cambio-automatico-transmissao-automatizada

Conheça 14 carros automáticos e automatizados que custam até R$ 50.000 e dê férias para o seu pé esquerdo!

Depois de muito tempo, o consumidor brasileiro passou a aceitar melhor o câmbio automático, que traz mais conforto e comodidade ao motorista. Percebendo essa mudança de comportamento, as montadoras passaram a oferecer essa opção de transmissão para os seus veículos mais requintados. Mas, nos últimos anos, automóveis mais baratos passaram a ser equipados com câmbios (…)

Chevrolet-Agile-LTZ-2014-Brasil-Easytronic-flex-visual-dianteiro

Velho Chevrolet Agile ganha cara de “novo” para tentar sobreviver no mercado nacional. Vale a compra?

Fiquei boa parte do dia ontem pensando no que escrever sobre o “novo” Chevrolet Agile 2014. Praticamente tudo que eu tinha para dizer eu falei no post da primeira divulgação da marca sobre o veículo e no outro post com as imagens feitas na Argentina. Para tentar não repetir muita coisa, serei breve por aqui, usando (…)

Duelo: Chevrolet Onix X Chevrolet Agile

Com a chegada do Sonic e, especialmente, do Onix, uma pergunta começou a ser feita pelos consumidores e até pela própria Chevrolet: o que vai acontecer com o Agile? Seu irmão mais novo, que recentemente enfrentou o HB20 aqui no De 0 a 100, é mais bonito, moderno, barato e conta com a evolução mecânica (…)

Chevrolet-S10-picape-nova-Brasil-all-new-pickup

Chevrolet tem planos ambiciosos para 2012

Não é segredo para ninguém que a Chevrolet está renovando toda sua linha de carros no Brasil. Astra, Vectra, Corsa e seus respectivos derivados já deram adeus. Mas, para 2012, a marca tem planos ambiciosos, com novidades previstas para todos os meses, incluindo muitos lançamentos de veículos inéditos. S10 (…)

Muitos nomes podem fazer uma confusão danada

Você chega na concessionária e diz ao vendedor: “estou aqui para comprar um Fiat Palio Weekend Adventure Locker 1.8 E.TorQ Dualogic”. É um nome realmente longo para um carro. O que aconteceu com “quero comprar uma Fiat Elba S”? Antes era simples assim. Hoje vivemos num mundo com profusão de marcas e nomes. (…)