbio automático de nove marchas, motor diesel, assistente de estacionamento e teto solar removível.

Continuar lendo