Frases do momento – A virada (2009 / 2010)

Eu passei o réveillon longe de casa, em São João Del Rei (MG). Também fui à bela e histórica cidade de Tiradentes (MG), onde presenciei o maior frase (“pensamento”) do novo ano – pelo menos até o momento -, de um motorista carioca! Mas antes dele, quero citar algumas coisas de acontecimentos dos últimos dias.

  • Alguns motoqueiros, vocês não são super-homens! As leis de trânsito também valem para vocês, e si, vocês podem sofrer acidentes! Então, ao ultrapassar numa ponte, com uma curva em seguida, vindo de, pelo menos, 3 km de faixa contínua, pensem não só duas vezes, mas também na sua família e na própria vida! Vocês não são pilotos!
  • Alguns donos de SUVs, crossovers e picapes médias com cabine dupla, acostamento não é lugar de ultrapassagem! Tenham paciência! Além disso, com a sinalização da placa e com a faixa contínua, É PROIBIDO ULTRAPASSAR! Maldito dono de uma Hilux SW4 de São Paulo (SP) que colocou a minha vida em risco com uma manobra estúpida e desnecessária!
  • Ao caminhoneiro da transportadora (que vou preservar o nome), tome cuidado! Numa rodovia sinuosa, com pista simples e sem acostamento, não justifica rodar a mais de 100 km, mesmo com o caminhão vazio. São não fossem alguns prudentes colegas caminhoneiros, que facilitaram três ultrapassagens loucas, você poderia não estar aqui neste post. Pelo menos o “Como estou dirigindo” da sua companhia ouviu poucas e boas após a viagem.
  • Em caso de chuva forte na estrada, reduza a velocidade e ligue os faróis, juntamente com os de neblina dianteiro e traseiro (se tiver). Ligue o pisca-alerta apenas de você parar no acostamento. Se carros em movimento e parados ligarem, a situação pode ficar ainda pior.
  • Alguém sabe como tirar aquela cola de um adesivo que foi pregado na lataria do veículo? Meu carro foi “premiado” com um adesivo e ficou com o resto da cola.

E essa imagem acima é uma homenagem ao cidadão que estava no ambiente mais adequado para ele e, especialmente, para o carro dele!

  • “Caraca! Essas rua aqui deviam ser tudo asfaltada de novo! Não dá pra passar direito por aqui…”, asno de Niterói (RJ), sem camisa e cinto de segurança, com um copo de plástico de cerveja na mão, ouvindo funk no último volume, com um “belo” Fiat Stilo Sporting Dualogic rebaixado, com rodas de aro 18″ e teto solar Sky Window aberto, levando seis pessoas no carro pelas históricas ruas de Tiradentes. Talvez, em algum momento, pneus e caixas de roda não tenham se encontrado no percurso! Foi o exemplo vivo do encontro de dois mundos distintos… pena que não tirei uma foto… Esse merece o prêmio pela ignorância.

Atualização (10/01/10)

Vale assistir ao vídeo sugerido pelo internauta Alexandre Moreno, que está abaixo, transmitido na Austrália.

Comentários (45)

  1. Eu fiz a viagem de BH até Vitória. Presenciei algumas coisas absurdas. A BR-262 quase não possui pista dupla nas subidas. A maioria das ultrapassagens eram feitas da seguinte maneira: o caminhão/carreta ia para o acostamento; eu botava meu carro pegando um pequeno pedaço da faixa divisória e o sentido contrário movia-se para o acostamento também. Tentei evitar ao máximo esse tipo de atitude, mas às vezes não havia escolha. O problema é que se eu não fizesse a ultrapassagem, o povo atrás de mim só faltava passar por cima. Junte isso aos ônibus e outros caminhoões “te empurrando”. A coisa lá tá feia…

  2. Lembrando que não botei a vida de ninguém em risco, mas colocaram a minha várias vezes. Um caminhão vazio incrivelmente me cortou no trecho mais sinuoso da 262 entre Monlevade e Vitória, aquele que tem muretas de concreto no lugar do acostamento.

  3. É 262 Vitória-BH, ou vice-versa é bem tensa.. É um exemplo de rodovia mal projetada, como varias no Brasil. A conservação então! Quando vc passa para o lado mineiro não existe mais acostamento, se aquilo pode se chamado de acostamento..

  4. Depois de presenciar várias m*das nas estradas, eu prefiro curtir os feriados em BH e viajar somente nas férias. Ai vai uma dica: para ir para o litoral capixaba, prefiro passar por Ouro Preto saindo em Rio Casca, assim eu evito o trecho mais perigoso da 262. Abraço a todos.

  5. Renato, sempre que posso divulgo o seu blog a amigos… Tb passo por essas situações nas estradas e fico muito revoltado. Tenho o meu defeito… meu pé é pesado…mas quando percebo meu erro, reduzo.
    Acho que deveria have uma reciclagem a todos os motoristas a cada 5 anos. Muitos não sabem (ou ignoram) as regras básicas. Também acho que as escolas deveriam mostrar as regras com muita intensidade para as crianças. Como tenho filhos, já percebi que eles vivem nos corrigindo.
    Abraços
    Rodrigo Guasch

  6. Eu tb vi vários absurdos entre BH e Vitória!! Na volta, nao me lembro bem onde, eu tive q fazer uma ultrapassagem em um onibus pq uma carreta tava freiando toda hora atras de mim (olha q eu estava por volta de 110), entao tive q fazer uns 160 pra passar o bus pq a reta nao era longa. Qdo eu olho no retrovisor vinham dois carros mto rápidos (Brava e Peugeot 206). Eles me passaram no mínimo a uns 190 pq sumiram mto rápido! Eu continuei de 110~120 e nao os vi mais!

    Agora eu pergunto: como q esses caras conseguem dirigir no limite assim tanto tempo? E olha q tinha mais gente dentro dos carros, ou seja, mais doidas são as pessoas q estão com eles…

  7. Tem gente que gosta de dirigir tenso.
    Eu não gosto. Os ombros ficam duros e vc chega no destino (se chega) detonado.

    Acho muito gostoso dirigir a 100 por hora na estrada podendo curtir mais a paisagem e sem estar tenso. O problema é que se eu fizer isso corro o risco de ser atropelado…

    Cada um cada um né.
    Complicado!

  8. Não sei o que é pior, isso que vc’s presenciaram, ou ter que desviar dos motoristas bebuns dentro das cidades…E os zé ruelas sem capacete, sem camisa, de permuda de surfista mostrando os cofrinhos, de havaianas, muntados em suas super potentes 150 cilindradas, andando como se estivesem em uma yahabusa, disputando um acorrida com um oponente imaginário!

  9. Os imprudentes extremos deviam perder o direito de dirigir, mas é difícil ver algum que tenha pelo menos a carteira suspensa. Este é o maior problema das nossas estradas INFELIZMENTE além do péssimo estado e sinalização.

  10. Com um pouco de azeite e estopa a cola sai.
    Nas viagens que faço constantemente para Cipotânea(cidadezinha que fica a 200km de bh logo após Lafaiete) é muito comum ver motoristas aloprados com suas possantes máquinas 1.0 andando no limite máximo que elas suportam, o problema e vez ou outra, passo por alguns capotados, ou coisa pior, é nosso Brasil exportador de pilotos de corrida.
    Ps. Só esquecem de falar que correr é nos circuitos e nossas “estradas” mal e porcamente suportam 100km/h

  11. Achei interessante estas observações no NA sobre a Fiat

    O M4R retoma as atividades um pouco chocado com a petulância da Fiat nas propagandas celebrando sua liderança em vendas pela oitava vez. Para quem não viu, nos anúncios a Fiat lista uma série de iniciativas nas quais foi pioneira no Brasil, como ao lançar o primeiro carro a álcool, a linha Adventure, etc.

    Tudo é verdade e eu respeito a Fiat, mas gostaria de acrescentar outros dados a essa lista, que eles talvez tenham esquecido:

    – A primeira montadora a substituir um excelente motor 1.6 16v por um 1.8 beberrão, barulhento, antiquado;
    – A primeira montadora a manter um carro por 26 anos em linha sem a menor preocupação com a segurança dos seus ocupantes (Mille);
    – A primeira montadora a realizar quatro cirurgias cosméticas sobre a mesma plataforma, distorcendo completamente o carro (linha Palio);
    – A primeira montadora a não oferecer ao consumidor um câmbio automático decente;
    – A primeira montadora a tentar vender um sedã derivado de um compacto como um médio (Linea);
    – A primeira montadora a lançar um motor totalmente novo com potência inferior à do que ele substitui (Fire 1.0 e Fiasa 1.0);
    – A primeira montadora a pegar uma suspensão exemplar e amolecê-la a ponto de criar carros ruins de dirigir (linha Palio em 2001);
    – A primeira montadora a lançar um motor novo num carro e, seis meses depois, aplicar um face-lift no modelo (Palio Fire 1.3 2001);
    – A primeira montadora a importar em grandes volumes um modelo médio para o Brasil ao invés de produzi-lo aqui e gerar empregos (Tipo).

    Isso para não falar da absoluta falta de respeito que foi a condução da marca Alfa Romeo na abertura das importações em 93.

    Menos, Fiat, menos.

    Texto M4R

  12. Na década de 70 havia muitos acidentes com ônibus nas linhas intermuinicipais e interestaduais, veio o governo e limitou a velocidade (controlado por tacógráfo) a 80 por hora, o índice de acidente caiu em mais de 70%, para controlar certas bestas e idiotas no volante só limitando a velocidade nos carros.

  13. Parizzi, aqui em BH o que mais existe é este tipo de dono de Stilo. Sempre rebaixados com um adesivo no primeiro vidro do sky window, que se destaca ao ser aberto.

    Acham que estão na Ferrari do Schumacher. Dá pena!

    Quanto à estrada, passei o reveillon próximo de Pitangui. A estrada (mesma que vai para Pará de Minas) estava boa e sem malucos! Achei estranho..

    Um fato que achei engraçado foi um Uno 2p daqueles modelos do ano +/- de 89 jogando farol em mim e colando em minha traseira. aiuhseiause! Dei uma acelerada e passei para a pista da esquerda. Que peça rara!

  14. Para retirar o resto de cola sem o minimo de dano a pintura nada e melhor que o WD40, e so aplicar e passar um pano e pronto… alem das suas outras inumeras utilidades.

  15. Renato Dantas,

    cambio automático a Fiat já ofereceu (Marea 2.4), a suspensão do Palio é mole p/ privilegiar o conforto, se quer algo mais bem acertado busque o R, a VW está há 51 anos produzindo o mesmo carro sem o mínimo de preocupação com a segurança, a Ford importa o Focus e a GM o Celta da Argentina e pq ñ falar que eles deveriam produzir esses carros aqui (como a Fiat faz com toda a sua linha excluindo o Siena) gerando o emprego p/ brasileiro ao invés de argentinos? O Fire era mais fraco que o Fiasa mas possuia mais torque e era (ainda é) 1.000x mais elástico. E o que dizer da VW que vende um compacto premium com preço de sedan médio e plataforma/mecânica de compacto (Polo)? Ou oferecer um médio a preço de grande? O problema do 1.6 foi que a fábrica na Argentina que o produzia fechou as portas por isso o uso do 1.8. A plataforma do Palio pode ter recebido 4 cirurgias mas pelo menos ñ possui 30 anos e um defeito grave que faz o carro virar um sanduíche no caso de uma batida (Gol) e o que dizer do Ka que na verdade é um Fiesta de 1ª geração?

    Enfim, a Fiat ñ fez nada que as outras fizeram/fazem e ninguem lembra.

  16. Sobre o post, cansei de estar a 120 por hora e um ônibus dar sinal de luz p/ passar ou até mesmo uma carreta. E tem casos graves onde donos de empresa miseráveis pega o motor VW (fulerage e xoxo) e poem em uma carroceria de 3 eixos, resultado? O ônibus mal se aguenta a 100 por hora, aí vem outros com motores descentes (Scania por exemplo) e ficam forçando a ultrapassagem, pior quando chega na parte esburacada onde os automóveis reduzem e os ônibus empurram o pé.

  17. Fui para Vila Velha! Mas optei pegar a estrada indo para Ouro Preto, Ponte Nova e Rio Casca! Daí logo em seguida cai no Cotochés, comi um pão com linguiça com tomate e requeijão! Tava tão bom que pedi dois! Comi tomei uma coca, já que bebida e direção não combina! E peguei a estrada tranquilo na ida! Sem passar por RAIVENA e João Molevade…..e vou dizer que peguei apenas seis caminhões viajando no dia 26 de dezembro!

  18. FORA DE LUGAR – PARIZZI – FORD ESCORT TABELA HATCH MÉDIO EMPLACAMENTO FENABRAVE 3 UNIDADES – DEZ 2009 – SERÁ QUE ELE ESTÁ VOLTANDO (NOVO FIESTA SERÁ ESCORT)OU É RESTO DE PRODUÇÃO.

  19. Simples Bruno, ele trinca a carroceria. Se vc pegar um Gol G3 e desmontar totalmente o painél dele vai notar a presença de trincas, numa batida esse defeito faz o caro virar um Hamburger. E tem um vídeo no Bizarrices Automotivas que mostra um inteligente capotando um Gol, o mais incrível é que o teto amassa totalmente e ñ é a alta velocidade ñ. Ele simplesmente vira.

  20. Asseguro-lhe que, reproduziria qualquer comentário sobre outras montadoras que tivesse lido e achado interessante, infelizmente só havia no NA sobre a Fiat, que comprovadamente desrespeita o consumidor mais que as outras.

  21. Cara, gostei bastante da matéria, costumo chamá-los(Sport Utilites) de “Monstros do asfalto”…
    A maioria dos portadores desses “Monstros do asfalto” acham que podem passar “por cima” dos outros automóveis menores, não é bem assim.Estatísticas já acusam que a maior causa de acidentes ocorridos no Brasil é devido a imprudência dos motoristas, e esses condutores dos “Monstros do asfalto” só estam ajudando a aumentar as estatísticas de acidentes. Quanto as motos prefiro nem opinar.
    Abraço a todos e mais consciência em 2010, tá faltando p/ bastante gente.

  22. Realmente o vídeo do gol impressiona pelo teto ter ficado daquele jeito, mesmo o carro tendo a suspensão a ar, estando mais pesado acho que não justificaria tamanha destruição, algo muito exagerado mesmo

  23. Mudando de pau para cacete: Por leigo na matéria gostria Renato Parizzi uma resposta convicente para a minha pergunta:
    Nos veículos de entrada porque o Gol vendeu mais que o Palio?.
    2 – Nos veículos Hatch Pequenos o VW/FOX/CROSS FOX vendeu mais?.
    3 – Nos veículos Hatch Médio mesmo jurássico o Gm Astra vendeu mais?.
    4 – Nos Sedans Pequenos mesmo sendo da idade média o Sedans Pequeno GM /CORSA SEDAN vendeu mais?.
    5 – Nos Sedans Compactos mesmo sendo carruagem francesa o PEUGEOT/207 SEDAN vendeu mais?.
    6 – Nos casos de Sedans Médios… é obvio que o Corolla e o Civic verdadeiros automóveis venderam mais, e muito, os dois juntos venderam 5 vezes mais que o beberrão Vectra.
    7 – Sedans Grandes… aí é briga de cachorro grande.
    alguém se habilita a responder convicentemente?.

    Feliz ano novo Leônidas e familia.

  24. Em mudando de pau para cacete quero corrigir certos erros datilográficos: onde se lê por leigo, leia-se “por ser leigo”.
    Onde se lê para minha pergunta, leia-se “para as minhas perguntas”.

  25. Que eu saiba sedan pequeno e sedan compacto são a mesma coisa. O Sinea vendeu mais até que o Celta nos ultimos meses de 2009, mas pode ter certeza que logo em Janeiro ele passa o Classic. Sedans grandes quem mais vendeu foi o Fusion (ñ me pergunte por quantas unidades). Nos hatcjs médios o Astra já perdeu a coroa pro I30 (e a diferença foi grande ein). O Gol vende agora muito mas eu dig que isso ñ demora muito, os defeitos dele estão na boca do povo e quem foi cético, vai sentir na pele o sofrimento de ter a carroça chamada Gol (experiência própia) e os efeitos serão sentidos no futuro. Ah, o Fox vendeu menos que seus concorrentes Gol e Palio, ñ se engane pelo teto alto, ele é um hatch compacto como os que eu citei.

  26. RESPONDENDO:

    Mudando de pau para cacete: Porser leigo na matéria gostaria Renato Parizzi uma resposta convicente para as minhas perguntas:

    1- Nos veículos de entrada porque o Gol vendeu mais que o Palio?.

    O Gol G5 evoluiu muito em relação ao G4. De semelhante eles devem ter só o nome. Ele também se tornou um veículo, de uma maneira geral, superior ao Palio (o que o Gol G4 não era). Junte a isso a já tradicional confiabilidade do Gol (pelo menos na cabeça do brasileiro), é natural que ele venda mais.

    2 – Nos veículos Hatch Pequenos o VW/FOX/CROSS FOX vendeu mais?.

    Esse eu também não entendo direito. Se fosse só o novo Fox, seria mais fácil entender.

    3 – Nos veículos Hatch Médio mesmo jurássico o Gm Astra vendeu mais?.

    Excelente relação custo/benefício.

    4 – Nos Sedans Pequenos mesmo sendo da idade média o Sedans Pequeno GM /CORSA SEDAN vendeu mais?.

    Porque o Classic é um fenômeno. Pequeno por fora, com bom porta-malas e confiável, além do preço baixo. Por isso ele vende bem. O Corsa Sedan vendeu pouco.

    5 – Nos Sedans Compactos mesmo sendo carruagem francesa o PEUGEOT/207 SEDAN vendeu mais?.

    Ele vendeu menos que o Classic/Corsa Sedan, Siena, Voyage, Fiesta Sedan, Prisma, Logan e Polo Sedan.

    6 – Nos casos de Sedans Médios… é obvio que o Corolla e o Civic verdadeiros automóveis venderam mais, e muito, os dois juntos venderam 5 vezes mais que o beberrão Vectra.

    Acho que nçao preciso comentar essa.

    7 – Sedans Grandes… aí é briga de cachorro grande.

    Qual a pergunta sobre eles?

    Um abraço!

  27. Valeu Parizzi muito obrigado pelas respostas, quanto aos sedãs grandes eu quis dizer uma frase como: “eles são grandes que se entendam”, porque são poucos os consumidores destes modelos de automóvel em relação aos demais, todos eles são de excelentes qualidades e nenhum deles são montados no Brasil.

    Abraços.

  28. PARIZZI – FORD ESCORT TABELA HATCH MÉDIO EMPLACAMENTO FENABRAVE 3 UNIDADES – DEZ 2009 – SERÁ QUE ELE ESTÁ VOLTANDO (NOVO FIESTA SERÁ ESCORT)OU É RESTO DE PRODUÇÃO. Quanto a seu comentário de 09/01/2010 acho que o FOX vedeu mais por ter um excelente espaço interno principalmente no banco traseiro, na minha opinião este é o diferencial de quem o compra, pois a coluna dianteira me prejudica bastante dirigir o modelo, tenho 1,83m. Bom ver você externado a sua opinião passo a passo, sem crise o início me pareceu nervoso mas conduziu de forma bela a sua opinião até um fim aliviado e certo de que foi compreendido. Abraço!

  29. Por que esses vídeos não são transmitidos no Brasil? Isso deveria entrar em horário nobre, pra ver se toca algumas pessoas. Nossas rodovias matam mais pessoas do que a guerra do Iraque. Falam em 70 mortos no Afeganistão e 90 em atentados na Palestina. No Brasil, só de morte violenta são mais de 200 TODOS OS DIAS. Sem contar o trânsito. Acorda, país!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *