Vale a pena comprar um Nissan March SL 2020? Ele vai sair de linha?

Nissan March SL CVT 2020

Nissan March 2020

Como vocês sabem, fiquei livre da Ford e comprei um Nissan March SL 2020! Além dos motivos que descrevi antes, queria falar mais um pouco sobre essa escolha e hoje, alguns meses depois, me perguntar: valeu a pena ter comprado o March?

De cara respondo que sim, valeu a pena! O preço foi bem atraente, o carro é confiável (seu conjunto mecânico também é usado no Versa e no popularíssimo Kicks), muito divertido de dirigir e excelente para a cidade, além do fato da minha esposa ter ficado felicíssima – algo que jamais aconteceu com o Ka.

Projeto superado

Mas sei que o March tem um projeto superado, que deixa a desejar em alguns pontos, mesmo na versão topo de linha 2019/2020:

  • Acabamento pobre, com peças mal encaixadas no painel;
  • Falta conexão USB integrada ao painel, além da disponível na central multimídia (que demora muito para carregar o celular);
  • Falta conforto: os bancos dianteiros cansam em viagem longas e não “abraçam” bem o corpo, que escorrega para os lados em curvas; faltam apoio de braço central dianteiro e, especialmente, cruise control (“piloto automático);
  • O motor 1.6 16V, quando enche, faz muito barulho (habitáculo poderia ter melhor isolamento acústico);
  • Falta segurança: cinto de três pontos e apoio de cabeça para todos os ocupantes, lembrete do uso do cinto de segurança, ancoragens Isofix no banco traseiro, mais airbags, assistente de partida em rampa e controles de tração e estabilidade – pelo menos;
  • A central multimídia é até boa, mas não tem entrosamento nenhum com o carro – uma decepção.
Painel do Nissan March SL CVT 2019

Painel do Nissan March SL 1.6 CVT 2020: ar-condicionado digital é mais silencioso

Mas o conjunto compensa

Se falta refinamento ao March em diversos pontos, sobra diversão! Compacto, o carro é muito esperto com motor 1.6 e não faz feio em quase nenhuma situação na cidade e na estrada. Mesmo com 4 adultos e bagagem, com ar-condicionado ligado, meu carro nunca “negou fogo” e sempre fez ultrapassagens com agilidade e eficiência.

Mas é na cidade que o March se destaca: compacto por fora, ele até surpreende pelo espaço interno (com 1,97 m de altura, consigo dirigir sem problemas), cabe em quase todas as vagas e tem um porta-malas adequado para o seu tamanho (265 litros, contra 257 litros do Ka).

Além disso, ele é bem ágil e bebe menos do que o meu ex-Ford muito por causa do peso.

Motor e câmbio

Sem tanquinho de partida a frio, o motor 1.6 16V, de quatro cilindros, desenvolve 111 cv de potência e 15,1 mkgf de torque com gasolina e/ou etanol no tanque. Números interessantes para um carro de 999 kg.

Eu gosto do câmbio XTronic CVT, mas ele sofre com o marasmo nas arrancadas. Entretanto, o carro logo se recuperada. Como o meu não está “amaciado”, o conjunto mecânico ainda não “relaxa” como acontecia no March SL vermelho que eu testei (vídeo abaixo).

Nissan March SV 1.6 CVT 2020

Como comentei antes, eu pretendia comprar o March SV 1.6 CVT, a versão intermediária. Seu preço na Operação Samurai ficou em R$ 51.000.

Seus principais equipamentos de série são:

Airbag duplo frontal, ar-condicionado, banco do motorista com ajuste de altura; chave com telecomando para abertura e fechamento das portas e do porta-malas; central multimídia com rádio AM/FM, MP3 player, display colorido de 6,75”, Apple CarPlay, Android Auto, função RDS, conector USB e 4 alto-falantes; comandos de áudio e telefone no volante; computador de bordo; direção elétrica progressiva com regulagem de altura; freios ABS com controle eletrônico de frenagem (EBD) e assistência de frenagem (BA); maçanetas externas de abertura das portas na cor do veículo; retrovisores externos com regulagem elétrica; rodas de liga leve de 15”; tampa de combustível com abertura interna; travas e vidros dianteiros e traseiros elétricos (com a função one touch para o motorista) e faróis de neblina dianteiros.

Nissan March SL 1.6 CVT 2020

Mas preferi pagar um pouco mais para levar o March SL 1.6 CVT, que vem com os itens acima, além de acabamento black piano no painel central; alarme perimétrico; ar-condicionado automático digital; câmera traseira com imagem integrada ao display do rádio; central multimídia Multi-App com rádio AM/FM, MP3 player, display colorido de 6,75”, Apple CarPlay, Android Auto, função RDS, loja Multi-App de aplicativos, conector USB, 4 alto-falantes e conexão à internet através de Wi-Fi; faróis dianteiros e traseiros com máscara negra (estilo Stormtrooper) e rodas de liga leve de 16’’ com pneus 185/55 R16.

Dos equipamentos extras da versão SL, destaco dois:

  • Ar-condicionado digital: faz toda a diferença, não pelo fato dele ser digital, que é uma comodidade extra, mas porque ele é bem mais silencioso do que o tradicional, melhorando o conforto acústico ao rodar.
  • Câmera traseira: é bem prática

 Mas vale a pena comprar um March SL 1.6 CVT?

Se você gosta do carro, que é muito legal, vá em frente!

Mas, pelo preço cheio, de R$ 65.290 para a versão SV 1.6 CVT, e de R$ 68.490 para o SL 1.6 CVT, eu acho que não vale a penamesmo com as revisões com valores atraentes. Por esses valores você pode levar carros mais modernos e seguros, como o Volkswagen Polo e o novo Chevrolet Onix.

Agora, como essa atual geração do March está no final da linha, tendo a confiabilidade como um de seus principais destaques, NEGOCIE um bom preço. Pelo valor que eu paguei, R$ 51.750, valeu demais ter comprado o modelo – muito mesmo!

E, definitivamente, a versão SL acaba sendo mais atraente do que a SV, especialmente quando os descontos são aplicados e os valores das duas se aproximam.

March vai sair de linha no Brasil?

Para a linha 2020/2020 ou 2020/2021, a depender da estratégia da Nissan, o March contará, pelo menos, com apoio de cabeça e cinto de três pontos central traseiro, além de ancoragem Isofix para cadeiras infantis.

Mas uma linha 2021 pode não acontecer: hoje (29/06), o March 2020 com motor 1.0 não está mais no site da Nissan.

Segundo uma fonte, o March já está no telhado, ou seja, no seu final de linha no Brasil. A marca pode voltar atrás, mas a chance é pouco provável. Ela deve apenas terminar o estoque atual das versões 1.6 e encerrar a produção nacional do hatch nos próximos meses.

Depois farei um vídeo sobre isso.

ATUALIZAÇÃO – 30/08/2020

Como antecipei aqui, o March irá mesmo sair de linha no Brasil. Logo, conforme o prometido, fiz um vídeo sobre essa aposentadoria:

ACOMPANHE O DE 0 A 100 TAMBÉM PELO:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *