Clientes Itaú agora têm tag de pedágio e estacionamento sem mensalidade

Foto do adesivo com o Tag Itaú do ConectCar
Clientes Itaú terão tag de pedágio e estacionamento sem mensalidade (ConectCar)

Nunca tive muita sorte com as tags veiculares, como ConectCar, Sem Parar e Veloe. Cancela que não levanta, cobrança errada no meu cartão, cobrança (MUITO) tardia no meu cartão – e isso me desanimou muito a ter este serviço, sem contar a mensalidade. Mas, agora, clientes Itaú terão tag de pedágio e estacionamento sem mensalidade! Só acredito vendo!

Tag de pedágio e estacionamento sem mensalidade

Fruto de uma parceria entre o Itaú Unibanco e a ConectCar, o Tag Itaú permitirá que os 60 milhões de clientes do banco – número impressionante – tenham ao serviço de pagamento automático de estacionamentos e pedágios – porém, sem a cobrança da mensalidade. O cliente paga apenas a taxa única de R$ 20 para contratação do serviço, referente à emissão e envio do adesivo.

Inicialmente, a contratação do produto estará atrelada a um cartão de crédito do cliente, mas nos próximos meses ela também poderá ser feita por correntistas do Itaú com a opção de débito em conta.

O Tag Itaú é equivalente ao “Plano Completo” da ConectCar (que tem custo mensal de R$ 17,90 para não correntistas Itaù)

Mas quando chega o serviço?

O benefício de isenção de mensalidade estará disponível a partir da segunda quinzena de setembro, inicialmente incorporado nas tags da marca ConectCar. E a partir de novembro, o banco oferecerá sua tag própria.

O que diz o Itaú?

De acordo com o Itaú, o lançamento “reforça sua estratégia de gerar fidelização por meio de uma atuação que vá além dos serviços bancários. E, mais do que isso, favorece a mobilidade ao estimular o acesso de mais pessoas a um serviço que torna o trânsito mais fluido nas cidades e estradas”.

“Essa mudança na estratégia é mais um desdobramento de nosso compromisso com a centralidade no cliente e é convergente com o momento de maior digitalização da população e maior interesse em alternativas de pagamento sem contato”, diz Alexandre Zancani, diretor e membro do Comitê Executivo do Itaú Unibanco. “Cada vez mais, trabalharemos com ofertas que extrapolam a prateleira de serviços bancários, em benefício do cliente e para aumentarmos nosso relacionamento com ele. Ao ampliarmos o conhecimento sobre esse cliente, teremos condições de tornar nossa oferta mais customizada, de nos antecipar a suas novas demandas e, assim, manter nosso protagonismo no mercado”, complementa.

Como correntista do Itaú, estou bem otimista como esse novo serviço, afinal, pagamos uma vez e estamos livre das mensalidades! Mas só acredito vendo e testando na prática.

Agora, depois da tag e da redução da anuidade de alguns cartões de crédito, seria legal ver alguns cartões do Itaú receberem mais benefícios e diferenciais, como acesso ilimitado à salas VIPs dos aeroportos (Lounge Key e Priority Pass) – mesmo que só nos da categoria Black. Isso já é comum é outros bancos.

O que diz o ConectCar?

“Apostamos no potencial dessa iniciativa para alavancar o crescimento do mercado de passagens automáticas, modernizando o ecossistema brasileiro de mobilidade. Os ganhos para nosso negócio serão em escala. Com um parceiro com o alcance do Itaú e toda nossa expertise tecnológica, queremos chegar a 30% de market share até 2023”, afirma Felix Cardamone, CEO da ConectCar. Segundo o executivo, a novidade também favorece um tema cuja discussão está sendo amadurecida pelos órgãos reguladores e concessionárias. “Ao estimular a expansão do segmento, preparamos mais motoristas para o pedágio de livre passagem [o free flow], sistema que deve ser implementado em breve no Brasil”, prevê.

Itaú Unibanco e ConectCar apostam num cenário próspero para o mercado de tags no Brasil devido a incentivos como o Desconto do Usuário Frequente (DUF) e o desconto de 5% no pedágio para quem usa as vias de cobrança automática. E, também, por conta da previsão de que as 27 novas concessões em rodovias brasileiras, esperadas até o fim de 2023, devam dobrar a quilometragem de estrada, que atualmente é de 20 mil km. Veremos…

ACOMPANHE O DE 0 A 100 TAMBÉM PELO:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *