Correndo atrás do prejuízo, Ford prepara 18 lançamentos para o Brasil em 2013

Novo Focus

Há um pouco mais de um ano, eu perguntei aqui no De 0 a 100: Por que a Ford não emplaca no Brasil? Dei três justificativas principais: falta de um Ka quatro portas; veículos interessantes muito caros (New Fiesta, Focus, Fusion e Edge); e falta de opções variadas entre R$ 24.000 e R$ 47.000 (só Ka 1.0 e 1.6, Fiesta hatch 1.0 e 1.6, Fiesta Sedan 1.0 e 1.6 e Courier 1.6). Pois bem, parece que a marca norte-americana percebeu que estava ficando para trás e anunciou que, em 2013, deverá fazer 18 lançamentos no Brasil (entre carros e caminhões).

Veja os 36 anos do Ford Fiesta em apenas 1:25s

Quem deu esta bela notícia foi o presidente da Ford no Brasil, Steven Armstrong. Entre as novidades, podemos esperar os novos Ka (hatch e sedã); (New) Fiesta (hatch e sedã) e Focus (hatch e sedan) – estes últimos já mostrados oficialmente no Salão do Automóvel de São Paulo.

New Fiesta nacional – Fotos: Ford/Divulgação

Não custa lembrar que, em 2012, tivemos os lançamentos dos novos EcoSport, Fusion e Ranger. Com a nova família Ka e a nacionalização do New Fiesta, o atual Fiesta Rocam deve dar adeus num futuro não muito distante, assim como o nosso Ka.

Segundo Armstrong, até 2015 serão investido no país R$ 4,5 bilhões, sendo que a planta de motores e transmissões de Taubaté (SP) será ampliada com o investimento de R$ 500 milhões; a fábrica de São Bernardo do Campo (SP) receberá R$ 800 milhões (provavelmente para a produção de um novo veículo); e, em Camaçari (BA), será erguida a nova fábrica de motores, com custo estimado em R$ 400 milhões.

Para encerrar, entre os “não carros” previstos na lista de 18 lançamentos, devemos ter a sexta geração do Ford Transit e um caminhão extrapesado.

Comentários (8)

  1. Sempre tive carros ford e pela 1° vez comprei um “não ford”. Que saudade! Como meu atual carro ainda é novo não pretendo troca-lo por enquanto, mas o próximo novamente voltará a ser Ford.

  2. comprei um Focus GLX no início de 2012 e gostei muito do carro. Mas fiquei meio puto com a Ford pq no ano que vem ela já vai lançar outro Focus. Ela deveria investir nos carros “de massa” 1º e deixar o Focus para depois.

    Anderson

  3. Revisão de 6 em 6 meses ou 10.000km o que vencer primeiro é um chute no saco, xará realizei meu sonho troquei o City por um Civic LXL automático 2012 e garanto, com o econ ligado em BH faço 10.5 a 11 km com litro com gasosa, é um verdadeiro automóvel e está as suas ordens para testá-lo.

  4. Sou meio suspeito para falar da Ford porque gosto muito da marca. O XR3 esteve comigo durante muito tempo na minha vida, em várias versões e modelos (que saudade!) e o mais recente, um Focus GLX 1.6. Não tenho a menor dúvida de que se a Ford vier com esses lançamentos e mantiver a correta estratégia de fabricar no Brasil carros mundiais a preços competitivos, vai vender muito e aumentar sua fatia no mercado.

  5. Já faz um tempo que estou com o meu New Fiesta e me fez esquecer das qualidades do meu saudoso Astra (que já foi postado aqui no começo do impressões no blog).. rs

    Mas o Renato Dantas falou uma verdade:

    “Revisão de 6 em 6 meses ou 10.000km o que vencer primeiro é um chute no saco”

    Meu carro está com 12000 km e vou pra segunda revisão agora.. haja dinheiro e paciência.

    Já tivemos muitos Ford aqui em casa e a qualidade é incrível, mas sempre apanhamos na revenda e pelo visto comigo não será diferente com esse New Fiesta nacional chegando.. =/

  6. Olha … eu tenho uma courier 2000 e digo que nós proprietários de mini pickups nunca fomos tão humilhados. Não posso trocar ela por uma zero se o modelo do carro é o mesmo. Ouví rumores de que ela vai parar de fabricar pickups desse tamanho. Não acho justo pessoas que usam pampa desde a época do del rei e chegar nos dias de hj ver a fabricante do seu carro te apunhalar pelas costas. O que é que eu faço , compro outro carro ? uma strada , uma saveiro ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *