Renault Sandero: GT Line – O curioso caso do carro 1.0 mais esportivo do que o 1.6. Vale a pena comprar?

Renault Sandero GT Line 1.0

Renault Sandero GT Line 1.0 tem o visual mais acertado para a proposta do carro

Essa eu nunca tinha visto na minha vida! O Renault Sandero: GT Line foi anunciado pela marca e vem “assinado” pela divisão Renault Sport. Com duas opções de motor e câmbio, é a primeira vez que vejo um carro 1.0 mais esportivo do que um 1.6.

Antes de explicar o por que, vamos conhecer o “esportivo” franco-brasileiro. Para quem não se lembra, a linha Sandero foi renovada no ano passado e recebeu melhora no acabamento, mais itens de segurança e o visual mais bonito da história do modelo.

Isso mantendo o bons espaço interno e porta-malas (320 litros) do veículo e, segundo a marca, o baixo custo de manutenção.

Renault Sandero GT Line 1.6

Renault Sandero GT Line 1.6

Os diferenciais do Renault Sandero GT-Line

Baseado na versão Zen, o hatch GT-Line é oferecido com duas opções de motor e câmbio (1.0 manual e 1.6 CVT) e traz, como diferenciais, aerofólio traseiro, aplique no para-choque traseiro, retrovisores na cor cinza, faróis de neblina e máscara negra nas lanternas.

O interior conta com volante revestido em “couro” e bancos exclusivos (esses últimos opcionais no 1.0), com nova padronagem de tecido e bordado com a identidade visual da Renault Sport nos apoios de cabeça. O painel de instrumento e as saídas de ar trazem detalhes na cor azul.

Painel do Renault Sandero GT Line 1.0

Painel do Renault Sandero GT Line 1.0

Equipamentos do Renault Sandero GT-Line

Em termos de equipamentos, a versão 1.0 manual traz todos os itens da Zen, como sistema multimídia Media Evolution de 7″ com Android Auto e Apple Carplay e comando de satélite no volante (com ajuste de altura); quatro airbags (dois frontais e dois laterais); ar-condicionado; direção eletro-hidráulica; travas e vidros dianteiros elétricos; sensor de estacionamento traseiro; computador de bordo; banco do motorista com regulagem de altura, chave do tipo canivete; alarme; Isofix; adicionando vidros elétricos traseiros e rodas de liga leve 15” – com opção de rodas de liga leve 16”.

Já a versão 1.6 CVT XTronic também conta com todos os itens da versão Zen adicionando vidros elétricos traseiros, retrovisores elétricos e novas rodas de liga leve 16”.

Renault Sandero R.S. e GT Line

Esportivo de verdade, Renault Sandero R.S., e o de mentira, Sandero GT Line

Níveis de esportividade da Renault

Se, assim como eu, você acha que a esportividade do Sandero GT Line foi pouca, a marca diz que essa “versão satisfaz o interesse dos clientes que procuram um veículo com visual esportivo, sem abrir mão do espaço interno e da robustez, qualidades que fazem o Sandero se destacar no mercado nacional”.

Ela vai além, explicando que a Renault Sport tem três níveis de esportividade automotiva:

  • GT Line: mudanças estéticas;
  • GT: mudanças estéticas e preparação na mecânica;
  • R.S.: mudanças estéticas e mecânicas mais profundas.
Renault Sandero GT Line 1.6 CVT

Não, esse não é o Stepway. Esse é o Renault Sandero GT Line 1.6 CVT

Motores do Renault Sandero GT-Line

1.0 12V

O motor 1.0 12V SCe, de três cilindros, desenvolve 79 cv de potência e 10,2 mkgf de torque com gasolina e 82 cv e 10,5 mkgf com etanol. Ele é sempre associado ao câmbio manual de cinco marchas.

1.6 16V

Outra opção é o 1.6 16V SCe, de quatro cilindros, que gera 115 cv com gasolina, 118 cv com etanol e 16 mkgf com de torque com qualquer um dos dois combustíoveis. No GT Line, ele vem com a transmissão automática do tipo CVT (simula seis marchas). O Sandero Zen 1.6 pode ter, também, câmbio manual de cinco marchas (GT Line, não).

Renault Sandero R.S.: 2.0 16V

Para quem quer esportividade de verdade, como a própria Renault Sports comentou acima, basta comprar o Sandero R.S., que tem, debaixo do capô, o motor 2.0 16V, de quatro cilindros, que coloca à disposição do motorista 145 cv e 20,2 mkgf com gasolina e 150 cv e 20,9 mkgf com etanol. Sua única opção de câmbio é o manual de seis velocidades.

Painel do Renault Sandero GT Line 1.6 CVT

Painel do Renault Sandero GT Line 1.6 CVT

Preços do Renault Sandero GT-Line

Confira os preços que a Renault pede pela linha Sandero:

  • Renault Sandero Life 1.0 – R$ 52.090
  • Renault Sandero Zen 1.0 – R$ 55.090
  • Renault Sandero GT Line 1.0 – R$ 57.390
  • Renault Sandero Zen 1.6 – R$ 61.990
  • Renault Sandero Zen 1.6 CVT – R$ 70.590
  • Renault Sandero Intense 1.6 CVT – R$ 72.590
  • Renault Sandero GT Line 1.6 CVT – R$ 73.290
  • Renault Sandero R.S. 2.0 – R$ 74.890

Enquanto a versão 1.6 da versão GT Line não tem opcionais, a 1.0 conta com um pacote composto por rodas de liga leve de 16” e bancos exclusivos por R$ 900.

Mas por que o 1.0 é mais esportivo do que o 1.6?

Digo isso por dois motivos:

  1. Visual: a versão 1.0 ficou muito mais bonita e esportiva, aceitando melhor as mudanças feitas pela Renault. Já a 1.6 CVT sofre pela altura excessiva (exigida pelo conjunto motor/câmbio AT) e tem para-lamas protuberantes que murcham a proposta esportiva.
  2. Câmbio: a versão 1.0 têm transmissão manual, muito mais adequada para a proposta de um esportivo, mesmo que de mentira, como o GT Line. Seu irmão 1.6 conta com o câmbio CVT, o mesmo do meu March, que me diverte (March é 141 kg mais leve do que o Sandero), mas que não é a melhor opção para extrair desempenho do Sandero. Pelo menos ele permite trocas manuais pela alavanca.
Renault Sandero GT Line 1.6 automático CVT

Renault Sandero GT Line 1.6 automático CVT

Vale a pena comprar um Renault Sandero GT-Line?

Conhecendo os preços, alguns equipamentos de série e os irmãos, considero que apenas a versão GT-Line 1.0 vale a pena. Seu visual ficou MUITO melhor do que a 1.6 e o seu custo-benefício é mais atraente, embora seu desempenho seja bem inferior e, para quem gosta, não ofereça o conforto do câmbio automático.

No caso da GT-Line 1.6, compre apenas se você gostou do visual.

Caso contrário, pague R$ 700 a menos e leve a versão Intense 1.6, que é mais equipada e também automática, ou pague R$ 1.600 a mais e adquira o Sandero R.S., que, 2.0, é um esportivo de verdade.

ACOMPANHE O DE 0 A 100 TAMBÉM PELO:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *