O que esperar da nova Montana, da Chevrolet?

silhueta da nova Chevrolet Montana
Silhueta da nova Montana, da Chevrolet

Subestimada por muitos, a picape Montana sempre foi uma ótima opção no segmento, desde o seu lançamento. Robusta, com motor confiável, cabine com razoável espaço, caçamba espaçosa e com boa capacidade de carga. Mesmo assim, suas principais rivais sempre tiveram mais protagonismo e o tempo passou. Por isso, a Chevrolet já prepara a nova geração do modelo. Por isso, pergunto: o que podemos esperar da nova Montana?

Recolocação

A primeira coisa que podemos esperar é uma recolocação de mercado. Se a velha Montana foi saco de pancadas da dupla Strada e Toro, da Fiat, a nova será maior, prometendo brigar com as duas de diversas formas.

Ela poderá brigar com as versões mais caras da Strada (todas 1.3) e com as versões de entrada da Toro.

Novo Chevrolet Tracker Premier 2021
Chevrolet Tracker será a base visual da nova Montana

Visual

A segunda coisa é uma evolução visual. Simploriamente falando, considere a nova Montana um Tracker picape, com ligeiramente diferenças em prol da robustez.

Acabamento

O acabamento interno é o terceiro ponto: ele precisa evoluir, preferencialmente sem o mesmo erro da Fiat, que melhorou o acabamento da Strada mas que, ao invés de “Argo baseado”, colocou o painel do Mobi no seu modelo – decepção pura.

Motor

O último aspecto é que espero uma evolução na motorização. É certo que teremos o 1.0 turbo, usado no Onix, Onix Plus e no Tracker. Muito provável que as versões topo de linha tenham motor 1.2 turbo.

Há quem defenda o uso da motorização 1.8 8V da minivan Spin como uma contrapartida à Strada 1.4 8V, mas tenho sérias dúvidas e acho que não compensa.

Chevrolet-Montana-LS-2015-Brasil
Velha Montana tinha visual baseado no finado Agile

Desenvolvimento

A nova Montana está em desenvolvimento ao mesmo tempo em que a planta de São Caetano do Sul (SP) inicia a primeira etapa de preparação. O produto é parte integrante dos R$ 10 bilhões que a General Motors investe no país. Veja vídeo aqui.

“A GM acredita no Brasil e por isso estamos retomando os nossos investimentos no país, mesmo em meio à pandemia. A fábrica de São Caetano do Sul irá receber novos robôs e ferramentais com conceitos inovadores de manufatura, contando inclusive com equipamentos sem precedentes na América do Sul para garantir resultados excelentes em segurança, qualidade e sustentabilidade”, comenta Carlos Zarlenga, presidente da GM América do Sul.

A nova picape Montana será o próximo integrante da nova família de veículos globais da Chevrolet, já composta pelas atuais gerações de Onix, Onix Plus e Tracker e irá estrear um conceito inédito de picape para a marca (tipo nova Strada e Toro).

Nome Montana

Manter o nome Montana é um acerto porque ele já é muito conhecido e difundido no Brasil – um sinônimo de picape. E, claro, é muito, mas muito melhor do que chamar um carro de “Joy Plus” ao invés de Prisma.

ACOMPANHE O DE 0 A 100 TAMBÉM PELO:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *