Honda lança Fit CX 2014. Nova versão de entrada “melhora o custo-benefício ficando mais cara” – e ainda sem ABS

Honda-Fit-CX-2014-Brasil-flex

A Honda criou uma nova versão de entrada para o Fit 2014 chamada CX. A marca garante que a novidade “oferece aos consumidores excelente custo-benefício e itens exclusivos”. Mas, não entendo como o custo/benefício melhorou sendo que a versão CX ficou mais cara do que a DX (antiga mais barata), ainda mais sem a inclusão do ABS.

O preço do Fit de entrada subiu de R$ 47.930 (DX 2014) para R$ 49.900 (CX 2014) com a adição de sensor de estacionamento traseiro, faróis com máscara negra, lanternas traseiras translúcidas escurecidas (de gosto duvidoso) e novo revestimento interno das portas e bancos em tecido semelhante ao aplicado no Fit Twist. Será que os itens listados justificam o aumento de R$ 1.970? Eu acho que não.

Honda-Fit-CX-2014-Brasil-flex-interior-painel

Na prática, apenas o sensor de estacionamento e o novo revestimento interno são uteis, já que a felicidade das “alterações estéticas” varia de acordo com o gosto de cada um. Eu não gostei das lanternas traseiras. O aumento de preço teria sido compreensível se ele tivesse acontecido em função da inclusão dos freios com sistema ABS, equipamento que a Honda insiste estranhamente em ignorar para a versão de entrada do Fit. Pelo menos, a partir de 1º de janeiro de 2014, isso vai mudar por questões legais – só espero que a marca não aumente os preços do modelo ainda mais.

O restante dos itens de série do Fit CX são idênticos ao do Fit DX: grade frontal preta do tipo colmeia, airbag duplo frontal, cinto de segurança de três pontos (com pré-tensionador e limitador de força com regulagem de altura nos bancos dianteiros) e apoio de cabeça para todos os ocupantes, vidros elétricos com temporizador e sistema antiesmagamento (ainda só o do motorista com um toque para sobe/desce), travas elétricas (com acionamento automático acima de 15 km/h), abertura interna do compartimento de gasolina da partida a frio, coluna de direção ajustável em altura e profundidade, ajuste elétrico nos retrovisores externos; iluminação interna individual e central, porta-luvas duplo, porta-objetos nas quatro portas e alarme antifurto, ar-condicionado analógico; desembaçador, limpador e lavador do vidro traseiro; direção com assistência elétrica, banco do motorista com regulagem de altura; painel central blackout com computador de bordo para leitura de consumo instantâneo e médio em km/l, além da autonomia e hodômetros total e parcial; tomada 12V, bancos traseiros bi-partidos (60/40) com sistema ULT, entre outros.

Honda-Fit-CX-2014-Brasil-flex-farois-mascara-negra

A opção de câmbio automático de cinco marchas volta a ser oferecida para o Fit “mais em conta”. O preço é de R$ 53.900. O motor 1.4 16V flex não sofreu alterações: desenvolve 100 cv de potência com gasolina, 101 cv com etanol (ambos os números alcançados a 6.000 rpm) e 13 mkgf de torque a 4.800 rpm com qualquer combustível no tanque de 47 litros. O porta-malas tem volume de 384 litros.

O Fit CX mantêm a boa dirigibilidade da família Fit, assim como o bom aproveitamento do espaço interno, que confirma o “ditado”: “pequeno por fora e grande por dentro”. Na cidade, o motor 1.4 dá conta do recado. Já na estrada, ele sente falta da força extra do propulsor 1.5, especialmente nas ultrapassagens, exigindo mais atenção do motorista. Pelo menos a média de consumo em qualquer circuito é interessante.

Com têm três anos de garantia, sem limite de quilometragem, o Fit CX estará disponível na rede de concessionárias da Honda na segunda quinzena de outubro nas seguintes cores: Branco Taffeta e Vermelho Rally (sólidos); Prata Global,Cinza Iridium e Cinza Paladium Metálico (metálicos); e Preto Cristal Perolizado).

Modelo (2014) Motor (flex) Preço (R$)
Honda Fit DX* 1.4 16V 47.930
Honda Fit CX 1.4 16V 49.900
Honda Fit CX automático 1.4 16V 53.900
Honda Fit LX 1.4 16V 52.890
Honda Fit LX automático 1.4 16V 56.890
Honda Fit Twist 1.5 16V 57.990
Honda Fit Twist automático 1.5 16V 61.990
Honda Fit EX automático 1.5 16V 63.590

*: Embora seja a mais barata, versão não deve mais ser ofertada. / Preços em 07/10/13.

A versão LX, que deveria ser a de entrada por R$ 47.930, tem os itens da CX além de friso lateral na cor do veículo, grade frontal cromada, rodas de liga-leve de 15″, quatro alto-falantes (dois dianteiros e dois traseiros), porta-revistas atrás do banco do passageiro; rádio 2DIN AM/FM e CD Player MP3/WMA com entradas auxiliares P2 e USB para o sistema de som (MP3 Player/iPod); e, especialmente, sistema ABS com EBD.*: Embora seja a mais barata, versão não deve mais ser ofertada

Honda-Fit-CX-2014-Brasil-flex-traseira

O Fit EX (que deveria custar R$ 56.890) tem todos os equipamentos do LX, além de motor 1.5 16V (115/116 cv), retrovisores com luz indicadora de direção, volante revestido em couro com controles de áudio, acionamento automático do limpador traseiro quando engatado a marcha ré; controle de velocidade de cruzeiro com comandos no volante; descansa-braço individual para motorista; rádio AM/FM com CD Player MP3/WMA com SVC e tomada auxiliar P2 integrado no painel, e freio a disco nas 4 rodas.

Comentários (9)

  1. Sinceramente? Honda FIT é caro. Deveria ter mais itens, inclusive os de segurança, como no caso desse CX sem ABS. Absurdo. É chamar brasileiro de otário.

    • É um ótimo carro, claro. Mas amigo. Conversa fiada essa das montadoras em geral. Carro tem que ter recurso e itens de segurança. Isso é respeito ao consumidor, não só lucrar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *