Novo Toyota Corolla chega na sua melhor geração de todos os tempos

Toyota Corolla 2020

Toyota Corolla 2020

Na sua melhor geração de todos os tempos, o novo Toyota Corolla chega para manter o domínio entre os sedãs médios do Brasil e para se tornar um marco: aquele carro que, finalmente, irá popularizar a tecnologia híbrida no país.

Principais características do novo Toyota Corolla 2020

O Corolla 2020 é vendido nas versões GLi, XEi e Altis com novo propulsor 2.0 16V flex, e Altis Hybrid, que combina três motores, dois elétricos e um 1.8 a combustão de tecnologia flex e transmissão hybrid transaxle – o primeiro híbrido flex do mundo. Os preços variam de R$ 99.900 a R$ 130.990.

Dianteira do Toyota Corolla Altis Premium híbrido 2020

Dianteira do Toyota Corolla Altis Premium híbrido 2020 – visual agrada

Sucesso já na chegada

As mudanças da nova geração foram rapidamente assimiladas pelo público. Nos primeiros 15 dias de comercialização do modelo, as concessionárias da marca no Brasil receberam quase 6.000 pedidos de clientes e já realizaram cerca de 2.500 emplacamentos (2.100 unidades 2.0 e 400 híbridos), correspondentes à produção até agora recebida da fábrica de Indaiatuba (SP).

A demanda superou em cerca de 30% a expectativa da Toyota do Brasil para este período inicial de lançamento do modelo em ambas versões. Do total de pedidos, 65% são referentes às versões GLi, XEi e Altis equipadas com o novo motor 2.0 Dynamic Force, e 35% do modelo Corolla Hybrid, com o sistema híbrido.

A produção inicial das versões híbridas no mês de setembro foi de apenas 5% do mix, como planejado, devido ao início de produção da nova tecnologia, mas esse ritmo deve acelerar para os planejados 22% já em outubro, ajustando a produção à demanda natural – dando a coroa ao Corolla pelo marco do início da “hibridização do mercado nacional”.

Toyota Corolla Altis Premium híbrido 2020

Toyota Corolla Altis Premium híbrido 2020 num de seus melhores ângulos

Mas quais mudanças foram essas?

Em 27 anos de Brasil, o Toyota Corolla nunca passou por uma evolução tão profunda numa troca de geração como agora. Se não bastasse a nova plataforma, o novo câmbio automático e o novo motor 2.0, o sedã vai além e, como comentei, é o primeiro carro híbrido pleno fabricado no Brasil e o primeiro híbrido flex do mundo!

Com a plataforma GA-C, baseada na arquitetura TNGA (“minas dos olhos” da Toyota), o Corolla passou a ter um chassi 60% mais rígido, permitindo várias outras evoluções, como a suspensão traseira (finalmente) independente e o centro de gravidade mais baixo (com motor e câmbio alocados em posição mais baixa).

Dimensões quase iguais

Curiosamente, mesmo com tudo isso, as dimensões do Corolla permaneceram quase as mesmas em relação à sua geração anterior: 4,63 m de comprimento (1 cm a mais) 1,78 m de largura (0,5 cm a mais), 1,45 m de altura (2 cm mais baixo) e entre-eixos  e porta-malas idênticos: 2,70 m e (suficientes) 470 litros, respectivamente.

Toyota Corolla Altis Premium híbrido

Toyota Corolla Altis Premium híbrido tem rodas de 17″

Visual agradou

A nova geração tornou esse Corolla o mais bonito da história. Ele ficou mais moderno, sem abrir mão das suas características visuais tradicionais. Foi realmente uma evolução e tanto.

A dianteira se destaca pela enorme entrada de ar, associada à detalhes em C (e C invertido) nas laterais do para-choque, associadas aos faróis de neblina (de LED a partir da versão XEi). O conjunto ótimo é composto ainda por faróis mais estreitos (como num olhar meio desconfiado) e modernos, com duas luzes diurnas de LED.

A traseira é um pouco mais conservadora, mas ainda assim agrada muito. As lanternas são interligadas por um friso cromado que invade a tampa do porta-malas. Destaque também para detalhes em C (e C invertido) nas extremidades do para-choque, lembrando a dianteira. As laterais trazem novas rodas de aro 16″ na versão GLi e 17″ na XEi e na Altis – estepe é sempre com roda de aço de 16″.

Toyota-Corolla-Altis-Premium-Hybrid-2020

Toyota Corolla Altis Premium Hybrid 2020

Toyota Corolla Híbrido flex

Se o motor 1.8, que desenvolvia 139/144 cv de potência e 18/18,6 mkgf de torque foi aposentado em definitivo da versão GLi, seu “irmão” 1.8 está de volta para a versão Altis Hybrid, a híbrida!

É o já conhecido propulsor 1.8 16V VVT-i Atkinson do Prius, mas que foi adaptado para consumir também etanol, mantendo os 98 cv com gasolina e gerando 101 com o derivado da cana-de-açúcar. Não importando o combustível, o torque é sempre de 14,5 mkgf.

O apoio elétrico vem de uma dupla de propulsores (MG1 e MG2) de 72 cv e 16,6 mkgf de torque, alimentados por uma bateria de níquel-hidreto metálico que fica sob o banco traseiro.

Motor 1.8 híbrido flex do Toyota Corolla Altis Hybrid

Motor 1.8 híbrido flex do Toyota Corolla Altis Hybrid

Mas são 173 cv de potência no Corolla híbrido?

A potência combinada dos motores flex e elétricos é de 122 cv, e não de 173 cv como muita gente pensa por aí – é errado somar as potências das motorizações a combustível e elétricas.

Se 122 cv não parecem muitos, o diferencial do híbrido está no torque, que entrega muita força ao tocar o pé no acelerador.

E como podemos recarregar as baterias do carro? Simples: ela é feita pelos próprios motores elétricos, que podem funcionar como freios regenerativos ao mesmo tempo que alimentam a bateria.

Toyota Corolla Altis híbrido

Com exceção da barra cromada na tampo do porta-malas, traseira do Toyota Corolla Altis híbrido agrada

Consumo do Corolla híbrido

No Corolla híbrido, o câmbio é um automático do tipo CVT (que simula 7 marchas virtuais). Com ele, segundo o Inmetro, o modelo consegue rodar 10,9 km/l com etanol e 16,3 km/l com gasolina na cidade e 9,9 km/l com etanol e 14,5 km/l com gasolina na estrada.

Os números são animadoras, embora eu esperasse algo mais próximo do Prius – mas não podemos nos esquecer que esse modelo foi todo feito para reduzir ao máximo o consumo de combustível (aerodinâmica, peso, altura etc.).

Pelo menos, como o etanol é muito mais limpo do que a gasolina, podemos dizer que temos, no Brasil, o carro híbrido mais limpo do mundo com o Corolla Hybrid!

Toyota Corolla híbrido X Prius

Modelo Toyota Prius (gasolina) Toyota Corolla Hybrid flex
Potência combustão 98 cv a 5.200 rpm 98/101 cv (g/e) a 5.200 rpm
Potência elétrica 72 cv 72 cv
Potência combinada 122 cv 122 cv
Torque combustão 14,4 mkgf a 3.600 rpm 14,5 mkgf (e/g) a 3.600 rpm
Torque elétrico 16,6 mkgf 16,6 mkgf
Comprimento 4,540 m 4,630 m
Largura 1,760 m 1,780 m
Altura 1,490 m 1,455 m
Entre-eixos 2,700 m 2,700 m
Porta-malas 442 litros 470 litros
Tanque 43 litros 43 litros
Peso ~1.395 kg 1.440 kg (1.445 kg Premium Pack)
Consumo – etanol cidade 10,9 km/l
Consumo – gasolina cidade 18,9 16,3 km/l
Consumo – etanol estrada 9,9 km/l
Consumo – gasolina estrada 17 km/l 14,5 km/l
Preço público sugerido R$ 128.530 R$ 124.990 Altis
R$ 130.990 Altis Premium

Novo motor 2.0 Dynamic Force

Se o motor 1.8 híbrido flex é uma novidade, o inédito propulsor 2.0 16V Dynamic Force foi uma surpresa e tanto. Batizado de VVT-iE (Variable Valve Timing with Intelligence by Electric motor), ele tem comando de válvulas inteligente, controlada por um motor elétrico na admissão e por pressão de óleo para as válvulas de escape.

Esse novo 2.0 também trabalha com sistemas de injeção direta e indireta de combustível, que se alternam de acordo com as exigências do motor, equilibrando sempre desempenho e consumo. Veja a diferença entre o antigo 2.0 e o novo:

Toyota Motor 2.0 16V VVT-i (Corolla 2019) Motor 2.0 16V VVT-iE (Corolla 2020)
Potência gasolina 143 cv a 5.800 rpm 169 cv a 6.600 rpm
Potência etanol 154 cv a 5.800 rpm 177 cv a 6.600 rpm
Torque gasolina 19,4 mkgf a 4.800 rpm 21,4 mkgf a 4.400 rpm
Torque etanol 20,7 mkgf a 4.800 rpm 21,4 mkgf a 4.400 rpm
Consumo – cidade etanol 7,2 km/l 8 km/l
Consumo – cidade gasolina 10,6 km/l 11,6 km/l
Consumo – estrada etanol 8,2 km/l 9,7 km/l
Consumo – estrada gasolina 12,6 km/l 13,9 km/l

“O novo propulsor 2.0 deve ajudar a atrair um público que quer mais desempenho, um público mais jovem. Mas é interessante observar que os nossos clientes mais antigos e cativos do Corolla nunca nos pediram um motor turbo ou mais potente”, afirma Luciana Caldeira, gerente da concessionária Rodobens Toyota.

Câmbio CVT interessantíssimo

Junto com a surpresa do propulsor Dynamic Force veio outra: o câmbio CVT Direct Shift, que tem, ao todo, tem 10 marchas. Enquanto as nove últimas (2ª a 10ª) são virtuais do tipo CVT, a primeira é um transmissão automática tradicional.

Motor 2.0 Dynamic Force flex do Toyota Corolla GLi, XEi e Altis Premium

Motor 2.0 16V Dynamic Force flex do Toyota Corolla GLi, XEi e Altis Premium

Mas o novo Toyota Corolla 2.0 anda mesmo? Bate o Civic?

Essa solução deixa o carro mais ágil nas arrancadas e tem maior eficiência. Pude comprovar isso na prática. No mesmo dia, dirigi um Honda Civic 2.0 2020 e um Toyota Corolla XEi 2.0 2020. Gostei muito do primeiro, que tem um comportamento dinâmico exemplar.

Ao rodar no Corolla 2020, num teste drive feito na concessionária Rodobens Raja, em Belo Horizonte, alguns dias depois do lançamento do carro, me surpreendi com a evolução do veículo. Ele não só se equiparou ao Civic em termos de suspensão, mas passou o eterno concorrente em termos de desempenho – não foi possível medir o consumo.

Toyota Corolla XEi 2020 CVT

Toyota Corolla XEi 2020 CVT

Nos morros do bairro São Bento, na capital mineira, pude ver como conjunto motor/câmbio do Corolla é mais sofisticado do que o do Civic, especialmente nas arrancadas. O torque entra com rotação mais baixa agora e a primeira marcha convencional me levou a incríveis 65 km/h! Parabéns para a Toyota!

Preço e equipamentos do novo Toyota Corolla 2020

Toyota Corolla GLi 2.0 2020 – R$ 99.990

A versão de entrada GLi tem, além do novo motor 2.0, ar-condicionado, banco do motorista com ajuste de altura, sete airbags (duplo frontal, dois de cortina, um de joelho para motorista e dois laterais), freios ABS com EBD e BAS; controles de tração e estabilidade; assistente de partida em rampa; quadro de instrumentos com tela colorida TFT 4,2″, bancos parcialmente revestidos de couro; sistema Isofix; cinto de três pontos e apoio de cabeça para todos os ocupantes; central multimídia com tela de 8″ com Android Auto, Apple CarPlay; câmera de ré, rodas de liga-leve 16″; luzes diurnas de LED; direção, travas vidros e retrovisores elétricos (esses com setas embutidas); banco traseiro bipartido (60/40); coluna de direção com regulagem manual de altura e profundidade com volante com controles de áudio e computador de bordo; conexão USB abaixo do painel central (info + carregamento); faróis com acendimento automático e ajuste de altura, entre outros.

Toyota Corolla XEi 2020 com motor 2.0 Dynamic Force

Toyota Corolla XEi 2020 tem motor 2.0 Dynamic Force e câmbio CVT

Toyota Corolla XEi 2.0 2020 – R$ 110.990

A versão XEi tem todos os itens da GLi com a adição de ar-condicionado automático digital, bancos revestidos em couro, controle de velocidade de cruzeiro (Cruise Control); modo Sport de condução; paddle shift atrás do volante para trocas de marcha manuais; faróis de neblina dianteiros de LEDs; espelho retrovisor interno eletrocrômico; rodas de 17″ e chave presencial (Smart Entry – partida sem chave).

Toyota Corolla Altis Premium 2.0 2020 – R$ 124.990

No Altis Premium, pegue o XEi e some ar-condicionado automático Dual Zone, banco do motorista com regulagem elétrica; retrovisores externos com rebatimento elétrico; sensor de chuva; lanternas traseiras e faróis dianteiros em LEDs; teto solar; revestimento em couro bege e marrom; e o pacote de segurança chamado de Toyota Safety Sense: controle de velocidade de cruzeiro adaptativo, farol alto automático, alerta de mudança de faixa involuntária e assistente pré-colisão, que avisa da iminência do choque e também é capaz de frear o veículo.

Painel de instrumentos digital do Toyota Corolla Altis híbrido 2020

Painel de instrumentos digital do Toyota Corolla Altis híbrido 2020

Toyota Corolla Altis Hybrid 1.8 flex 2020– R$ 124.990

A versão Altis do Corolla Híbrido é menos equipada do que o irmão Altis Premium 2.0, perdendo importantes itens como ar-condicionado automático Dual Zone, banco do motorista com regulagem elétrica; retrovisores externos com rebatimento elétrico; sensor de chuva; lanternas traseiras e faróis dianteiros em LEDs; teto solar; revestimento em couro bege e marrom, além do paddle shift para trocas de marcha de maneira manual.

Mas o híbrido vem com quadro de instrumentos com tela colorida de 7″.

Toyota Corolla Altis Premium Hybrid 1.8 flex – R$ 130.990

Pagando R$ 6.000 a mais, a versão Altis Hybrid vira Altis Premium Hybrid e ganha os seguintes equipamentos: ar-condicionado automático Dual Zone, banco do motorista com regulagem elétrica; retrovisores externos com rebatimento elétrico; sensor de chuva; lanternas traseiras e faróis dianteiros em LEDs; teto solar; revestimento em couro bege e marrom.

Garantia agora de 5 anos

Se a Toyota equiparou o Corolla ao Civic em termos de suspensão traseira (independente), ela também igualou a garantia do seu sedã médio à dos carros da Hyundai.

Agora, o Corolla 2020, não importando a versão, tem cinco anos de garantia (Hybrid tem oito anos de garantia apenas para o conjunto híbrido).

Painel do Toyota Corolla XEi 2020

Painel do Toyota Corolla XEi 2020

Cores e revisões

O Toyota Corolla 2020 está disponível nas cores Branco Polar (sólido), Branco Perolizado, além das cores metálicas: preto Eclipse, prata Supernova, vermelho Granada, marrom Urban e a nova cinza Celestial.

No site da marca, as revisões do Corolla 2.0 e do híbrido têm o mesmo preço, o que é vem interessante.

Blindado de série

A linha 2020 do Corolla pode ser adquirida ainda com blindagem nível III A, feita por meio de duas empresas certificadas pela marca: Inbra e Evolution – isso não afeta a garantia de fábrica.

Central multimídia do Toyota Corolla 2020

Central multimídia do Toyota Corolla 2020

Política de preços

O aumento de preços da linha 2020 não fez bem ao Corolla, que, logo logo, não terá mais versões abaixo dos R$ 100.000. Ainda assim, os altos valores da linha 2020 estão dentro da categoria – todos muito caros. E eles não parecem espantar o consumidor brasileiro, que compra o (excelente) modelo igual pão quente.

O curioso é o fato da Toyota pedir o mesmo preço pelo Corolla Altis Premium 2.0 e pelo Corolla Altis Hybrid 1.8. Você pega um carro que anda mais e é bem mais equipado pelo preço de um que consome e polui bem menos. Qual será que vale mais a pena?

  • Toyota Corolla GLi 2.0 – R$ 99.990
  • Toyota Corolla XEi 2.0 – R$ 110.990
  • Toyota Corolla Altis Premium 2.0 – R$ 124.990
  • Toyota Corolla Altis Hybrid 1.8 flex – R$ 124.990
  • Toyota Corolla Altis Premium Hybrid 1.8 flex – R$ 130.990
Central multimídia no painel do Toyota Corolla XEi 2020

Destaque para o botão sem chave para ligar/desligar o carro

Pontos a melhorar

Mesmo com uma visível evolução, nessa que é a melhor e mais interessante geração do Corolla da história, a Toyota sabe que o seu sedã médio tem pontos a melhorar – e que serão mais explorados em breve quando o Corolla enfrentará o Civic num duelo aqui no De 0 a 100.

Além do preço, outro exemplo é o acabamento: o porta-malas (que não tem sistema pantográfico) conta com alças sem cobertura, expondo a peça e um fio. Além disso, o novo Corolla perdeu a luz nos botões acionadores dos vidros elétricos (disponível na geração anterior).

A versão XEi também poderia ter mais alguns equipamentos de série, como sensores de estacionamento (dianteiro e traseiro) e de chuva. E, claro, o freio de mão (de estacionamento) merecia (e deveria) ser elétrico.

Chave presencial do Teto solar do Toyota Corolla Altis 2020

Chave presencial do Toyota Corolla XEi, Altis e Altis Premium 2020

Resumo da obra

O Toyota Corolla continuará sendo o sedã médio mais vendido do Brasil não por falta de concorrentes, mas por suas qualidades próprias.

Se não bastasse a notável evolução visual, o carro ficou com uma carroceria melhor (mais segura e confortável), mais potente, econômico, com novos equipamentos e, especialmente, ganhou o sistema híbrido flex – um diferencial único.

Teto solar do Toyota Corolla Altis Premium 2020

Teto solar do Toyota Corolla Altis Premium 2020

Falando nele, do meu ponto de vista, um carro híbrido com tecnologia bicombustível (flex) representa o melhor hoje e em futuro de curto e médio prazo! Isso porque o carro não precisa ser recarregado na tomada (como um elétrico) e pode ser abastecido com etanol (combustível renovável e que emite menos gases).

A procura acima do esperado pelo Corolla híbrido flex parece comprovar a minha percepção.

Freio de mão (estacionamento) do Toyota Corolla 2020

Freio de mão (estacionamento) do Toyota Corolla 2020 não condiz com o interior

Informações? Só com etanol…

Para fechar, o que não deu mesmo para entender é a insistência da Toyota em omitir informações, no site oficial da marca, sobre o Corolla 2020 com gasolina (tente encontrar potência e torque, por exemplo) – tudo apenas “100% etanol”, limitando o leitor.

ACOMPANHE O DE 0 A 100 TAMBÉM PELO:

Comentários (3)

  1. Também testei o carro e aquele ar de tiozão ficou no passado. Esse volume de vendas expressivo do híbrido se deve principalmente ao estado de São Paulo que dá desconto de IPVA (se não me engano de 40%) e liberação de restrição de rodizio. Isso faz muita diferença. Realmente o carro mudou e evoluiu muito. Parabéns a Toyota! Agora só falta um SUV compacto com essa tecnologia….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *