Duster completa 10 anos no Brasil! Conheça alguns detalhes do SUV Renault

Arte de 10 anos do Renault Duster
10 anos do Duster, primeiro SUV Renault nacional

O Duster, primeiro SUV Renault produzido pela marca no país, completa 10 anos no Brasil! Nessa década, o veículo evoluiu, mas sem perder a sua essência.

Números

O modelo, que já teve cerca de 320 mil unidades comercializadas localmente até o momento, e mais de 3,5 milhões no mundo, sendo vendido em 65 países (como Renault e como Dacia), construiu uma reputação de robustez.

Por aqui, espaço e versatilidade criaram fãs fiéis do veículo, isso nas duas gerações produzidas localmente.

“O Duster é um modelo importantíssimo para a Renault no Brasil e no mundo, pois oferece ao consumidor robustez, versatilidade e espaço interno, com o maior porta-malas da categoria”, explica Ricardo Gondo, presidente da Renault do Brasil.

Arte de 10 anos do Renault Duster
Arte de 10 anos do Renault Duster

Correções de rumo

Falta de segurança e problemas de acabamento, um dos pontos mais criticados do veículo, foram melhorando com o tempo. O câmbio automático de quatro marchas foi aposentado, assim como 0 pouco eficiente motor 2.0 16V (e olha que a marca tentou melhorá-lo).

O que falta agora é a Renault me tratar com um pouco mais de respeito, respondendo meus e-mails e ligações, mesmo que para avisar que a resposta ao meu pedido de empréstimo seja não.

Foto do Renault Duster Tech Road 2013
Renault Duster Tech Road 2013

2011 – Lançamento – 2011

Lançado em outubro de 2011 no Brasil, o SUV já trazia as suas principais características desde a primeira geração: amplo espaço interno, grande vão livre do solo e robustez.

A boa receptividade do modelo se refletiu nas vendas: em 2012, o Duster já superava as 40 mil unidades comercializadas, sendo que, no ano seguinte, o SUV Renault já alcançava os 100 mil veículos produzidos no país.

2014 – Marco

Em 2014, o modelo seguia encantando e ultrapassou 1 milhão de unidades fabricadas e a comercialização em mais de 100 países. O Duster que completou essa importante marca foi produzido no Brasil, no Complexo Industrial Ayrton Senna em Curitiba (PR), que já produziu mais de 430 mil unidades do Duster desde 2011.

Em sua primeira geração, o modelo teve diversas versões disponíveis, bem como opções de tração 4×2 e 4×4, além de séries especiais com enfoque em “tecnologia e design” – entre aspas porque esses aspectos nunca foram o forte do modelo.

Foto do Renault Duster Dakar 2016
Renault Duster Dakar 2016

2015 – Atualização

Em 2015, o Duster passou por mudanças no design e no nível de equipamentos. O SUV passou a adotar novos faróis e lanternas, nova grade frontal, enquanto o seu interior recebeu um novo console central redesenhado, quadro de instrumentos inédito e mais equipamentos.

Foi uma boa evolução, que deu fôlego ao Duster, mas ainda bem aquém do que eu esperava.

2020 – Renovação completa

Em 2020, o SUV passou por sua mudança mais profunda, com a sua nova geração. O novo Duster 2021, finalmente, com as mudanças que eu esperava.

Por fora, o SUV Renault trouxe um design novo, com linhas mais musculosas e um desenho mais aerodinâmico, graças à redução do ângulo do para-brisa e aumento da sua linha de cintura.

O interior, aleluia, por sua vez passou por quase uma revolução, com mais qualidade percebida e melhor ergonomia – aleluia de novo!

Foto do Renault Duster Iconic 2021
Renault Duster Iconic 2021

Coisas boas foram mantidas

Mesmo com todas as mudanças, o SUV manteve sua robustez, versatilidade e o espaço interno, com o ótimo porta-malas de 475 litros de capacidade.

O SUV passou a ter central multimídia Easy Link, com tela capacitiva de 8’’ com Android Auto e Apple Carplay, e o novo sistema Multiview, que permite enxergar os quatro lados do veículo para auxiliar em situações off-road.

Versões e preços

O modelo é hoje comercializado em quatro versões:

  • Renault Duster Zen – R$ 97.390
  • Renault Duster Zen CVT X-Tronic – R$ 105.390
  • Renault Duster Intense CVT X-Tronic – R$ 112.590
  • Renault Duster Iconic CVT X-Tronic – R$ 119.390
Foto do painel do Renault Duster Iconic CVT 2021
Painel do Duster Iconic CVT

Motor

Todas são equipadas com motor 1.6 16V SCe, que desenvolve 118 cv de potência com gasolina, 120 cv com etanol e 16,2 mkgf de torque com qualquer um dos dois combustíveis.

É o mesmo propulsor do Kicks, só que mais forte um pouco. Na prática, o Nissan anda mais e bebe menos por ser mais leve.

O que falta para o Duster terminar de melhorar é um motor mais potente, tipo o 1.3 turbo do Captur.

Linha do tempo Duster

ACOMPANHE O DE 0 A 100 TAMBÉM PELO:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *