Agora sim eu compro um Mahindra! Qual o motivo?

Bem, eu estava lendo uma revista, pensando em qual poderia ser o meu próximo carro. Gosto de hatches médios, de alguns sedãs médios e de alguns hatch compactos (premium). Eis que um modelo me chamou a atenção! Era um Mahindra SUV.

Fora a “beleza” (ponto subjetivo), o anúncio realmente valorizava a extensa lista de equipamentos de série do veículo. Por R$ 86.864 é possível levar o SUV com sete lugares, ar-condicionado, freios com sistema ABS, airbag duplo e tração 4×4. Até aí tudo bem.

Mas a Mahindra foi mais além, dando a mesma importância a um equipamento que, provavelmente, para eles, é essencial num veículo de quase R$ 90.000: INJEÇÃO ELETRÔNICA!

O que custava escrever direção hidráulica ou trio elétrico; qualquer outro equipamento de série do modelo seria melhor, mas não “vender o carro pela injeção eletrônica”. Não é à toa que a marca comercializou menos de 200 unidades nos primeiros 4 meses de 2010 no Brasil.

Atualização (24/05/2010)

Oi pessoal. Gostaria de publicar aqui o esclarecimento da Mahindra sobre a questão da injeção eletrônica no anúncio. Embora o blog seja pessoal, é sempre válido ouvir o que todos tem a dizer, o que sempre tento fazer ao máximo.

“Prezado Renato Parizzi,

Sou responsável pelo Departamento de Marketing da Mahindra, e gostaria de esclarecer os comentários com relação à injeção eletrônica nas peças publicitárias.

Nossos veículos Mahindra tem como principal diferencial a resistência e robustez, atributos esses essenciais em veículos 4×4, o design Mahindra é muito elogiado na Ásia, Europa e Oceania, a durabilidade dos veículos sempre se sobressaem a exemplo de nossa participação no Rally Internacional do Sertões (3º Lugar categoria production).

Os veículos são montados no Brasil pela Bramont, sendo assim a Mahindra têm um projeto consistente e duradouro, as peças são de fácil substituição pelo fato do carro ser estruturado com algumas das marcas mais conhecidas mundialmente como Bosh, Dana, AVL Daimler,Visteon e Luk, além disso nós temos concessionárias espalhadas por todo o Brasil e até o final do ano iremos expandir ainda mais.

A Mahindra traz ao mercado brasileiro o diferencial de preço, qualidade e durabilidade, estes itens muito essenciais para o sucesso de qualquer marca que esteja em solo brasileiro.

O fato de nós destacarmos a injeção eletrônica, deve-se que ainda somos uma marca desconhecida para muitos brasileiros, devido estarmos indo para nosso 3º anos de Brasil e desde o inicio fabricando nossos veículos no Brasil e que nossos preços muito abaixo da concorrência se deve tais esclarecimentos junto ao consumidor (base esta levantada em todas nossas pesquisas da marca).

Seria um prazer recebê-lo em nossa rede de concessionárias mais próxima, ou em nosso showroom institucional aqui na Rebouças, para que possa melhor avaliar nossos produtos, marca e qualidade e assim melhorar ainda mais vosso conhecimento automobilístico.

Parabéns pelo blog e um abraço

André Carvalhaes”

Comentários (104)

    • Boa noite cheguei agora aqui nesse foro quero desse avoces quando eu comprei minha mahindra Suv 2011 fiquei um pouco preocupado pôs não conhecia o carro muito bem faz 1 ano que comprei com 49000km hoje tá com 60000 não penso em outro carro tenho medo peças cara consumo alto também a mahindra é valente e não quebra quem tem tá feliz.

  1. Talvez a inclusão no anúcio da injeção eletrônica seja porque muitos motores a diesel utilizam a velha e durável bombas injetora.

  2. E vc por acaso já viu as propagandas de TV do interior? “TV LCD de 32′ com controle remoto gratis” << E por acaso existe TV LCD sem controle remoto?! E o pior é o "inteiramente gratis" ¬¬'

  3. E quando tinha bicicleta como brinde e o cartaz na concessionária tinha o seguinte texto: compre o carro X e ganhe inteiramente grátis uma bicicleta, essa era de lascar.

  4. Falem mal, mas falem dela! Apenas uma pessoa que ainda não experimentou o carro poderia ter a falta de inteligência, para fazer comentários inúteis e que não agregam nenhum valor. O propagandista, realmente poderia ter ressaltado inúmeras outras qualidades do veículo, mas dessa vez foi a injeção eletrônica, pois não dá para falar tudo que o carro oferece em uma página de revista…é pouco pelo o que carro oferece e as emoções que proporciona ao dirigir.
    Realmente, se seu próximo carro era um HATCH MÉDIO, OU UM SEDAN, você precisa, ganhar um pouco mais de dinheiro, ou ganhar na loteria, pois esse carro não é para seu bico!!! Uma sugestão, faça financiamento em 120 meses….rsrsr…POBRE!!!!

  5. 200 PRIVILEGIADOS, meu caro! Carros de 90 mil, não são para qualquer um, são para poucos…. hoje as marcas que vocês conceituam como TOP, um dia foram MICO. Nenhuma marca começa grande no Brasil, e vender 200 carros no início de 2010, com apenas 2 anos e 6 meses de produção,nem a HYUNDAI quando começou… Agora quem quiser comprar uma Tucson e ficar 5 meses para receber peças de reposição…. sim, esse é o veradeiro PROPRIOTÁRIO!!!! A porcaria desse carro nem pra ser a Diesel….kkkk

  6. Acho que o principal problema do carro é o preço. Quando fizeram pesquisa de mercado esqueceram que o brasileiro é preconceituoso e tradicionalista. Por melhor que o produto possa ser, R$87.000,00 é um pouco salgado pra quem tá chegando…sabe lá Deus da onde. Se esse carro custasse no máximo uns R$65.000,00 teria mais chance no mercado. A Mahindra deveria fazer como os chineses, cobrar mais em conta e diminuir o risco pra quem compra.

  7. Concordo, que talvez o preço poderia ser menor,visto que é uma marca nova e eu como cliente também fiquei desconfiada, mas se compararmos com o mercado de carros 4×4 turbo diesel e com todos os ítens de série do Mahindra SUV, esse carro é 40% mais barato que a concorrência. Pagar 140 mil reais em uma Land Rover ou 120 mil em um Pajero Full e não ter um 4×4 com a mesma estrutura, isso sim é loucura. Desvalorização por desvalorização, perdi mais quando comprei um Pajero Full do que com a Mahindra
    SUV. Os 10 motivos para você comprar uma Mahindra SUV.
    1. 4×4 Turbo Diesel 2.6 CRD-e (common rail diesel;2. silencioso; 3. autonomia na cidade de 12 km/l de diesel; 4. 127 kgfm de força;
    5. banco em couro sem recorte, acomoda perfeitamente suas pernas e é anatômico; 6. 7 lugares com conforto pois é espaçoso; 7. Som com CD/MP3 USB/SD card; 8. estrutura de chassi reforçado; 9. acionamento elétrico da tração com reduzida 4x2L/4x4L/4x4H; 10. suspenção traseira com molas helicoidais,significa carro mais estável e com menor trepidação internamente; 11. dirigibilidade e visibilidade perfeita, você não se sente um anão dentro de um caminhão, o carro é alto, com direção hidraulica.12. freios ABS nas 4 rodas; 13. airbag duplo…..se eu começar a listar tudo, não vai caber neste blog porque a sensação resumidamente de dirigir este carro é MARAVILHOSA!

    • Concordo plenamente com tudo que foi dito, tenho uma SUV, carro excelente, o que ainda esta faltando é maior assistência, e diminuir preço de peças. É superior a Mitsubishi em todos os sentidos (tive sport 2.5) fraca e o consumo é alto, sem falar do preço de peças altíssimo, a hilux é um preço absurdo para compra, e depois encalha pelo valor alto, e o consumo é alto também. SOBRANDO PARA OS BRASILEIROS MAHINDRA, ECONOMICA, ROBUSTA COM REGUINTE DE BELEZA.

  8. 200 privilegiados de terem o dinheiro, mas muito burros de jogar esse mesmo dinheiro quase que no lixo, sem comentários….
    quero ver e dor de cabeça que terão depois em revisoes e manuteçao

  9. Para vocês que não conhecem o carro, antes de fazer qualquer comentário, procure conhecer pessoalmente, façam um test drive… viajo muito, já fiz a primeira revisão do meu Mahindra, e não tive nenhum problema. Como qualquer máquina está sujeita a dar problemas se não fizer revisões periodicas. Já tive carros de várias marcas, muito conhecidas, e carro zero km não andar dois quarteirões, voltar, e ficar 1 semana e meia para a fabrica descobrir o que o carro tinha….faz parte do negócio, frustante, mas faz parte….(esse problema ocorreu com um outro veículo que tive de marca “popular”) e minha Mahindra SUV apesar do pouco tempo que estou com ela já rodei 13.000km e o carro continua como 0km. E para os desinformados, a montadora Mahindra no Brasil, além das concessionárias, tem homologado oficinas credenciadas Bosch a dar manutenção nos veículos sem perdermos a garantia de 3 anos sem limite de quilometragem, então se você não tiver uma concessionária próxima de você, entre em contato com o pós-vendas da Mahindra e solicite eles credenciarem uma oficina mais próxima. Disposição para atender o cliente e contornar os problemas que aparecem pelo fato de não terem ainda uma rede de concessionárias grande, a Mahindra tem mostrado muito mais preocupação do que outras marcas novas no mercado. E acredito que as vendas e a visibilidade dessa marca só tende a crescer, porque não adianta crescer de forma descoordenada e depois não conseguir atender o cliente no pós-vendas, como é o caso de compradores da HYUNDAI. Se vocês realmente se acham conhecedores de carro e gostam de uma boa leitura, lêem a QUATRO RODAS DE ABRIL PAGINA 134. Melhor vender 200 carros bem vendidos e conseguir dar assistência ao cliente, do que vender 1500 carros e não conseguir dar manutenção nos mesmos. Obrigada!!!

    • Concordo que o veículo é realmente bom, tive a oportunidade de dirigir uma recentemente e achei bacana. O que mata, é o preço, o design e o acabamento. Por não ser uma marca de tradição no país, muitos que tem essa grana em mãos, ou compram uma nave premium usada ou um belo 0km. Eu com essa grana investiria em um Golf 0km e guardava o troco, ou comprava uma Audi Q7 2008. Mas se a Mahindra radicalizar no design, tirar esses apliques plásticos nas laterais e nas lanternas, colocar rodas maiores e mais bonitas, além de aplicar no interior materiais soft touch, com certeza emplacaria, assim como os chineses vem colhendo frutos com o Lifan X60 e o Chery Tiggo e Jac T6 (sei que não são do mesmo segmento do Mahindra). Apenas o que lhe falta é BELEZA!!!

  10. A propaganda é estranha e isto é FATO.

    Mas uma coisa que falta nesse carro é o item BELEZA. hehe

    E como toda nova marca que chega, os donos não devem se vangloriar demais e sim aguardar pelo menos alguns bons anos.

    Abraços!

  11. Uma pequena correção caro anonimo, são 27,5 kgfm de torque.

    Especificações técnicas
    Motor:
    TipoCRDe 4cilindros – 2.600cc – Eletrônico
    Potência 110cv / 3800 RPM
    Torque 27,5 kgm / 1800 – 2200 rpm
    Arrefecimento Líquido
    Combustível Diesel
    Capacidade do Tanque 56 litros

    Comprimento 4328 mm
    Largura Total 1775 mm
    Altura Total 1916 mm
    Distância entre Eixos 2680 mm
    Bitóla Diant / Tras 1450 mm
    Altura Livre minima do solo 180 mm
    Ângulo de ataque 35º
    Ângulo de saída 21º
    Capacidade de passageiros 7
    Peso veículo sem carga 1980 kg
    Peso Bruto Total 2580 kg
    Velocidade máxima aferida 140 km/h

  12. Bem, espero que a anônima que está comentando aqui finalmente assine o próximo comentário, com o nome verdadeiro, para ter mais credibilidade.

    Sobre comprar o meu próximo carro a prestação, isso fica a meu critério. Pago da forma que achar melhor.

    Sobre o “POBRE”, isso varia de acordo com o ponto de vista de cada um. Um conhecido comprou um carro de pobre pra ele: um BMW 325i. Ele preferiu deixar o Porsche Cayenne Turbo para o final de semana.

  13. Só mais uma para a anônima, criticar o anúncio do veículo não significa que o mesmo seja ruim.

    E sim, eu já guiei um Mahindra. Achei o carro interessante, mas confesso que não achei nada de mais…

    Encerrando, acho válido sim criticar o anúncio. Se o carro tem tantas coisas como você disse, por que então valorizar a injeção eletrônica no anúncio e não outros equipamentos de série?

  14. Prezado Sr. Anônimo, como pode elogiar um “carro” e não revelar seu nome?, para ter credibilidade em sua defesa para esta carroça indiana revele-se, o anonimato nos dá margem para desconfiar que és o André Carvalhaes ou alguma autoridade da Mahindra no Brasil.
    Sou Hondista e Toyotista confesso e afirmo que são os melhores automóveis montados no Brasil e digo mais, mesmo sendo mais caro prefiro a Hilux que dá de 10 a 0 neste indiano.
    A Pegero Full custa a bagatela de R$ 186.000,00 e não R$ 120.000,00 como você afima.

  15. A “Anônimo” tá furiosa, heim? E ela não tem nome? Podia ser pelo menos AnônimA, né?). Do jeito que defende seu bólido indiano só pode ser a dona da Mahindra! Sim, porque pra chamar os outros de pobres, mas ter um carro tão feio, só pode ser a dona da fábrica. E digo mais: se a sua praia é medir os outros pelo carro que têm, trate de comprar algo mais vistoso. E não se esqueça de colar um adesivo bem grande no vidro: “Saiam da frente, miseráveis! Paguei 90 mil à vista! Sou rica!”
    Em tempo: pro meu gosto o carro é mesmo horroroso, mas não questiono suas qualidades, que podem ser muitas.

  16. Olá Renato e Alexandre,

    Os comentários em “anônimo” não partiram de dentro da Mahindra, mesmo porque o autor do Blog pode ter a sua opinião e sempre será respeitada por nós.
    Não concordamos com os termos usados e muitos menos com as ofensas aqui feitas.
    Nós temos um departamento de monitoramento de Web e localizamos a matéria, devido a essas ofensas que eu achei melhor enviar a mensagem.
    Com relação à opinião sobre o carro, estamos à disposição para mostrar o veículo e fazer um test drive.

    Abraços a todos.

    André

  17. Mas a questão é a seguinte! Tudo bem que o carro é robusto, potente, silencioso, mas nem tão seguro pois só 2 air bags para 7 passageiros é muito pouco!

    O que reamente ainda não foi respondido é pq da INJEÇÃO ELETRONICA????

    Ela é diferente? Ela economisa mais a gasolina? Ela evita algum dano ao motor? Ela faz um café expresso?

    O que realmente faz uma propaganda colocar INJEÇÃO Eletronica???

    POR QUE?????

    RESPONDAM!!!! Pois isso não é resposta!

    “O fato de nós destacarmos a injeção eletrônica, deve-se que ainda somos uma marca desconhecida para muitos brasileiros, devido estarmos indo para nosso 3º anos de Brasil e desde o inicio fabricando nossos veículos no Brasil e que nossos preços muito abaixo da concorrência se deve tais esclarecimentos junto ao consumidor (base esta levantada em todas nossas pesquisas da marca).”

    FATO!!!!

  18. Talvez motocicletas, motonetas e mobiletes com motor 2 tempos ainda utilizem carburador até onde eu sei!

    Se estiver errado me corrijam aí!

  19. Com a injeção eletrônica deste monstrinho indiano estaremos livres do virus da gripe H1N1?.
    Será que o anônimo(a) está na idade do lobo(a)?.

  20. Prezado Sr. André Carvalhaes,

    Em momento algum eu mencionei ou suspeitei que os comentários infelizes de “Anônimo” tivessem partido do Sr. ou de alguém da sua empresa. Imagino que o Sr. seja uma pessoa séria e muito atarefada para perder seu tempo escrevendo tantas bobagens, não estou certo? Estou convicto de que os comentários partiram de algum cliente Mahindra, empolgado com seu novo carro (o que é bom, pois esse é o objetivo de todo fabricante). No entanto, partiram de uma pessoa que parece ser pouco afeita ao respeito e ao convívio em ambiente aberto á participação coletiva. Espero que o Sr. entenda que o fato de eu achar o carro muito feio (e mantenho a minha opinião)não significa que eu duvide de suas qualidades técnicas, como já deixei claro no comentário anterior. A minha indignação é mesmo com a postura da pessoa “Anônimo”.

    Um abraço e obrigado.

    • Parecem pessoas sem conhecimento algum em motor a diesel com injeção eletrônica.acreditao que é motor a gasolina,mao sabem que poucos motores a diesel tem injeção elétriconica no Brasil.

  21. De qquer forma tenho que parabenizar o pessoal da Mahindra por pelo menos ficarem antenados na “voz” que vem da Internet.

    Com paciência pode-se tirar muita coisa proveitosa deste meio.

    Abraços!

  22. Mudando de pau para cavaco, o sítio reclameaqui tem nos seus arquivos 1001 reclamações de suas diversas carruagens, parece até BomBril?.

  23. Pra Renault não ficar na foqgueira sozinha por puro preconceito “racial”, segue abaixo:

    Rank de Reclamações o sítio reclameaqui:
    1º Volkswagen – 1211
    2º Ford – 1123
    3º Fiat – 940
    4º Renault – 959
    5º Chevrolet – 935
    6º Peugeot – 689
    7º Honda – 524
    8º Kia – 73
    9º Toyota – 71
    10º Citroen – 46

  24. Correção:

    Rank de Reclamações o sítio reclameaqui:
    1º Volkswagen – 1211
    2º Ford – 1123
    3º Fiat – 970
    4º Renault – 959
    5º Chevrolet – 935
    6º Peugeot – 689
    7º Honda – 524
    8º Kia – 73
    9º Toyota – 71
    10º Citroen – 46

  25. No caso da Honda com 524 no reclameaqui está incluido também motos, significa que as carruagens francesas da Renault superam e muito o descontentamento em relação a Honda, verdadeiro automóvel montado no Brasil.

  26. Por isso que eu ando de Bike! Carro só no final de semana! Qualidade de vida!!! O dinheiro que se gasta co um carro vc compra uma BIKE DAHON DOBRÁVEL que você pode levar em taxi ônibus e caronas! Vale a pena!

    Vamos pensar verde apesar de que os motoristas de BH não tem nehuma educação no transito para ciclistas!

    Abs!

  27. Seria o THE NEW FIAT UNO ICE CREAM inspirado no jipão da Mahindra aí. O carro da FIAT é bizarro o jipão aí pelo menos é off road lembra os primeiros LAND ROUVER’s.

  28. Segura essa Hugoas es is os us

    Renault – Posição no mercado ameaçada
    Autor: Eber – Categorias: Mercado, Renault
    Fonte: Sítio do NA

    27/05/2010

    Temos assistido recentemente a escalada meteórica da coreana Hyundai no mercado brasileiro. Nas vendas parciais de maio, pela primeira vez a coreana desbancou a francesa Renault. Tratam-se de números parciais, que podem ser confirmados ou revertidos até o fim do mês, mas inegavelmente apontam a tendência de aumento de participação de mercado da coreana e estagnação ou redução da francesa.

    Ao analisar primeiro o que ocorre com a coreana, notados que esse crescimento é inegavelmente devido a produtos alinhados com o mercado externo, com uma adequada política de preços e intensa campanha de marketing.

    Talvez esse último quesito seja o ponto mais complicado dessa história, com campanhas um tanto quanto polêmicas em relação as informações apresentadas em alguns anúncios. Mesmo assim toda a polêmica não está sendo suficiente para ofuscar o grande crescimento da montadora no mercado brasileiro.

    Do outro lado da moeda temos a Renault. Olhando para a gama de produtos oferecidos por ela vemos que a linha brasileira nada tem a ver com sua linha na matriz. Nosso Clio ainda é o antigo, idem para Scenic e Megane. Seu último lançamento, o Symbol, é inegavelmente um irmão do Clio Sedan da mesma geração do hatch ainda vendido por aqui.

    Os outros modelos aqui vendidos são produtos de DNA Dacia, subsidiária romena que desenvolve carros para “mercados emergentes”. Trata-se do Logan e Sandero, que tem em sua proposta básica serem carros robustos, espaçosos e de construção barata, coisa que conseguem tendo o melhor espaço interno cada um em sua categoria.

    O hatch até consegue aliar essa qualidade a um design bonito, mas o interior deixa claro seu parentesco com o Logan, que é extremamente espartano. Dentre os próximos lançamentos da montadora francesa temos o sedan Fluence (sucessor do Megane), que vai competir num segmento de crescente participação no mercado e com competidores de muitas qualidades.

    Outro futuro lançamento de destaque será o utilitário esportivo Duster, baseado na plataforma do Logan. Assim como o Sandero, apesar do atraente desenho da carroceria, pode vir a ser seriamente ameaçado pela falta de atributos do seu interior, aceitável no segmento de entrada, mas muito espartano para o segmento em que deve se inserir.

    O sinal amarelo está aceso para montadora francesa!

    As carruagens francesas no seu devido lugar ou seja em último, quem viver verá.

  29. 1 quinzena de abril
    1º FIAT 22,64%
    2º VW 22,47%
    3º GM 19,75%
    4º FORD 11,10%
    5º RENAULT 6,29%
    6º HONDA 4,09%
    7º CITROEN 3,62%
    8º PEUGEOT 2,81%
    9º TOYOTA 2,22%
    10º HYUNDAI 1,66%
    11º KIA 1,20%

    1 quinzena de maio

    1º VW 25,81%
    2º FIAT 23,52%
    3º GM 18,96%
    4º FORD 8,21%
    5º RENAULT 4,73%
    6º HONDA 4,01%
    7º CITROEN 3,74%
    8º PEUGEOT 2,95%
    9º TOYOTA 2,65%
    10º HYUNDAI 1,91%
    11º KIA 1,27%
    A Renault caiu e feio de 6,29 para 4,73%, e vai cair mais, as carroças novas de ontem da Renault estão ficando velhinhos.
    A mesma fonte

  30. Boa Idéia…acho que vou comprar um Cielo…com certeza é melhor que essa tranqueira de rodas finas que vc dirige! E o melhor de tudo não vou ser feito de otário pagando o que o carro não vale.

  31. Eu gosto muito da Chana vou trocar a tranqueira do Honda City por uma Channa utility para carregar muitas chanas, no dia que você fizer um teste drive numa chana nunca mais vai querer outra coisa.

  32. RANKING DA QUALIDADE DAS MARCAS DE VEICULOS NO BRASIL
    Antes cada marca tinha seu ponto forte como: Fiat=economia, Volkswagen=durabilidade e baixa manutenção, Chevrolet=conforto, Ford=status, Toyota=resistência. Hoje com um mercado cada vez mais concorrido todas querem ser tudo. Portanto usando um pouco da minha vivência e da opinião dos melhores mecânicos do Brasil entendo que existe um ranking da qualidade, lembrando que seria mais preciso ultilizar os modelos e não as marcas, porém a lista ficaria muito longa. Baseado nos comparativos das revistas: Autoesporte, Quatrorodas, Carro, Car and Driver e Motorshow e também nas pesquisas: eleitos do ano, melhor compra, carro do ano e melhor carro; nos últimos anos. Cheguei a seguinte conclusão entre veículos montados aqui no Brasil: em primeiro lugar: Toyota, Honda, Volkswagen e Mercedes; em segundo lugar: Ford, Renault, Mitsubishi e Nissan; terceira e última posição: Chevrolet, Fiat, Hyundai, kia, Peugeot e Citroen. Os apaixonados podem discordar e até me execrar, mais é a pura REALIDADE!!!!!!

  33. HONDA TEM DE DIMINUIR OS PREÇO MESMO, PRINCIPALMENTE CITY e CIVIC que tem concorrentes com preços e equipamentos mais baratos.

  34. O Mahindra SUV é um irmão rústico da land rover discovery… ou talvez a mahindra seja um LR do passado… observem a traseira, a visão lateral (realmente lembra um o outro); a frente não. Os itens de acessórios do M-SUV são bons, mas notei a falta de opção de câmbio automático, c opção inserida de câmbio manual p off-road. Estética é relativo. Pq o LR discovery é multi-campeão de prêmios e mesmo c o visual tijolo é considerado bonito, fashion, ousado, ao passo q o mahindra, dentro do mesmo conceito estético, ganha a peca de feio..?

  35. Seguinte pessoal, eu tenho um Mahindra SUV 2009, troquei uma Strada Adventure CD 2010/2010 por ele e dei mais 13 mil. Acho que paguei barato e estou muito satisfeito. Quem chama as pessoas que compram um carro de trouxa, e sem conhecer nada sobre o carro, talvez deva ser classificado como… Acho que todos temos livre arbítrio para conhecer, analisar e comprar o que quisermos nessa vida. Agora ficar discutindo porque anunciaram injeção eletrônica, é bem a história do tolerância ZERO. Deixa anunciarem o que quiserem, se existe redundância ou não é problema deles. Forte abraço de mais um Mahindreiro Feliz.

  36. olá pessoal fiz o test drive na MAHINDRA SUV e adorei achei o carro de boa qualidade confortavel elegante espero que meu marido compre logo para mim, e outra coisa se comprar ,comprarei parcelado no minimo em 60 parcelas sou pobre nao tenho 86.900 para comprar a vista! abraços

  37. Bom essa conversa de que VENDER mais e é melhor não COLA, pois pepino vende mais do que filé!!! Acho o carro interessante, preço pra lá de razoável ( em relação a outras marcas), mas o que peca é o propulsor, os 110 cv deve praticamente arrastar o CARRÃO…mas dizem que irão trocar o atual propulsor por um de 140 cv, bom ai o BICHO PEGA…, outro problema é o número de concessionárias. Gosto não se discute, mas acho imponente, robusto, espaçoso…e opcional de 7 lugares , muito bom!!!

  38. Muito Bom Anônimo !!!!Vc esta certo!!!O Mahindra e 10 e o valor pelo que ele tem e super em conta!!!Estou trocando a minha L200 outdoor gls que nem tapete veio por ele!!!!A historia da Hyunda e pura verdade. Pelo menos a mahindra suv e montado no Brasil!!!!

  39. Bom dia amigos, eu apos ter pesquisado muito, eu coprei uma mahindra CD. Eu pai tem uma Hilux, o caaro é 10, mais a caçamba é uma merda, não cabe nada é muito apertada. Gosta da Frontier, mas por R$79.000,00 a Frontier vem sem nada, só motor e banco, estep. Escolhi a Mahindra por todos os opcionais que ela oferece, a minha é completa + couro, veio com todo por 80.000,00. Na estrada o carro é um avião, pena que não passe dos 140km/h, muito economica, a caçamba é mais funda por isso cabe bem mais coisas do que a Hilux ou a Frontier, não vou nem falar em S-10 e Ranger, carros otimos também, mais caçamba pequena. Eu acho que o brasileiro tem que parar com essa frescura e aproveitar o bom momento que esta para comprar um carro a diesel por esse preço. Se ela fosse lançada como a nova Ranger ou nova S-10, todo mundo iria dizer que era um puta carro, mais como é marca desconhecida(aqui no Brasil), muitos criticam sem nem ter andado na carro
    Abraços

  40. Bom dia amigos, eu apos ter pesquisado muito, eu coprei uma mahindra CD. Eu pai tem uma Hilux, o caaro é 10, mais a caçamba é uma merda, não cabe nada é muito apertada. Gosta da Frontier, mas por R$79.000,00 a Frontier vem sem nada, só motor e banco, estep. Escolhi a Mahindra por todos os opcionais que ela oferece, a minha é completa + couro, veio com todo por 80.000,00. Na estrada o carro é um avião, pena que não passe dos 140km/h, muito economica, a caçamba é mais funda por isso cabe bem mais coisas do que a Hilux ou a Frontier, não vou nem falar em S-10 e Ranger, carros otimos também, mais caçamba pequena. Eu acho que o brasileiro tem que parar com essa frescura e aproveitar o bom momento que esta para comprar um carro a diesel por esse preço. Se ela fosse lançada como a nova Ranger ou nova S-10, todo mundo iria dizer que era um puta carro, mais como é marca desconhecida(aqui no Brasil), muitos criticam sem nem ter andado na carro
    Abraços

  41. Na verdade o MKT deste fabricante é muito fraco mesmo, mas pior ainda é o atendimento da equipe de vendas. Quando entrei em um no salão do automóvel, perguntei se existia um modelo automático. Olha o absurdo de resposta do vendedor:

    “Não, nós fabricamos veículos para homens.”

    Na hora fiquei sem palavras, mas sem dúvida uma resposta totalmente homofóbica, politicamente errada e nada construtiva.

    Fica a constatação de que os carros são muito mal acabados com rebarbas e com a sensação de carro usado apesar de ser novo. Por mais barato que seja este carro ainda vai ser muito caro na minha opinião.

  42. Pessoal quanta besteira; vocês tem que ler um pouco mais… De Fato; até o cara da empresa Mahindra não soube explicar direito o fato de ressaltarem a “INJEÇÃO ELETRÔNICA” (E isto sim é fato grave…Hehehe…Acorda Mahindra…). O motor dele é Diesel e de fato é uma grande vantagem ter controle eletrônico da injeção em motores Diesel (que são todos injetados e com detonação por compressão); a própria Mercedes Benz escreve isto, “Eletronic” com letras garrafais nos emblemas dos seus caminhões…Meter o pau em produtos que estão sendo lançados é tolice…Só os compra quem quer e quanto mais opções temos (mesmo que algumas não sejam tão boas) melhor… Um abraço para todos.

  43. BOM GENTE EU COMPREI UMA 2010 NAO ESTOU MUITO SATISFEITO, JA TIVE PROBLEMAS DE VAZAMENTO NO MOTOR E DIFERENCIAL TRAZEIRO, COM 10.000KM, TIVE QUE BRIGAR COM A CONCESIONARIA POIS ELES QUERIAM COMBRAR SERVIÇOS DE GARANTIA, ELA FIACA BATENDO A RODA DIANTEIRA NA PARTE SUPERIOR DA LATARIA, FALEI DO PROBLEMA MAS NAO ME DERAM BOLA, O CD/MP3 ORIGINAL JA ESTRAGOU DUAS VEZAES ELES TROCARAM MAS QUEIMOL DE NOVO RESOLVI COMPAR UM OUTRO, TIVE QUE MANDAR DESEMPENAR AS QUATRO RODAS ESTAVAM NOVAS E IMPENADAS, ATE HOJE SOFOR COM DESGASTE IRREGULAR, NAO POSSOFAZER RODIZIO, O PEDAL DE EMBREAGEM E ACELERFADOR SÃO MUITO DUROS, E OUTRAS COISA ESTOU MUITO DESCONTENTE, ESTOU PENSANDO EM VENDER ELA ALQUEM QUER COMPRAR.

  44. Vai aqui minha experiência com um SUV Mahindra: comprei um modelo 2008 com 50.000 Km em janeiro de 2001, estava meio mal conservado, com alguns detalhes na pintura e pneus carecas e com desgaste irregular, más o preço era convidativo: R$ 45.000,00. Com negociação o carro saiu por R$ 40.000,00, até aqui um excelente custo/benefício, pois acreditei que com cinco ou seis mil deixaria ele novinho. Bom, os problemas começaram logo na primeira saída para a estrada, o carro balançava muito e fazia uma barulhada que não condizia com sua quilometragem e ano de fabricação (parecia um carro velho!). A oficina credenciada mais próxima fica a 100 Km da minha cidade, más vá lá, como paguei barato, tinha tudo para dar uma bela ajeitada no jipão e ainda ficar com um carro, digamos, diferente (não é tão feio assim…), 4×4, diesel por um bom preço. Pelo jeito o primeiro dono não tinha cuidado nenhum com ele, porque a suspensão estava detonada, os quatro amortecedores, as bieletas, as buchas das barras estabilizadoras e um pivô. Fora os barulhos das portas, das molas dos bancos (que são de couro só na parte da frente (assento e encosto) e uns chicotes de cabos e um módulo debaixo dos bancos dianteiros (com tanto espaço interno, precisava deixar aqueles fios pendurados parecendo aquelas Brasílias 77!). O alarme e os sensores de porta também não são confiáveis, acusam portas abertas, a luz de cortesia não apaga e dispara de repente. Feito o pedido das peças começou o calvário… Até hoje, passados 5 meses da encomenda, só chegaram as peças da suspensão traseira (com só quatro meses de espera), que ficou até boa, más cadê as buchas, as bieletas e o pivô dianteiros? Foram duas semanas só para entregarem as pastilhas de freio. Por conta disso foram estragando mais peças e a revisão geral vai sendo adiada para depois. Tem mais, já liguei para todas as concessionárias do Brasil, ninguém tem essas peças para pronta entrega (ou não querem me vender!), os atendentes são até educados, más nunca me retornam os e-mails com o orçamento e a previsão de entrega (porque nem eles sabem!). Ligar para o SAC da Mahindra é pura perda de tempo, ninguém está preparado para resolver os problemas e não te dão solução. É espantoso como uma mondadora se propõe a entrar no mercado brasileiro sem as mínimas condições técnicas, sem estrutura, sem logística eficiente e sem peças de reposição básicas, afinal pastilhas, lonas de freio e suspensão são as que vão dar reposição primeiro. Não possui-las em estoque é como faltar farinha de trigo na padaria! Se posso elogiar alguma coisa é o motor, econômico e empurra bem o carrão, e é mais silencioso do que o da Frontier e da S-10, a tração 4×4 também se mostrou eficiente, más vibra demais o carro inteiro mesmo em baixa velocidade.

  45. Com tudo isso, a relação custo/benefício, de início boa, já se anulou. E se estragar alguma coisa essencial (motor, câmbio – que já está roncando em algumas marchas -, diferencial), o carro vai ficar parado por seis meses ou mais? Estou me sentindo logrado. A legislação exige que as mondadoras e importadoras mantenham estoques mínimos e rede de assistência técnica em todo o país. Más parece que até as concessionárias e as oficinas credenciadas tem receio de dizer que são “autorizadas” Mahindra. Tem mais, algumas peças, como os amortecedores, mesmo que não disponíveis em nenhuma das lojas que liguei, tinham preços que variavam até o dobro dependendo da concessionária! Minha paciência se esgotou, já estou preparando uma ação contra a mondadora por desrespeito ao Código dos Direitos do Consumidor, afinal um carro não é um bem de consumo descartável, muito pelo contrário, para muitos de nós é um sonho de consumo e está sendo tratado pior do que um mero eletrodoméstico de importador relapso. Já até pensei em entrar em contato com algum proprietário de Mahindra no Chile (único país sul-americano que os comercializa, alem do Brasil) para saber se lá as peças de reposição existem e se é possível enviá-las para o Brasil pelo correio, obviamente se não for muito caro, más pelos comentários disponíveis na internet lá não é diferente… Essa é a história de um proprietário de um Mahindra SUV 2008 com 50.000 Km, espero que seja só comigo que as coisas vão mal, más se houver mais alguém padecendo por falta de peças de reposição, vamos nos unir em um blog ou site específico para pressionar a mondadora, se não der administrativamente, vamos com tudo para os Tribunais, afinal somos consumidores lesados e, pelo menos aqui, o CDC nos dá amparo legal. Chega de palhaçada Mahindra! Até agora nós é que estamos ostentando o nariz de palhaços!

  46. O MAHINDRA e bom mesmo. JA tive muitos carros 4X4 e o Mahindra nao perde para nenhum. Sera o meu proximo carro. Tenho um Pajero Full, que e muito bom, mas o preco e muito alto e a perda na revenda e altissima.

  47. Bom Dia! Tb comprei uma cab dupla 2009 e ate agora ´pós venda me atendeu bem e a mecânica simples e barata foi surpresa pra mim…
    Gostei do carro, lógicooooooo que o acabamento é espartano, chega até ser comparável ao acabamento da fiat ou vw dos carros mil…
    O que realmente valeu a pena é o motor diesel (economia, 4×4 (ando muito na terra) e o preço…
    Até agora não posso reclamar…até agora hehehe faz pouco tempo que comprei.
    o que é sempre ressaltado é a robustez, motor grande, eletrônico (common rail) e a suspensão igual a todas de mercardo.
    O que poderia melhorar? A suspensão mais forte, incluir um amortecedor de direção, pneus maiores e o principal, chegar logo o motor de 2.2 de 140 cv que já equipam as mahindras lá de fora.

  48. anonimo Eu me interessei muito por comprar um mahindra porem quando levei meu usado na loja para realizar a troca pagar a diferença e sair com o meu carro novo o mecanico desinformado em motores mitsubishi automaticos acabou por quebrar meu carro e disse nao se responsabilizar pelo mesmo, me senti desmotivada, pois me pareceu que a gerente estava me fazendo um favor ficando com o meu carro recebendo a difernça a vista. nunca tive um mahindra e nao é culpa minha.

  49. Muito esclarecedor o comentário do Euler. Realmente, ainda não dá para confiar na Mahindra, pois, ao que parece, está mal representada no país. Uma pena, pois o motor, pelo que todos falam, é excelente, econômico e silencioso. O produto tinha tudo para se bom e, com algumas melhorias, maior organização, seriedade e respeito com o consumidor, poderia ser lider na categoria. E o MKT é, de fato, muito ruim. Vamos esperar…

  50. Pode falar o que for, dar o testemunho de vida, dizer que é um ótimo carro, econômico, bla-bla-bla…

    A realidade é uma só: Mahindra É FEIO PRÁ CARALHO!

  51. o carro é um filhote de “cruz credo”, um modelo mais do que ultrapassado em design, só para ficar na superfície, deve ser uma dor de cabeça de revenda e o publico não é bobo, só ver os escassos emplacamentos do mesmo no ranking da fenabrave….

  52. Magno

    Eu estava seriamente em dúvidas sobre comprar uma SUV Scorpio Mahindra, mas depois de ler estes e outros comentários, além de ouvir de uma ex-loja Mahindra que o tempo de reposição das peças são de até 4 meses, eu sinceramente desisti, já que não posso ficar esse tempo todo sem carro…
    Só não entendo com que uma montadora nesse porte chega ao Brasil e não investi nada em redes de atendimento e propaganda, igual fez a JAC Motors.

  53. meus chapas se vc’s andarem em uma picape da Mahindra mudarão de opinião pode não ser o carro mais bonito do mundo mas o carro é muito bom silencioso e forte um carro que pra andar em estradas não pavimentadas dá pau em hilux,l200 triton,amarok,s10 e com muita robustez pois o carro além de ter muita força tem uma suspensão muito equilibrada e acabamento digno de carros de categoria media comercializados aqui em nosso país

  54. Achei alguns comentários deselegantes, pouco aproveitado, com críticas intensas, palavrões, papo de riqueza e tudo mais. O que é escrito também revela a sua identidade. Sugiro um mediador para fugir do foco.

  55. Diante de tantas opiniões divergentes, fui ver e conhecer os veículos da Mahindra de perto. Sobre anúncio, vamos lá: ainda existem vários veículos movidos à diesel fabricados, com a boa, antiquada e superada bomba injetora mecânica. Assim sendo, o comentário injeção eletrônica, no caso, a meu ver, em nada desmerece o anúncio. Sobre os veículo serem bonitos ou não, depende muito do gosto e opinião de cada um. Eu gostei! São reforçados a lataria é sólida (vale aqui uma comparação com os mencionados nacionais mais conhecidos, cujas chapas apesar das aparências são como folhas de papel), e aptos para o trabalho. Sobre a falta de peças não sabemos ainda, mas já tive problemas com veículos ditos “nacionais” que ficaram mais de trinta dias à espera de peças.

  56. vamos lá:
    estou curioso por esse SUV, e confesso que comprar ele é um tiro no escuro, principalmente se for usado (o que é minha intenção) pois a falta de garantia e arcar com os custos de manutenção pode ser uma verdadeira odisseia!
    quanto aos comentários pouco inteligentes acima falando que o carro é feio, que é bucha de canhão, que não vende… puro mimimi… falar que a Mahindra é desconhecida seria uma grande falta de massa encefálica, pois são os maiores (ou no minimo um dos maiores) da índia (um dos maiores mercados do globo) controladores da Jac, integrantes do grupo de Renaut e pretendem comprar o controle da sangyong (se já não compraram) estavam passando o controle das operações do brasil para uma empresa chilena especializada em distribuição no mercosul e tem exclusividades de marcas pequenas como volvo, bmw, porche, e por ai vai… a verdade é que os caras são tão pequenos que nem importaram carro ponta de estoque encalhado mundo a fora, já chegaram montando o chão de fabrica e estruturando a rede de distribuição em escala continental, e qualquer um que tenha experiencia empresarial bem sucedida sabe como é difícil romper os obstaculos de qualquer empreendimento iniciado do zero (burocracia brasileira, inúmeros alvarás, sem falar de mão de obra qualificada, |||||| me desculpem os nobres moradores de manaus pois não é nada pessoal é uma realidade nacional|||||, treinamento e mais treinamento, aliado a falta de empreendedorismo endêmica de nossa nação, sinto mas a índia é um dos países com o maior numero de doutores no globo, e eles não são médicos rsrsrsrs), mas estou curioso pois esses comentários são muito antigos, existe algo novo? algum proprietário satisfeito em 2015?

    • tenho pick mahindra a três anos estou muito satisfeito com ela, faz dez km por litro,não ouve qualquer intercorrência de peças ou manutenção a não ser a revisão,e estou juntando dinheiro para comprar a 2015 assim que chegar na concessionaria.quanto aos comentários anteriores concordo com você são de pessoas que não tiveram o minimo trabalho de pesquisar antes de falar, alguns chega a ser ridículo.

  57. Tenho um Mahindra Scorpio, ja rodei 195.000km, o consumo medio passa de 12,5km/l, despesa anual de manutenção, considerando a troca de oleo fica em torno de R$ 5.500,00 (faço revisão de freios, trocas de oleo, geometria e balanceamento) nunca troquei uma peça de mecanica por defeito de fabrica. Uso mais para o trabalho, mas gosto muito de viajar com ela, ja fiz viagens de mais de 1.500km. Minhas filhas me cobram porque vou com ela se tenho uma mercedez C300, que deveria ser para viajar. Agora coloquei a mercedez a venda e vou comprar outra Mahindra. Espero realmente que a marca consiga melhorar sua imagem, pois é um otimo carro.
    Elemar Franzmann- Blumenau-sc

  58. Uma picape com motor a diesel por esse valor, e ótimo pois teremos mais um opção de compras no segmento de picapes, só falta ter cabine estendida com banco para três ocupantes seria ótimo. falta a Mahindra divulgar mais seus produtos no mercado.

  59. Tenho uma Scorpio da Mahindra, tem 3 anos e estou super satisfeita, desenpenho, segurança e estabilidade e eu já tive uma pajeiro Full. Não pretendo trocar tão cedo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *