Chevrolet Agile é eleito o Carro do Ano 2010 no Brasil

Chevrolet-Agile-Brasil-carro-do-anoNo mais tradicional concurso automotivo do país, o Chevrolet Agile foi eleito o Carro do Ano 2010 pela revista Autoesporte. Eu não concordo com essa escolha, pois o modelo da GM não inovou e não terá sucesso no mercado nacional.

Para ficar com o título, o compacto premium da Chevrolet venceu adversários de peso, como Citroën C4 (hatch), Fiat 500, Honda City e Ford Fusion.

Além do principal título da noite, foram escolhidos o Carro Premium do Ano (acima de R$ 110 mil), Utilitário do Ano (até R$ 160 mil), Utilitário Premium do Ano (acima de R$ 160 mil), Picape do Ano (sem limite de preço), Motor do Ano até 2.0 e Motor do Ano acima de 2.0. Além deles, também foram eleitos o Site do Ano, Carro Verde do Ano, Executivo do Ano e Publicidade do Ano. Também foi feita uma justa homenagem a João Conrado de Amaral Gurgel, que entrou no Hall da Fama da revista.

Vale citar um fato interessante: a última vez que a Chevrolet teve o Carro do Ano foi em 1997, com o Vectra. Porém, a marca é a maior vencedora do concurso, com 15 prêmios conquistados até hoje (já somando o do Agile). A Fiat vem em segundo, com 11 conquistas, seguida pela Volkswagen e Ford, ambas com sete triunfos. Chrysler, com três conquistas, e Honda e Audi, com uma cada, fecham o “pacote”.

Se o Agile ficou com o mais importante prêmio da noite, por outro lado a Fiat e a Audi acabaram tendo o maior número de conquistas: quatro para cada. Os italianos levaram a Picape do Ano, a Propaganda do Ano, o Motor do Ano até 2.0 e o Site do Ano. Já os alemãs ficaram com o Executivo do Ano, o Carro Premium do Ano, Utilitário Premium do Ano e o Motor do Ano acima de 2.0. Renault e Toyota também levaram uma conquista cada.

Confira abaixo os vencedores (em negrito):

CARRO DO ANO
Chevrolet Agile
Citroën C4 (hatch)
Fiat 500
Ford Fusion
Honda City

CARRO PREMIUM DO ANO
Audi A5
BMW 135i
Mercedes-Benz Classe E
Volkswagen Passat CC

UTILITÁRIO DO ANO
Chery Tiggo
Mitsubishi TR4
Suzuki SX4
Toyota SW4 (gasolina)
Troller T4

UTILITÁRIO PREMIUM DO ANO
Audi Q5
Mercedes-Benz GLK
Mitsubishi Pajero Dakar
Volkswagen Tiguan
Volvo XC60

PICAPE DO ANO
Fiat Strada Cabine Dupla
Ford Ranger
Toyota Hilux (gasolina)
Volkswagen Saveiro

MOTOR DO ANO ATÉ 2.0
FPT 1.4 T-Jet (Linea/Punto)
Honda 2.0 VTEC (Civic Si)
Mini 1.6 Turbo (Mini)
Smart 1.0 Turbo (Smart)
Toyota 1.8 VVTi (Corolla)

MOTOR DO ANO ACIMA DE 2.0
Audi V6 3.0 Compressor (A6)
BMW 3.0 Biturbo (135i/335i/X6)
Chevrolet 3.6 V6 (Captiva)
Honda V6 3.5 (Accord)
VW 3.6 V6 (Passat CC)

CARRO VERDE DO ANO
Renault Sandero 1.0 16V
Fiat Siena Teatrafuel
Toyota Corolla
VW Polo Bluemotion
Ford EcoSport 2.0 16V Duratec Flex

EXECUTIVO DO ANO
Paulo Sergio Kakinoff – Presidente da Audi do Brasil

SITE DO ANO
Fiat

PUBLICIDADE DO ANO
Fiat 500

Analisando a disputa

Citroën C4 hatch e Ford Fusion não são inéditos no nosso mercado. O primeiro, embora um pouco diferente, chegou muitos meses depois do seu irmão VTR. Já o segundo foi reestilizado (para melhor) num passado recente.

Por causa disso, a disputa ficou mesmo entre Agile, City e 500. Acabou vencendo o que deverá ter mais força de vendas. Não considero nenhuma surpresa a vitória do Agile, embora eu não concorde com ela.

Além disso, não acho que um carro lançado em outubro possa ser considerado o Carro do Ano numa eleição realizada no início de novembro. Não tenho absolutamente nada contra o Agile, mas ainda não tivemos tempo hábil para conhecê-lo bem e analisá-lo, de forma adequada, correta e justa, para saber se ele vai mesmo dar certo – para aí sim merecer o título de verdade.

Mas voltando à eleição, a surpresa pra mim ficou na eleição do Carro Verde do Ano. Achei que o Volkswagen Polo Bluemotion levaria o título com tranquilidade. Mas ele acabou perdendo para o Sandero 1.0 16V Authentique.

Segundo a Autoesporte, o hatch da Renault “foi eleito não apenas pela baixa taxa de poluentes que emite de seu motor, mas também pelos materiais utilizados em sua fabricação, além dos métodos adotados pela Renault em sua linha de montagem em São José dos Pinhais (PR), de onde sai o Sandero. Entre os itens que o levaram a vitória, está a escolha de material reciclado para fazer o forro do porta-malas e o assoalho, pintura a base de água, uso de inscrições que indicam a composição das peças e a prática de reciclagem de 97% de todos os resíduos gerados na produção do modelo”.

Comentários (23)

  1. Estranho é as pessoas aceitarem isso como verdade absoluta sobre todas as coisas, e começarem a comprar Agile, como se fosse a maravilha do mundo moderno. O carro tem seu predicados, mais aí a dizer que é o carro do ano, é forçar a amizade! DISCORDO PLENAMENTE!!!

  2. Renato, estou surpreso e também discordo do “Fragile” ter ganhado como carro do ano. Se fosse o carro que deu origem a ele (“G-Pix”) eu entenderia, mas o Fragile não. É feio, sem armonia, frente de pick-up em carro de rua. Para mim, o conjunto do Fusion é mais armonioso e bonito.

  3. Dos 4 (Chevrolet Agile, Citroën C4(hatch), Fiat 500, Ford Fusion, Honda City) o que realmente pode merecer como Carro do ano é o C$ hatch. Esse bosta do Agile acabou de lançar e já escolhem como carro do ano?! Cara de pau maior não existe. Que ridiculo.

  4. Galera escolhe mal em!? Vou te contar… Botar esses 4 como carros do ano?! Entendo que o carro do ano tenha que se tratar de carros lançados no ano… mas mesmo assim. Com esses 4 é melhor nem botar pra não mostrar como tá mal de lançamento por aqui:
    Chevrolet Agile -> O Fox da Chevrolet… Absolutamente nada demais. Obs.: eeeta carro feio!
    Fiat 500 -> carro de coleção
    Citroën C4(hatch) -> bom carro, mas não pra tanto
    Ford Fusion -> carissimo e com design forçado do antigo

  5. Numa boa! Jah entrei no Agile, andei no Agile! Não tem nada demais para ganhar! Eu entrei no Novo Fusion, andei no novo Fusion! Simplismente o carro do ano! Sistema de som da sony impecável, iluminação de LED interno, segurança, o conjunto dos faróis o seu design….não tem nem o que discutir entre Agile e Novo Fusion! Agora Fiat 500 pode até ser, pois é mais interessante que Agile. Honda City e C4 Hatch Back empata!

    Na minha opinião deveria ter fica assim:

    1º Ford Fusion
    2º Citroën C4 (hatch) / Honda City
    3º Fiat 500
    4º Novo Fox I-Motion
    5º Chevrolet Agile

    Numa boa! O acabamento do Agile não eh muito bom não! E o design é de extremo mal gosto! Tem gente q gosta neh! É fato!

    Teve ter sido votado por 27 jornalistas de moda feminina! hehehehehehe

  6. Veja só a reportagem!

    http://revistaautoesporte.globo.com/Revista/Autoesporte/0,,EMI103806-10142,00-JURI+DE+JORNALISTAS+DO+BRASIL+ESCOLHE+AGILE+COMO+CARRO+DO+ANO.html

    Se bem que o FrAgile tem cara de que tah com o olho bem aberto de susto pela sorte e um sorriso largo com sua vitória e de ter tirado o jejum da GM de 12 anos! Isso não foi comprado não?

    Tá muito estranho! Mas muito mesmo!!! Não to nem acreditando! Juro….não consigo…tentei mas não dá!

  7. Me desculpem mas nada contra a capacidade de cada jornalista, mas vocês não acham que está faltando jornalista de peso para realmente julgar a gloriosa vitória do Fragile?

    Veja abaixo os eleitores do Carro do Ano de acordo com as categorias:

    Carro do Ano

    Adalberto Vieira – Cruzeiro do Sul (SP)
    Antonio Fornazieri Jr. – Correio Popular (Campinas – SP)
    Antonio Puga – Jornal do Brasil (RJ)
    Chico Lélis – Diário do Comércio e Indústria (SP)
    Douglas Mendonça – Motorshow
    Eduardo Bernasconi – Fullpower
    Eduardo Fonseca da Rocha – Auto Press
    Fabio Márcio de Proença Doyle – ANA
    George Guimarães – Autodata
    Gilberto Leal – Zero Hora (RS)
    Glenda Pereira – Diário de São Paulo
    Joel Silveira Leite – Autoinforme
    Jorge Moraes – Diário de Pernambuco
    Luis César de Souza Pinto – Diário do Povo (Campinas – SP)
    Luiz Guerrero – Car and Driver Brasil
    Marcellus Leitão – O Dia (RJ)
    Marcus Vinicius Gasques – Revista Autoesporte
    Paulo Henrique Cruz – Correio do Estado (MS)
    Raimundo Couto – O Tempo (MG)
    Renato Ferraz – Correio Braziliense (DF)
    Roberto Massignan Filho – Gazeta do Povo (PR)
    Sueli Osório – Diário do Grande ABC (SP)
    Wilson Toume – Revista Carro

    Cade o Boris e/ou Emílio, cade o Estado de Minas, Folha de São Paulo, A Folha…..agora tem o Diário do Povo e o Correio Popular julgando!!!

    Eita lele!!!!!
    Onde vamos chegar?

  8. Está com cara que foi tudo ARMADO…pois, o recém lançado Agile ser eleito o carro do ano?? É subestimar demais a inteligência do consumidor, principalmente daqueles que possuem um mínimo de conhecimento automotivo!!!

  9. Fiquei DEVERAS surpreso com essa votação!

    Não conheço nada do Agile ainda mas mesmo assim não me desceu bem…

    Bóris nem faz falta mas o Emílio um bocado!
    E outra, não ter nenhum jornalista do Best Cars pra mim perde bastante a credibilidade também!

    Sugiro aos indignados a inclusive entrar em http://www.bestcars.com.br e votar na eleição deles sobre os melhores carros do ano.

    Abraços!

  10. O Agile parece ser um bom carro para a proposta que ele oferece. Não é feio e nem bonito. Ele é desproporcional. Agora, na lista que mencionaram, não vi nenhum grande candidato. Eu votaria no C4 Hatch ou Fusion. Não fui com a cara exagerada do Agile e muito menos com o preço do City e Fiat 500.

  11. Ricardo, são 27 jornalistas. Na sua lista só tem 23. Ficaram faltando 4, que votaram no Carro e no Motor do Ano:

    Boris Feldman – Estado de Minas
    Fernando Calmon – Alta Roda
    Jason Vogel – O Globo (RJ)
    Josias Silveira – Revista Oficina Mecânica

  12. Tem jabá sim, como pode um carro ser lançado em outubro/09 e ganhar uma eleição de melhor carro do ano, se não sabemos do seu futuro, como fica a moral da revista auto esporte?, eles por acaso já sabem antecipadamente o que o várgile será um sucesso?, quanto a GM pagou para alguns jornalista votarem a favor do bárgile?, garanto que alguns sérios jornalistas estão com vergonha deste resultado.
    Minha Lista
    1 – Fusion
    2 – Honda City
    3 – Polo Bluemotion
    4 – o resto

  13. Já conheci o FrAgile (adorei essa!!!) pessoalmente e inclusive mandei um email para o Renato Parizzi…

    Frente horrível…é pior do que nas fotos.

    Interior espaçoso, mas com materiais frÁgeis (ops!!!)e o painel não é tão bonito sem a iluminação acesa.

    A traseira até que é “bonitinha”, mas a feiúra da frente me deu tanta raiva que nem olhei o porta-malas.

    Menção honrosa para o espaço do motor, onde os vãos facilitam a manutenção e para o sistema de ar condicionado.

    Podem me cruxificar, mas prefiro o Corsa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *